À PROCURA DE AUDREY


Sophie KINSELLA 
Editora GALERA RECORD 
2015
336 páginas

SINOPSE: Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas.Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.

Audrey Turner é uma garota britânica, de 14 anos, com um bom gosto incrível e uma família acolhedora. Infelizmente, ela teve sua vida interrompida pelo bullying intenso de um grupo de colegas da sua escola de garotas. Escondendo-se atrás dos óculos escuros e tomando medicamentos controlados, espera o começo de um novo ano letivo entre o consultório psiquiátrico e sua salinha escura. 

"Olho no olho. É a conexão mais poderosa do mundo"

Enquanto adia o relato do que realmente aconteceu na sua antiga escola, Audrey narra seu dia a dia através da prosa em primeira pessoa e a transcrição do filme que está gravando, uma tarefa requerida pela Dra. Sarah. Sem dúvidas, o mistério que paira no ar, sobre o bullying sofrido pela protagonista, é velado e realçado nos momentos corretos. A narrativa mistura desabafo e conversa com o leitor, e o filme Minha Serena e Amorosa Família é o pilar principal, que, na minha opinião, deixa a desejar no quesito enredo. 

Isto, porque o foco "problemas psiquiátricos e passado de Audrey" é desviado para o cotidiano familiar, algo imensamente simples e que poderia ser substituído por mais mistério e por cenas mais comoventes. Entretanto, Kinsella é uma famosa escritora de chick-lit, gênero no qual estas cenas são predominantes. Por isso, não me incomodei tanto. Mas não justifica os capítulos sem nome ou numeração, as frases de efeito e o uso repetitivo do "enfim", que me deixaram cética antes de afirmar meu amor pelo livro. 

Porém, os personagens fazem toda a calmaria da narrativa valer a pena e rendem boas gargalhadas. A Sra. Turner é uma verdadeira dona de casa desesperada e fanática pelo Daily Mail; o Sr. Turner é um pai de negligência tão absurda que chega a ser engraçado; Frank é um viciado no game LoC, o Turner mais descarado, sarcástico e sagaz; Felix é uma criança muito zombada por Audrey. Além deles, existe Linus, o salvador. 

O fato de um rapaz ter sido escolhido para ser o "amigo", que fará com que Audrey perceba seu valor e comece a apresentar melhora considerável, soa, inicialmente, como um apelo romântico, mas logo se transforma em uma prova de amizade, coragem e compreensão. Linus é, definitivamente, um dos melhores protagonistas masculinos dos livros juvenis que já li. 

"Posso sentir, no entanto, que seus olhos não se afastam de mim. Como se fossem a luz do sol" 

Afora, ainda tem as menções a hábitos da cultura britânica, a ciências psiquiátricas e a grandes nomes da literatura, como Dickens e Haper Lee. É claro que foi um dos melhores jovem adulto que li em 2015. Mesmo com suas lacunas, Sophie Kinsella mostrou porque consegue ser uma escritora best-seller. 

Compartilhe este post:

Mylane Damasceno

Além de ser amante da literatura, amo blogar. Gosto de atualidades ou de algo mais retrô. Leio de economia à literatura, de Rick Riordan a José de Alencar. Me emociono facilmente com filmes e livros, e tenho vontade de fotografar quase tudo que vejo. Sou fã de dias chuvosos e músicas calmas.

29 COMENTÁRIOS

  1. Ah isso me lembra um pouco o livro "Garota Online", que no começo retrata um pouco o bullying, porém ele perde o foco. Acho que esses livros tem um Q de ar misterioso sobre o passado da personagem, mas infelizmente eu não me empolguei

    ResponderExcluir
  2. Porém não custa nada tentar lê-lo, vale todos os gêneros aqui né hahah

    ResponderExcluir
  3. Ano passado vários amigos me indicaram este livro, pretendo ler ainda esse ano.

    ResponderExcluir
  4. Esse livros com temática bullying estão sendo lançados aos montes. Pela resenha, À Procura de Audrey me pareceu meio paradinho, não sei se faria o meu estilo.

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre quis ler algum livro da Sophie Kinsella, e livros que tem a temática "Bullying" acabam chamando mais a minha atenção. Várias pessoas dizem que ela é uma ótima escritora.
    Vi alguns BookTubers comentando sobre esse livro e acabei me interessando e adicionando a minha lista.

    ResponderExcluir
  6. Já quero ler com certeza
    Já li alguns livros com o tema de bullying
    Mas esse parece ser ainda melhor!

    ResponderExcluir
  7. Já quero ler com certeza
    Já li alguns livros com o tema de bullying
    Mas esse parece ser ainda melhor!

    ResponderExcluir
  8. Amo esse livro, gostei da resenha e como você descreveu os personagens... é assim mesmo hahaha
    Sou fã da Kinsella, fiz a resenha desse livro tentando ser imparcial, mas sou fã das suas histórias.. Então sou meio suspeita para falar de qualquer livro dela hahahah

    Bjs
    Um Amor de Livro

    ResponderExcluir
  9. Foi uma super coincidência me deparar com seu post justo hoje! Estava no shopping e (como sempre) parei na vitrine da livraria, e achei esse livro da Sophie Kinsella muito atrativo, quase comprei, se não fosse por uma promessa de ano novo que fiz: não comprar nenhum livro novo até ler todos os que tenho. Vai ser difícil. Mas enfim, não sou muito do gênero chick lit, passei da idade eu acho :( Mas de vez em quando é tão gostoso né :P Ainda quero ler a série da Becky Bloom dela, mas esse livro me pareceu muito bacana pra começar a ler algo da autora!

    Beeeijos!
    Dia de Alice

    ResponderExcluir
  10. Mylane!
    Gosto demais do gênero chick lit e a Sophie é uma das maiores representantes desse gênero.
    Apesar das suas observações e de achar a protagonista muito novinha, gostaria de ler esse livro para poder dar boas risadas, gosto das leituras hilárias.
    “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  11. "Posso sentir, no entanto, que seus olhos não se afastam de mim. Como se fossem a luz do sol" MDS 😍 esse livro parece incrível!! Já está na minha lista haha.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  12. "Posso sentir, no entanto, que seus olhos não se afastam de mim. Como se fossem a luz do sol" MDS 😍 esse livro parece incrível!! Já está na minha lista haha.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  13. Oie,

    Eu morro de vontade de ler algum livro da Shopie Kinsell, acho que essa é a primeira resenha que leio desse livro e eu fiquei muito curiosa com a historia, e essa capa maravilhosa que já fala muito sobre o livro, tão simples e linda, creio eu que ainda não li um livro sobre bullying, já li alguns contos, mas quero ler esse livro da Kisella.

    Bjs
    Mayla

    ResponderExcluir
  14. Estou com esse livro na estante e ainda não li. Só li o livro A menina de vinte da Sophie e adorei a escrita da autora, mesmo me incomodando com algumas partes da história é impossível não dar muita risada.
    Ótima resenha, fiquei com mais vontade de ler.

    ResponderExcluir
  15. Confesso que o chick lit não faz meu gênero, mas depois dessa resenha tirei impressões super positivas e meio que esse ar de mistério me cativou. Sempre digo que temos que dar chance a todos os livros e com certeza esse já está na minha WISHLIST !! Espero que goste realmente e depois de ler comento novamente com as minhas impressões.

    ResponderExcluir
  16. Eu sempre amei os livros da Sophie Kinsell. Esse livro foi o mais diferente que eu li dela. Por que fala sobre bullying!
    TOP COMENTARISTA!!

    ResponderExcluir
  17. ainda não li nada da Kinsella, mas admiro um autor que se envereda por outros campos, afinal ela é conhecida pelos chick-lit. como já passei um pouquinho da fase, e por causa disso não sei se leria esse livro. apesar da temática como o bullying, fazer com que eu fique curiosa para saber como ela se trata

    ResponderExcluir
  18. Estava com muita vontade de ler a resenha de vocês sobre esse livro, até porque já faz um tempo que quer ler esse livro. Gostei da temática do livro e estava louca para saber mais sobre ele. Esse ano o livro já está na minha meta de leitura. Espero que valha a pena :)

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro. Está na minha lista, é um assunto bem polêmico e muito comum hoje em dia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Só pela capa eu já compraria. Vou ler com certeza. Essa resenha ficou muito boa. Me deixou com curiosidades.

    ResponderExcluir
  21. Eu tenho muita vontade de ler esse livro, principalmente depois dessa resenha maravilhosa sobre ela. Estou terminando minha leitura atual para poder começar esse! Essa capa é uma das mais bonitas da minha estante, estou super apaixonada por ela, a Sophie Kinsella arrasou!

    ResponderExcluir
  22. Gosto de livros assim que tratam dessa temática, fico bastante curioso em poder uma obra dessa autora que sempre é bem falada aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
  23. Acho show livros com essa temática, me interessei bastante em lê-lo. Fiquei na vontade e.e

    ResponderExcluir
  24. Eu não me interesso por livros desse tipo, gosto de livros de muita ação em que os acontecimentos fazem você vivenciar a história, pela resenha me pareceu bem parado.

    ResponderExcluir
  25. Nao sabia que a Sophie escrevia livros sobre adolescentes. Achava que era só com personagens acima dos 20 anos.
    Preciso muito ler algo dela. Estou com o "Confessions of a Shopaholic" aqui em casa.
    E citou Dickens no livro, já me ganhou! :P
    A capa tbm tá bonitinha.

    ResponderExcluir
  26. Gostei da temática e coloquei o livro na minha lista

    ResponderExcluir
  27. Apesar de amar demais as histórias da Sophie, este livro não está entre eles. Mas mesmo assim, achei bem interessante a resenha ^^ Parabéns!

    Beijos =*

    ResponderExcluir