PSEUDÔNIMO MR. QUEEN


Loraine PIVATTO
Produção INDEPENDENTE
2015
404 páginas

SINOPSE: O ano é 2012, Dia 21 de dezembro, E a temida profecia maia acaba de se cumprir. Cidades devastadas, Ruas vazias, A população mundial bruscamente reduzida, E a história dos sobreviventes começa a ser contada. Os escolhidos iniciam um novo mundo, baseado nas novas regras passadas através dos sonhos.

A distopia criada por Loraine Pivatto é criativa e curiosa: a possibilidade de viver duas vezes em um mundo, teoricamente, perfeito.

A história é dividida em três partes, e cada parte é narrada por uma personagem: Regina, Larissa, filha de uma amida de Regina, e Vitória, a filha de Larissa. Começamos com Regina, que após sofrer uma desilusão amorosa, desmaia e sonha com um novo mundo. Na verdade, todos do planeta sonham. Quando acordam, o que sonharam se realizou.

Na nova civilização, todos são iguais, todos possuem as mesmas coisas, não existe diferença social, não existem doenças e todos terão o mesmo tempo de vida. Quando alguém completa 70 anos, é enviado para uma nova dimensão, onde começa sua vida aos 20 anos e vai até os 100 anos. No total, cada pessoa passa a viver 150 anos.

A humanidade, diante de tanta igualdade e da certeza de que ninguém morre, começa a ficar entediada. Aos poucos, cria formas de entretenimento, como uma competição de melhor posição social dentro de uma rede social. O único segredo que persiste, é o de como morrer antes de atingir o seu tempo de vida. E também a verdadeira identidade do personagem que dá título à obra, Mr. Queen, um dos artistas mais famosos do mundo.

Apesar de ser uma distopia, não existe qualquer tipo de ação ou situações perigosas. Toda a trama gira em torno da vida cotidiana das três mulheres, nos seus relacionamentos, amores, pensamentos, escolhas, etc. Isso não é um defeito, mas sim uma qualidade, uma vez que o essencial do livro é focado nos personagens e no que eles vivenciam diante de um mundo totalmente novo e, por isso mesmo, opressor pela falta de desafios.

"Quando o formigamento passou e a consciência foi sendo aos poucos retomada, Lara se viu sentada no mesmo sofá, mas a sala a sua volta estava diferente. (...) Olhou para suas pernas e então as tocou. bem mais firmes, assim como os braços. As mãos também estavam bem mais jovens. E os cabelos mais longos. Nervosa, começou  a apalpar o seu rosto e então foi descendo para os seios, cintura e quadris. (...) E quando finalmente olhou para o espelho e viu a garota de 20 anos, apesar de não surpresa, o impacto foi grande."

A crítica social é bem implícita e atual, principalmente a obsessão quanto a curtidas em redes sociais, e à necessidade de cada pessoa fingir ser o que não é para conquistar posições nessas mesmas redes. Ou seja, nada muito diferente do que acontece hoje em dia ;)

A escrita da autora é leve, simples, de fácil entendimento. Isso ajuda muito nas partes mais lentas. Os diálogos, embora triviais, são interessantes, porque remetem, na maior parte, a coisas que vivenciamos na nossa própria vida. Também é curioso ver como algumas localidades brasileiras são transformadas no novo mundo.

Existem alguns problemas de narrativa e de localização espacial e temporal. Por diversas vezes, não soube distinguir em que local a ação ocorria, ou qual a idade dos personagens. As regras do novo mundo também são um pouco complicadas, e precisei de um pouco mais de atenção para conseguir entender tudo. A gramática precisa de revisão, mas como o exemplar disponibilizado para leitura ainda é não é uma versão final, acredito que isso será feito.

Em resumo, PSEUDÔNIMO MR. QUEEN é uma daquelas obras que deveria estar sendo publicada por alguma grande editora, e não uma produção própria disseminada via maratonas entre blogs literários. Torço para que isso mude em breve!

Aproveite, abaixo, o lindo book trailer que a autora produziu!

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

21 COMENTÁRIOS

  1. Parece ser uma obra bem interessante, gostei bastante da proposta da obra!
    Engraçado que quando li a sinopse, imaginei algo totalmente diferente!
    Enfim, gostei bastante da dica, espero que tenha mais reconhecimento!

    ResponderExcluir
  2. parece ser uma obra bem diferente das outras distopias, um mundo perfeito e achei mais interessante que o livro não trata de mudanças no mundo e essas coisas e sim do dia a dia das pessoas que vivem nesse mundo.
    espero que seja feitas as correções nos erros de gramática para a edição final, pq isso acaba cm a melhor das histórias

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Não fiquei totalmente interessada pelo livro, achei meio confuso. Mas é interessante o livro tratar sobre as mudanças do dia a dia de uma pessoa.

    ResponderExcluir
  5. Amo muito distopias, preciso ler! Estou bem curiosa a respeito desse livro, esse segredo da morte que já vi ser citado em várias resenhas está me deixando mega encucada... rs.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Tem certas obras que realmente deveriam ser publicadas por grandes editoras. Eu não conhecia mas achei interessante. Não a ponto de ler, não há aquele ponto diferente que chamou minha atenção. Gostei da resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oii!
    Gostei mto da sinopse, vou ler pra saber mais sobre o q acontece com os personagens nessa história q se desenrola mto bem...
    Adorei!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Bem interessante essa história e pelo jeito dela também acho que era de se esperar uma grande editora fazendo esse lançamento. Tomara que faça, parece que vale a pena. Gosto do estilo, esse tipo de livro distópico é bem legal de ler e gostei da ideia dele. Imagina só viver até os 70 e depois ter a chance de fazer tudo de novo? Achei bem legal e dá uma margem pra muita história boa no livro. Além de ter uma crítica poderosa, também gostei muito. Acho que adoraria ler.

    ResponderExcluir
  9. Achei um livro muito interessante, espero ter a oportunidade de ler!
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  10. O livro deve ser interessante, gostei da resenha e fiquei curiosa quanto ao que irá acontecer *-*

    ResponderExcluir
  11. Nosa achei bem intenressante esse livro e fiquei doida pra ler, deve ser incrível um sonho virar realidade,claro que precisa ser um bom sonho né kkkk Apesar de você ter revelado a falta de ação no livro ,ele parece ser bem envolvente para que os leitores fiquem concetrados na leitura pelo tema que é,algo bem diferente e com certeza faz a gente refletir sobre como seria esse novo mudo!! Pretendo ler em breve!!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Carlos!
    Depois da febre "jogos Voragens", fiquei vidrada em distopia, mas tenho que admitir que não conhecia este livro e nem o autor. E por causa da sua maravilhosa resenha, vou dá uma chance a ele.
    P.S. Você escreve maravilhosamente bem!

    ResponderExcluir
  13. Finalmente estão começando a mudar um pouco as distopias. Muitos livros não tem o reconhecimento que merecem. Infelizmente essa é a realidade. Parece ser ótimo livro.
    Cupcakeland

    ResponderExcluir
  14. Muito bom! Mudar a ideia de distopia dessa forma sutil, sem grandes conflitos ou batalhas como estamos nos acostumando. Achei interessante que todos caíram no sono e sonharam com o mundo perfeito, me veio na cabeça "A dança da morte" do Stephen King por causa dos sonhos. Mas a premissa da história apesar de parecer parada é interessante.

    ResponderExcluir
  15. Hey, tudo bom?
    O livro parece ser bem interessante, ainda mais por se passar em um mundo um pouco diferente da realidade atual. Adoro distopias, pretendo ler esse livro, embora, eu acredite que o enredo possa ser entediante em alguns momentos.

    ResponderExcluir
  16. Oiii
    Gosto muito de distopias,achei muito interessante a historia.
    Espero ter a oportunidade de ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o livro e fiquei super interessada! Gosto muito de livros distópicos, que nos mostrem uma sociedade aparentemente diferente da nossa mas as características das pessoas sendo igual às de hoje. Esse livro parece fazer uma crítica a como as pessoas são e como se comportam diante de tais pessoas. Com certeza vou ler esse livro!

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Não conhecia o livro e fiquei super interessada! Gosto muito de livros distópicos, que nos mostrem uma sociedade aparentemente diferente da nossa mas as características das pessoas sendo igual às de hoje. Esse livro parece fazer uma crítica a como as pessoas são e como se comportam diante de tais pessoas. Com certeza vou ler esse livro!

    ResponderExcluir
  19. Oi :)
    Achei a estória do livro incrível, é o tipo de livro que me agrada e com certeza eu vou amar, além de parecer ter uma narrativa que te prende do começo ao fim. Amo distopias e fico surpresa que nenhuma editora publicou o livro dela.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Faz um tempo que vi esse livro e fiquei bem interessada na historia, parece ser uma distopia diferente e criativa na qual nos faz refletir sobre certas atitudes, me deixando bem interessada assim como os mistérios que ela trás, realmente esse livro merece ser publica por uma editora e ele está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir