QUANDO EU SUPEREI VOCÊ


Não foi fácil, mas eu consegui. Tive algumas recaídas e tentei te procurar, mas já não tinha mais seu número salvo na minha agenda telefônica ou o seu Facebook. Te apaguei da minha vida muito antes de te apagar de mim, porque sabia que iria acabar te procurando, e adivinha? Fui atrás de você algumas vezes. Você sorria, respondia o que eu perguntava, mas nunca esteve interessado o suficiente para perguntar como eu estava, e eu nunca tive a oportunidade de dizer que, sem você, eu ando bem mais tranquila. Não que a culpa da minha paranoia seja sua, mas você as intensificava toda vez que me olhava com aquela sua cara amarrada. Eu superei aquelas suas frases clichês, suas piadas sem graça, seu ar de superioridade, seus abraços reconfortantes, seu sorriso afetado e aquele amor que nunca me transbordou.

Não é que eu não te ame mais, porque eu acredito que uma parte de mim sempre vá amar você, mas já não gosto de ti há tanto tempo que não existe motivo nenhum que me faça continuar por perto. Eu cansei dessa nossa rotina de brigas constantes, do seu achismo que não me permite ser feliz com ninguém. Eu cansei dessa sua birra. Cansei da forma como você torcia o lábio quando me via falando com um amigo qualquer. Cansei de te ouvir dizer que queria meu bem, mas nunca tentava me deixar bem. Cansei da forma como suas mãos abraçavam meu corpo, não como um gesto carinhoso, mas de uma forma possessiva. Cansei de ser sua prisioneira. Cansei do cárcere privado. Cansei da falta de amor, do seu sorriso sarcástico. Cansei até mesmo da cor dos teus olhos. Eu cansei de você e foi por isso que eu te superei.


E mesmo cansada de ti, chorei ao decidir que te deixaria no passado. Superar aquela história cheia de curvas, ruelas e guerras em nome do amor, não foi fácil. Senti meu peito sangrar durante dias, mas eu sabia que ficaria bem. Houve dias em que eu te odiei e joguei toda a culpa do nosso fracasso em seus ombros, mas também houve dias em que te chamava de anjo e me responsabilizava por todos os nossos pecados. Quis te perguntar por que você me deixou se dizia que me amava. Você não as entrelinhas? Se é amor você luta. Se é amor, você fica. Mas você partiu. Disse que amava, mas foi embora. E eu te odiei por isso tanto quanto me odiei por não te fazer ficar.

Não penso em você com muita frequência agora. Não tenho mais frequentado aquele bar que você costumava me levar, pois não quero te encontrar. Fiz novos amigos, frequento ambientes diferentes e sorrio mais. Você dizia que eu era emburrada, mas eu só deixava de rir perto de você e do seu ego monstruoso. Eu não te odeio mais. Tampouco gosto de ti, se quer saber. Já não te culpo pelo nosso fim. Existem amores que não são para ser. Eles acontecem, nos marcam e depois desaparecem. Carrego uma cicatriz com teu nome no peito, mas é só isso que me restou de ti.

É, eu superei você, mas me pergunto quanto tempo vai levar até eu te esquecer.

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

15 COMENTÁRIOS

  1. Estou apaixonada por esse conto e me identifiquei muito. Superar é realmente mais fácil que esquecer, sempre guardamos as lembranças por pior que elas sejam.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do texto, realmente superar alguém não é algo fácil, esquecer então, talvez seja algo que leve anos. Gostei muito da verdade em seu texto, realmente passamos por tudo isto quando decidimos que merecemos alguém melhor, quando percebemos que devemos ser mais valorizadas e do sofrimento por que essa escolha trás. Parabéns, o texto é lindo.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Natália, que belo texto. Nunca li palavras tão sinceras e com tanto significado e realismo. Quando vivemos um amor, sabemos que mesmo que não seja um conto de fadas, ele ficará permanentemente em nossos corações. Fiquei realmente encantada pelo texto <3
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto Natália, me fez pensar bastante, pois estou numa fase semelhante meio que sem saber que rumo seguir.

    ResponderExcluir
  5. Conto lindo ^^ Deu aquele gostinho de quero mais haha
    Não entendo muito sobre o que se diz respeito ao amor e principalmente a superação de uma paixão. Mas, mesmo assim, o texto e as palavras conseguiram passar bem o que queriam dizer, me fez entender um pouquinho desse lado. Simplesmente amei *--*

    ResponderExcluir
  6. Oii! Que lindo Natália!! Amei! Realmente td se supera! Sei bem como é! Digamos que superei uma paixão com um amor de verdade! Parabéns pela resenha! Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto maravilhoso Natália! Eu realmente não esperava encontrar um assunto tão delicado aqui, mas você escreve tão bem *---* adorei a diferença que você coloca entre "superar" e "esquecer". Muita gente não sabe que ela existe e isso pode acabar sendo doloroso, não acha?
    Bjs, Juh.

    http://naosepreocupecomisso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Que texto lindo! Adorei sua escrita, realmente passamos por fases difíceis na vida e temos que superá-las. Abraços e parabéns :)

    ResponderExcluir
  9. Esse texto retrata o que muita gente passa por ter que deixar a pessoa que gosta ir, mesmo com aquele friozinho na barriga e aquela vontade enorme de gritar e pedir pra pessoa lutar por você e não te deixar, a gente precisa deixar o coração de lado e agir através da razão em alguma parte da vida, infelizmente toda mulher já deve ter passado por isso , e é algo muito doloroso!

    ResponderExcluir
  10. Ahh essa fase da vida... Adorei o texto e a sua escrita Natália, amor é isso aí mesmo, ele transforma as pessoas e deixa marcas. A forma como você deixou claro a ideia de superar e esquecer é brilhante!

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Que maravilha. Fiquei encantada com o texto, me identifiquei em algumas partes, a vida nunca é como imaginamos, o amor muito menos, aprender a lidar com esses sentimento e complicado, às vezes conseguimos e às vezes nos decepcionamos. Cabe a cada um decidir que caminho vai trilhar. Parabéns pelo conto, retrata muito do cotidiano de muitos. Bjus.

    ResponderExcluir
  12. Poxa, que lindo *-* não esperava encontrar isso aqui. Adorei! Não posso de dizer que entendo sobre o amor, sobre a separação ou sobre a superação de uma paixão. Mas achei seu texto muito tocante e escrito com uma sensibilidade admirável. Parabéns.

    ResponderExcluir
  13. Mana, esse texto foi simplesmente incrível, acho que você representou o sentimento de muitas pessoas que leram a sua postagem e eu fui uma delas, o amor é uma coisa linda mas ao mesmo tempo é uma coisa tão problemática e cabe a noa saber como vamos lidar com ela, ate porquê nem todos a mesma profundidade de sentimentos.

    ResponderExcluir
  14. Ai meu pai, voce fez esse texto para mim não é? Eu sei, obrigado, obrigado, ´serio muito eu nesse texto!

    ResponderExcluir
  15. Que texto mais lindo, sentimentos que todos tem, escritos com primazia, impossível não se identificar. Parabéns

    ResponderExcluir