PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI


Jenny HAN
Editora INTRÍNSECA
2015
320 páginas

SINOPSE: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Eu comecei a ler este livro de forma despretenciosa, mais como um post para o blog, uma vez que a maioria são leitoras que apreciam esse tipo de história. Não imaginei que fosse gostar tanto.

A primeira coisa que quero dizer, é que todos os personagens me cativaram: Lara Jean, a narradora da história, com a ingenuidade própria da idade e a insegurança pela falta de uma referência materna; Margot, a mais velha, que assume, naturalmente, o lugar da mãe perante as duas irmãs mais novas; Kitty, sempre provocativa, enfezada, carente; Josh, o menino da porta ao lado por quem todas são apaixonadas; e Peter, a surpresa do livro, o garoto que conquista aos poucos, sem deixar notar.

Antes de ler o livro, achei que a história iria girar em torno das confusões que as referidas cartas causariam na vida da personagem principal, mas, na verdade, apenas duas tem alguma importância. Entretanto, não fiquei desapontado, pelo contrário, uma vez que o relacionamento da personagem com os dois destinatários é mais explorado, sem pressa.

Uma coisa me irritou bastante: a constante referência à Margot. Ela viajou para a faculdade na Escócia, mas tudo o que Lara Jean fazia, ela descrevia o que Margot pensaria, faria ou diria. Isso é tão constante no livro, até pelo menos metade da história, que chegou a incomodar bastante. Mas exatamente por essa insistência da autora, fiquei na esperança de ser proposital. E, felizmente, realmente era. No fim do livro, é dada a explicação, que é perfeitamente convincente e até emocionante.

"Eu olho para ele e balanço a vela, e ele sorri, e tenho a sensação de que está tudo bem entre nós. De uma forma ou de outra, Josh vai fazer parte de nossas vidas. E tenho certeza, uma certeza repentina, de que tudo está exatamente como deveria, que não preciso ter tanto medo de despedidas, porque elas não precisam ser para sempre."

A história em si não tem nada de especial, e nem acontece algo que não seja a rotina de jovens nos dias escolares. Isso porque o livro é sobre os personagens, e a autora soube explorar as relações de forma sensível e interessante, prendendo a leitura o tempo todo. O centro da trama é entre Lara Jean, Josh e Peter. Principalmente com Peter. Pela primeira vez, li sobre um personagem estereotipado, o eterno atleta bonitão da escola, que é algo mais do que um convencido e boçal. A autora soube dar personalidade e sentimento a um gênero que é sempre igual. E é interessante acompanhar o sentimento surgir entre Lara Jean e Peter pelas pequenas atitudes de companheirismo e carinho.

Kitty e Margot têm a sua importância: a primeira, pela necessidade de atenção e de ser cuidada; a segunda, por ter sido a cabeça da família ao lado do pai e agora ter se afastado. Lara Jean e Kitty, cada uma à sua maneira, sofrem uma nova perda maternal, já que a mãe havia morrido anos atrás, e foi Margot quem ficou no seu lugar.

Eu não sabia que o livro teria continuação, por isso fiquei surpreso no final. As coisas não ficam resolvidas, mas, mesmo assim, ele termina de uma forma que satisfaz, sem deixar o leitor frustrado. Espero que a autora continue o amadurecimento de Lara Jean no próximo livro, sem perder ou desconsiderar o aprendizado que ela teve.

Acho que por último, só falta falar sobre a escrita da autora, que é simples, mas contagiante pela sensibilidade que ela transmite nos diálogos e nas descrições as ações. A continuação chega ao Brasil já em janeiro, a partir do dia 11! :)

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

34 COMENTÁRIOS

  1. Estou querendo ler esse livro a um tempão, já escutei muitas pessoas falando bem, mas essa é a primeira resenha que leio. Adorei.

    ResponderExcluir
  2. Adorei as características das personagens, diversificadas e únicas ao mesmo tempo são características que nós mesmo possuímos. Adorei a resenha e é sempre maravilhoso quando o livro nos surpreende e gostamos mais do que imaginaríamos.
    -Mari

    ResponderExcluir
  3. Um dos melhores livros que já li, a inocência e paixão dos personagens nos cativa do início ao fim, a forma como as amizades são retratadas, parecendo vida real, a cumplicidade entre as irmãs, os caprichos da família, enfim, todos os garotos que ela já amou, de alguma forma passamos a amá-los também.

    ResponderExcluir
  4. Não tinha interesse em ler este livro, mas depois do que eu li aqui, o livro já esta na minha lista de desejados!!

    ResponderExcluir
  5. Não sei fico muito tentada com esse livro, mas ao mesmo tempo não me interesso. Não sei explicar, acho que se tiver oportunidade compro.

    ResponderExcluir
  6. Já li esse livro e amei. Leve e fofo! Quero muito ler a continuação.

    ResponderExcluir
  7. já li e amei o livros.
    Uma das melhores leituras de 2015.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Já li diversas resenhas sobre o livro. Gostei da sua pela forma como abordou aquilo que gostou ou não no livro.
    Acho que é uma leitura super válida.
    Mais um pra lista!

    Abraços,
    ser-escritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Foi minha última leitura de 2015 e eu adorei. Os personagens são tão bem construídos e reais que é impossível não se apaixonar por todos. Também fiquei surpresa com o final sem conclusão. Estou louca pela continuação.

    ResponderExcluir
  10. Quero em breve poder ler esse livro

    ResponderExcluir
  11. Parece ser magnífico só ao ler a resenha

    ResponderExcluir
  12. Essa temática não é das minhas favoritas, mas tem tanta gente falando desse livro que tenho vontade de ler. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  13. ouvi muitos comentários sobre esse livro, e pensei que a vida dele poderia ser uma eterna bagunça por causa das cartas, mas felizmente parece que não, o que me deixa alegrinha pra querer lê-lo, já que está na minha lista do ano! <3

    ResponderExcluir
  14. A propósito, a resenha é de fato muito boa e bem feita.

    ResponderExcluir
  15. (...) "uma vez que a maioria são leitoras que apreciam esse tipo de história." Oiiiii, me identifiquei hahaha
    Adoro livros assim Carlos, que bom que você trouxe ele aqui. Ainda não li esse livro e já já sai a continuação.

    Muito boa a resenha!

    Bjs
    Um Amor de Livro

    ResponderExcluir
  16. Amei a resenha e fez eu querer ler esse livro ainda mais.
    Além de achar a capa dele bonita, me interessei pelo título e depois pela sinopse, e acabei adicionando ele a minha lista no skoob, espero poder lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  17. Bem Carlos!
    Confesso que também achei que o livro iria girar em torno do rebuliço que as tais cartas iriam gerar ao serem descobertas.
    Por outro lado fiquei feliz em ver que o núcleo familiar está incluído nno livro e que a protagonista amadurece.
    Deve ser uma boa leitura.
    “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  18. Não faz muito meu estilo esse tipo de livro, confesso que acho cansativo. Mas depois dessa resenha quem sabe não dou uma chance a esse universo motivador da personagem. E se me permite comparações, Peter me lembrou Noah do livro nacional Aprendendo em Seis. Quem quiser dar uma chance vai de corpo e alma, pois é fascinante!

    ResponderExcluir
  19. Eu queeeero muiito esse livro. Tipo muito mesmo. Achei a capa e a história lindas. Tenho que ter eles!
    TOP COMENTARISTA

    ResponderExcluir
  20. a primeira vez que eu vi esse livro eu tive a mesma impressão que você que toda a história ia ser a partir das tais cartas. mas, são tantos elogios que apesar de não fazer muito meu estilo estou ficando curiosa para ler.
    bom, pelo menos apesar de deixar algo vago não deixa tão frustado. pq se fosse assim nem ia ler
    Ando me irritando com os fins: continua no próximo cap, ops digo livro...

    ResponderExcluir
  21. Amei a resenha e fez eu querer ler esse livro ainda mais. Vou ler.
    Além de achar a capa dele bonita, me interessei pelo título e depois pela sinopse, e acabei adicionando ele a minha lista no skoob, espero poder lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  22. Amei a resenha, fazendo querer eu ler ainda mais. Além da capa ser bonita, me interessei mais pelo o título, transmite algo significante para mim.

    ResponderExcluir
  23. Já vi várias pessoas falando a respeito desse livro, porém não tinha me prendido tanto na leitura, mas vendo a sua opinião a respeito do mesmo fiquei bem curioso, até porque é um gênero que pode me atrair bastante.

    ResponderExcluir
  24. Muitas pessoas andam falando desse livro, mas não me chamou muito a atenção, quem sabe se futuramente eu não possa dar uma chance?

    ResponderExcluir
  25. Essa autora é desconhecida para mim, e apesar de nao ser um tipo de literatura que me atrai muito eu fiquei curiosa para conhecer essa história, porque essa resenha explicou bastante sobre o livro e instiga aos leitores a conhece-lo !

    ResponderExcluir
  26. Amei a resenha!!
    Mas acho que esse gênero não me atrai tanto como outros. Mas parece ser muito bom!

    ResponderExcluir
  27. Meu Deus! Esse livro parece ser perfeito <3

    ResponderExcluir
  28. aaai, esse livro parece taaao absurdamente fofo! QUERO
    Sério, to com mta vontade de ler, todo mundo tá falando tão bem.
    Só fiquei de cara por a Lara ser novinha e já ter se apaixonado 5 vezes. Eita giovana! Eu sou mais velha, me apaixonei menos e já passei por tanta coisa, imagina essa menina se apaixonando desse tanto! haha
    meu único receio de ler esse livro é que a Intrinseca ás vezes faz uma revisao meio porca, daí dá até medo! :(

    ResponderExcluir
  29. Adorei!!! essa resenha foi a melhor de todas!!!

    ResponderExcluir
  30. Vou omprar esse livro! tenho que ler tipo agora!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  31. Não tinha nenhuma vontade de ler esse livro, mas sua resenha mudou isso totalmente Carlos !!! socorro! preciso ler, tipo agora kkkkk

    ResponderExcluir
  32. Morro de vontade de ler esse livro provavelmente desde o primeiro minuto do lançamento! haha O dia que terei ele em minhas mãos será um dia muito feliz, sem dúvidas! haha ^^
    Adorei a resenha!

    Beijos =*

    ResponderExcluir