SIMPLESMENTE ANA - RESENHA/ENTREVISTA


Marina CARVALHO
Editora NOVAS PÁGINAS
301 páginas

SINOPSE: Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.A não ser... A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Acho que já deu pra perceber o quanto eu amo entrevistar os nossos queridos autores, né? Então, mais uma vez, eu trouxe a minha opinião sobre este livro magnífico, mas também trouxe uma entrevista com a autora, MARINA CARVALHO. Espero que gostem, por que eu amei. VALEU!!!

RESENHA

Nossa protagonista chama-se Ana Carina Bernardes.... Se bem que... SIMPLESMENTE ANA. Acho que todo mundo já ouviu alguém dizer: "Tenho uma notícia boa e uma notícia ruim. Qual você quer primeiro?" Essa situação sempre nos deixa encabulados, não é mesmo? Mas ainda pior, é, sem aviso algum, receber uma notícia que pode mudar totalmente sua vida, como num passe de mágica.

Milhares de perguntas vêm à nossa cabeça, mas provavelmente a mais difícil de responder é: "O que fazer?". Uma das coisas que Ana terá que decidir, também é se essa nova informação é boa ou ruim, e ainda encarar as consequências, que no caso, podem fazer dela uma princesa de um país chamado Krósvia, que fica do outro lado do mundo. 

"Durante a minha vida inteira, desde que era muito pequena, tive um sonho recorrente, daqueles que são sempre iguais e você nunca sabe quando virão. É um sonho tranquilo, mas misterioso, e nada nele muda"

Quando sua história começa a ser contada, ela vive no Brasil, tem uma mãe que manda muito bem na cozinha, que é dona de um buffet, uma melhor Amiga, que está sempre com ela, um projeto de namorado e um curso em andamento, e sua decisão joga tudo para o ar. Ana é uma personagem que me cativou bastante pela sua espontaneidade e também por continuar sendo quem era mesmo depois daquela notícia, porém com um conhecimento de mundo um pouco maior. 

Mas toda princesa precisa de um príncipe, e os ventos não parecem soprar a seu favor, ou talvez não do jeito que ela queria que soprassem. Alex, o mauricinho gostosão, parece ter tido uma péssima primeira impressão sobre Ana, mas mexe bastante com o emocional dela, além de apresentar algumas vezes um contraste na personalidade que serve, simplesmente, para deixá-lo ainda mais atraente e, então, talvez os infortúnios apenas sirvam para impulsionar os ventos para o lado certo.

Quando Ana chega a Krósvia, ela é recebida muito bem, e a convivência com uma possível nova família deixa-a mais confiante, além de começar um trabalho voluntário com algumas meninas, porém tendo que se esconder das mídias, que não param de fazer especulações, inclusive quanto à ela e Alex, o que faz sua nova "rival", Laika, vulgo Nome de Cachorro (que eu também concordo), ter que sambar para tentar manter a posição de namorada do pescador de corações.

O convívio costuma mostrar como uma pessoa é, tirando, pouco a pouco, as máscaras que encobrem sua verdadeira personalidade. Isto não foi diferente em SIMPLESMENTE ANA, que é também simplesmente verdadeiro, simplesmente cheio de reviravoltas e simplesmente perfeito. COM CERTEZA este livro entrou pra lista de favoritos

ENTREVISTA

ANALU - GETTUB: Como os livros influenciam a sua vida? 

M. CARVALHO: Desde bem pequena passo meus momentos de lazer debruçada sobre os livros. Isso me garantiu uma familiaridade com a língua portuguesa, o que potencializou meu atrevimento para escrever minhas próprias histórias. Adoro viver no mundo da imaginação. Ler é meu portal para essa dimensão. 

ANALU - GETTUB: Todo mundo tem um lugar especial de leitura. Qual o seu? 

M. CARVALHO: O meu é um cantinho em minha sala de visitas (que não recebe visita alguma, já que meus amigos gostam mesmo é da cozinha - risos). Toda noite, quando a casa sossega, me esparramo no sofá e passo horas curtindo uma boa e merecida leitura. 

ANALU - GETTUB: Escrever algo mexe bastante com o nosso emocional. Qual foi, ou quais foram as sensações que você tem ao terminar de escrever? 

M. CARVALHO: Eu sempre sinto alívio quando acabo uma história. É uma sensação fantástica de dever cumprido, de ter chegado ao final sem desistir ou empacar. Mas também sinto uma melancolia por ter que abandonar meus personagens e deixar de viver no mundo deles, o ambiente mais frequentado por mim durante meses. 

ANALU - GETTUB: Com qual personagem dos seus livros você mais se identifica? Por quê? 

M. CARVALHO: Eu percebo que a Rafaela, de "Azul da cor do mar", tem muito de mim, da profissão ao jeito descoordenado e à gana de ser boa no que faz. Mas todas as minhas "meninas" se parecem um pouco comigo. Acho que não tem jeito de ser diferente. Consciente ou não, a caracterização dos personagens vai muito ao encontro da personalidade dos criadores (pelo menos eu acredito que sim). 

ANALU - GETTUB: Quem ou o que te inspirou para a criação do Alex? 

M. CARVALHO: Rindo alto aqui! Bom, para falar a verdade, eu nem sei direito mais. Acredito que o Alex seja um compilado dos melhores mocinhos com quem me deparei nestes meus anos e anos de leituras. 

ANALU - GETTUB: Para você, qual a importância da valorização dos livros (sejam eles nacionais ou nao)? 

M. CARVALHO: A leitura é fundamental para a construção de um sujeito que pensa, que formula argumentos, que não se deixa levar pelas opiniões alheias sem refletir. Ficção ou realidade, ler é imprescindível. Por isso um país que valoriza a leitura tem mais chances de se desenvolver e formar cidadãos conscientes de seu papel. 

ANALU - GETTUB: Como você definiria o inicio da sua carreira como escritora? 

M. CARVALHO: Tudo aconteceu tão depressa que não tive tempo de digerir direito que, de repente, do nada, virei uma escritora, lida por tanta gente. Mas nem por isso foi fácil. Houve alguns percalços, necessários, penso eu, para meu amadurecimento e compreensão desse mercado. 

JOGO RÁPIDO

LIVRO FAVORITO: não tenho. Amo muitos e a cada dia mais. 

AUTOR FAVORITO: são vários também, como Érico Veríssimo, Fernando Sabino, José de Alencar, Jane Austen, Jojo Moyes, Meg Cabot, Sophie Kinsella, Carol Sabar, Colleen Hoover, Bianca Briones... 

HOBBIE: viajar, ler, curtir a natureza. 

UMA MÚSICA, FRASE FAVORITA: hum, acho que não tenho. Gosto de tanta coisa! 

UMA PALAVRA QUE LHE DEFINE: Pode ser duas? Persistente e otimista. 

UM ARTISTA: Carlos Drummond de Andrade 

MELHOR LUGAR: minha casa 

UM FILME: Dirty Dancing (risos) 

Compartilhe este post:

ana lu

Sou Ana Lu e uma das coisas que mais gosto de fazer é ler e ouvir música. Meus livros favoritos são Perdida da autora Carina Rissi e Belo desastre de Jamie McGuire. Eu espero poder compartilhar muitas experiências literárias seguindo sempre o lema "a persistência fez os grandes líderes".

16 COMENTÁRIOS

  1. Oii Ana! Adoreeei a sinopse do livro! Instigada á ler! Não conhecia a autora, simplesmente me encantei! Vou conferir! Parabéns pela entrevista! Bjs!

    ResponderExcluir
  2. A história me lembrou um pouco O Diário da Princesa, gostei muito da história, apesar de não ser meu gênero favorito eu gosto de ler uma coisa mais leve e divertida de vez em quando.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha, fiquei bem interessado no livro depois de lê-la, uma história que realmente surpreende é sempre boa. A entrevista me agradou bastante também, bem descontraída :) Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ana!
    Amei a resenha. É maravilhoso saber que temos grandes autores brasileiros, criando histórias fantásticas e conquistando tantos leitores como Marina Carvalho.
    Sua resenha, contando um pouco mais da história da nova princesa Ana, aumentou minha curiosidade que antes já era grande. Amei ;)
    Não posso deixar de comentar sobre a entrevista também. Ela está incrível, e adorei conhecer um pouquinho sobre a autora Marina.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Acho a Marina linda e uma fofa! Já li um livro dela, "Azul da cor do mar", mas quero muito ler "Simplesmente Ana".
    Adorei a resenha e a entrevista! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha, gostei mais ainda da capa por ter o meu primeiro nome <3 Fiquei curiosa para ler , ainda mais por eu não ter muito contato com os livros nacionais!

    ResponderExcluir
  7. Parece um livro bem divertido e leve. Gostei da entrevista também =D

    ResponderExcluir
  8. Fico feliz em ver a literatura brasileira cada dia crescendo mais, não conhecia essa autora, mas já amei o livro e a entrevista.

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da premissa do livro, me lembrou muito "Diário de uma princesa". Fiquei bem curiosa para conferir a escrita da autora, parece ser uma escrita bem cativante. Gostei também da sua entrevista, gostei da pessoa por trás dos livros. Parabéns pela resenha e pela entrevista, gostei muito de conhecer a autora e seu livro.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Nunca me interessei pelo livro Simplesmente Ana, mas quero muito ler Azul da cor do mar *-*
    Adorei a entrevista. A autora é uma fofa!

    ResponderExcluir
  11. Que lindo post 😍 Quero ler esse livro

    ResponderExcluir
  12. Já conhecia o livro, porém nunca li (não por falta de vontade. Parece ser uma história incrível!). Aliás, a sinopse foi cortada uma parte aí :p haha
    Essa autora, sempre querida *-* "Autor favorito: ... Meg Cabot, Sophie Kinsella..." Me abraça! hahahaha
    Resenha ótima, entrevista ótima, tudo ótimo! hahaha

    Beijos =*

    ResponderExcluir
  13. Eu achei a escritora uma fofa ao depender as perguntas mas tenho que dizer que já tentei ler esse livro e a leitura não funcionou pra mim, até dei o livro pra minha prima porque eu não consegui mesmo ler esse livro.

    ResponderExcluir
  14. Eu li esse post e fiquei com vergonha kkkkk... Dá para acreditar que eu nunca tinha escutado falar nem da autora, nem de Simplesmente Ana?? Eu sei, eu sei, sou uma pessoa tããão antenada.
    De qualquer forma, é muito bom poder conhecer autores brasileiros! Estou, no momento, procurando mais uma Carina Rissi e vou dar uma olhada nesse e nos outros livros da Marina ;)
    Bjs, Juh^^

    http://naosepreocupecomisso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Não conheço a autora, mas achei ela bem simpática, fiquei curiosa em ler o livro dela.

    ResponderExcluir
  16. Li Simplesmente Ana esse ano, e mesmo com alguns defeitinhos que considerei, gostei bastante da história. Adorei ver a entrevista da autora, algumas coisas eu queria ter perguntado, é bom saber a resposta :)

    ResponderExcluir