VOO FANTASMA


Bear GRYLLS
Editora RECORD
2016
462 páginas

SINOPSE: Mãe e filho são sequestrados de dentro de uma barraca numa montanha nevada. Um soldado leal é torturado e executado num pântano remoto. Um avião de guerra desaparecido, contendo um segredo de proporções catastróficas, é descoberto no coração da Floresta Amazônica. Uma única trama une esses três acontecimentos, e só um homem será capaz de desvendá-la: Will Jaeger, o caçador. Jaeger, ex-combatente do Serviço Aéreo Especial britânico, se vê envolvido numa conspiração que pretende fazer renascer das cinzas o Terceiro Reich de Hitler – e que vai levá-lo da África, via Reino Unido, para as profundezas da Amazônia, onde se escondem segredos macabros da Segunda Guerra Mundial.

O irlandês Edward Michael Grylls, ou Bear Grylls, fez parte das Forças Especiais Britânicas e tem um programa de TV, no canal Discovery, onde ele filma suas viagens até regiões selvagens do planeta, demonstrando como encontrar o caminho de volta para a civilização, usando, para sobreviver, apenas o que tem às mãos. Seu currículo é extenso, bem como suas aventuras. Sua mais recente incursão tem sido escrever histórias de ação, tão frenéticas quanto sua vida.

VOO FANTASMA tem como protagonista principal, Will Jaeger, um soldado que perdeu a esposa, o filho e se encontra sob cativeiro em uma ilha africana, por ter participado de uma missão política que deu errado. Resgatado por seu amigo mais próximo, Raff, ele volta para Londres bem a tempo de ser convidado para substituir um amigo, que cometeu suicídio, na participação em uma espécie de Reality Show, onde os integrantes terão que encontrar um avião alemão da Segunda Guerra Mundial perdido na Amazônia, bem como os segredos que ele guarda.

Will aceita, principalmente com o objetivo de tentar descobrir se seu amigo não foi, na verdade, assassinado. A partir de então, conhecemos os dez integrantes desse show, que são, na verdade, soldados e mercenários de diversas nacionalidades, inclusive uma brasileira.

Toda a trama está repleta de reviravoltas, perigos, conspirações, traições, armas químicas, planos nazistas, além de lugares inóspitos, que reservam todo o tipo de surpresa. O autor descreve todas essas coisas sem ser cansativo, apenas com as informações necessárias para que o leitor se sinta dentro do ambiente, e conheça, principalmente, os insetos e animais que habitam a selva amazônica.

Entretanto, exatamente por toda essa adrenalina, não há muito espaço para o desenvolvimento apropriado de cada personagem, nem mesmo de Will. Ele parece estar sempre ligado em alta voltagem, e leva o leitor junto. Isso pode ser bom para aqueles que apreciam jogos de tiros, por exemplo, ou aqueles livros baseados em jogos, onde o foco é apenas na ação e na sequência dos acontecimentos.

Bear Grylls tem uma forma de escrita um pouco confusa e, em certos pontos, fiquei perdido dentro da quantidade de coisas que aconteciam. Entretanto, na sua maior parte, a leitura é agradável. Recomendo para aqueles dias em que você sente necessidade de gastar sua energia, quando precisa de extravasar, como quando assistimos aqueles filmes de ação de antigamente, com os heróis bombados, cuja munição nunca acaba ;)

Compartilhe este post:

Carlos H. Barros

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

30 COMENTÁRIOS

  1. Guerra mundial? Reality show? Olha, eu preciso ler esse livro. Acho que será interessante ler algo direto e simplificado, já que estou acostumado a ler detalhes e mais detalhes em livros com 700 páginas de conteúdo. A resenha ficou maravilhosa e empolgante.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Carlos, faz um tempinho que li uma resenha sobre este livro, tinha me dxado bastante ansiosa pra ler, me dxo no começo confusa tbm, mas eu gostei mto do enredo em si...
    Qro mto conferir!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Essa foi a sinopse mais confusa que já li na vida. Juro que pra mim nada nesse livro parece fazer sentido, parece que o autor sorteou alguns assuntos aleatórios e decidiu escrever. Ta ai um livro que jamais leria.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece bem confuso no decorrer da historia. Claro que traz muita aventura não é? Não sei, mas as vezes é bom focar num determinado personagem e trazer características e outras coisas. Esse livro me parece ser diferente nesse aspecto.
    Mas pra quem gosta de uma boa aventura, parece um livro excepcional !

    ResponderExcluir
  5. Já tinha lido a sinopse antes.
    Achei interessante, uma pena que os personagens não tiveram espaço para serem bem desenvolvidos.
    Enfim, ótima resenha e ótima dica.

    ResponderExcluir
  6. Ótima resenha! Só não sei se gostaria de ler esse livro, ele pareceu um pouco confuso... Mas mesmo assim parece ser o tipo de livro que prende muito o leitor. É bem a cara de um amigo meu...

    ResponderExcluir
  7. Achei a história um pouco confusa e claro diferente de qualquer outra história do gênero que eu já tenha visto. Gosto do livro por ele dar detalhes para voce sentir como e estivesse no local, mas não gostei da falta de desenvolvimento psicológico dos personangens

    ResponderExcluir
  8. O livro parece ser recheado de ação e adrenalina, adoro livros que contém mistérios. Já estou curiosa para conhecer melhor a narrativa de ''Voo Fantasma'' que parece ser eletrizante. Achei a capa do livro bem interessante. Espero que o enredo consiga me prender e me envolver.

    ResponderExcluir
  9. Oi. Obrigada por sua resenha, muito boa. Apesar do enredo parecer um pouco confuso, me chamou a atenção a sinopse e já havia lido muitos comentários sobre esse livro, alguns positivou , outros negativos. Entretanto gostaria de ler e tirar minhas próprias conclusões. Uma história com ação e mistério, com certeza deve proporcionar bons momentos de leitura. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Na maioria das vezes acabo me envolvendo mais com livros que possuem maior desenvolvimento de personagens, o enredo sendo entregue aos pouquinhos, mas ás vezes gosto de ler um livro com muitas cenas de ação para gastar energia mesmo, como você colocou. Me interessei muito pela sinopse, gosto bastante de histórias envolvendo elementos da Segunda Guerra Mundial. Fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  11. esse livro parece ser aquele tipo de livro que daria um ótimo filme com muita ação, tiros, explosões e efeitos especiais! e obvio que isso deixa a desejar na parte da história em si
    parece ser um bom livro p ler depois de um livro mais pesado =) por isso eu vou colocar na minha lista

    ResponderExcluir
  12. Oie...
    Apesar desse livro não pertencer a minha zona literária de conforto, achei o bem interessante e acho que vou dar uma chance á ele, principalmente, pelo fato do autor ter conduzido bem a história.
    Gosto de livros que surpreendem o leitor, portanto, acho que essa obra é uma boa pedida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Carlos!
    Eu adoro os programas do Bear e acredito que a adrenalina da história deve ser bem semelhante com as das telinhas. Eu não sou mega fã de jogos de tiros, mas eu gostei bastante da proposta da busca por um avião da Segunda Guerra repleto de mistérios. Talvez a escrita confusa seja pela tradução ou até mesmo a forma de se expressar do Bear. Na televisão ele fala bem rápido e isso pode ter ajudado, mas não seria um problema. Adorei a dica! Abs!

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha, parabéns Carlos.

    ResponderExcluir
  15. A ideia do livro é boa, só que achei muito simples na hora de desenvolver. Vi algumas resenhas bem pra baixo...
    Não sei se seria um livro que adoraria ler, se for confuso ainda por cima fica chato. É mais pra passar o tempo e foi isso que me desencorajou em pegar. Tinha pensado em ler, mas não vou mais =/

    ResponderExcluir
  16. EU fiquei meio dividida quanto a esse livro... Quer dizer, me deu vontade de ler, mas essa coisa da autora se atropelas me deixou meio receosa...E queria saber se dão uma explicação pra mulher e pro filho do cara, tipo, que fim eles levaram, pq o simplesmente não saber nunca me deixa louca hahahaha Aí preferiria nao ler o livro, com certeza. Odeio coisas deixadas em aberto assim

    ResponderExcluir
  17. Jesus, esse livro parece ser maravilhoso, e outra já falou em Segunda Guerra Mundial, eu tô dentro, me lembra um pouco Jogos Vorazes, por causa do Reality Show, mas acredito que a temática dele seja diferente, eu realmente estou muito ansiosa para ler esse livro, já está na minha lista de desejados <3

    ResponderExcluir
  18. "Selva amazônica", espero que eu não esteja nesse livro. ~rindo alto~. Que resenha maravilhosa, pesar de não ser um livro que desperte meu interesse.

    ResponderExcluir
  19. Oi :)
    Eu estava com muita vontade de ler esse livro até a parte em que você falou que os personagens são pouco desenvolvidos e a leitura é confusa. Tinha tudo pra ser um livro bom, pois me lembrou um pouco Jogos Vorazes, uma trilogia que eu amo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Achei bacana pelo fato de se passar na Amazônia, um lugar que quase nunca é cenário de livros, né? Mas, sinceramente, não sei se me interessaria realmente pela história. Adoro tudo o que é relacionado a Segunda Guerra Mundial, por isso, talvez eu dê uma chance, mas não garanto que irei ler até o fim. Sou mais de livros de romance e suspense, rs.

    Abraço,
    milenaschabat.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Ainda não conhecia o Bear Grylls e quando vi a sinopse desse livro achei a historia interessante, mas li algumas resenha e vi alguns pontos que realmente não me agradaram, parece que o autor tentou colocar muitos elementos dentro do livro deixando a historia confusa e não gostei de não temos um desenvolvido em cada personagem !!

    ResponderExcluir
  22. Já deu pra ver que a historia é bem interessante! eu gosto desse tipo de livro "cheio de adrenalina, acontecimentos um atrás do outro..." porque eu leio bem rapido.
    Adoro jogos de tiro ha ha
    Adorei a resenha e pretendo ler esse livro!

    ResponderExcluir
  23. Fiquei confusa só na sinopse, parece até ser bom mas o autor coloca muitas coisas em uma única história e não consegue explicar direito sobre nenhuma delas, seria isso o que deixou o livro confuso? Não me interresei em fazer essa leitura.

    ResponderExcluir
  24. Achei interessante que parte da historia se passar na Amazônia e a ideia do Reality Show. Gosto quando o livro é cheio de reviravoltas e principalmente quando o autor consegue descrever tudo sem ser cansativo. Tenho o livro e pretendo ler ainda este ano.

    ResponderExcluir
  25. A resenha é boa mas lendo a sinopse eu não fiquei muito empolgada para ler já que esse tipo de gênero não me interessa muito :/

    ResponderExcluir
  26. Parece ser uma trama que fou muito vem bolada,apesar de ser um livto com uma sucessao de fatos,cheia de açao ,a história não me agradou!!

    ResponderExcluir
  27. O livro é uma bomba de adrenalina, com várias cenas de ação, planos, descobertas, reviravoltas, tem um ritmo alucinante e pelo visto será assim toda a trilogia que o compõe.
    Isso faz com que o foco fique em cima das situações e não dos personagens, o que gera essa frustração, eu esperava muito do livro, achei muito bacana a ideia de ambientar a estória na Amazônia, colocando uma busca graças ao Reality Show, mas parece que não conseguimos nos conectar com nada, nenhum personagem, nenhum drama ou problema e as páginas vão passando e a sensação de que falta algo, de vazio fica ainda maior.
    Enfim, agora é esperar ver pelo próximo e descobrir o que mais o autor irá colocar nessa salada mista de assuntos para preencher as páginas, espero que consiga ser melhor que o primeiro.

    ResponderExcluir
  28. Eu não gosto de histórias que envolvem guerras... sejam filmes ou livros, simplesmente não me chamam a atenção... agora curiosamente esse livro me atraiu, acho que a culpa foi da tua resenha maravilhosa que me deixou curiosa para entender tudo o que aconteceu.... sei lá...mas amei a resenha e quero muito ler esse livro, além dos fatores brasileiros.

    ResponderExcluir
  29. Eu sou fascinada por livros que envolvam guerras, mas acabei não solicitando esse livro, por mais que estivesse curiosa para lê-lo. Parece ser muito interessante, e tenso também. Aparenta ser um livro que traz ao leitor diversas emoções, e, pelo o que eu entendi, ele conseguiu fazer isso com você. Fiquei curiosa agora.

    ResponderExcluir
  30. Em geral, eu gosto de livros que tenham guerras no meio da história, mas tem aqueles que se eu pudesse escolher ia preferir um filme da história do que um livro, e essa vem ao caso, livros do tipo que se passem no Brasil é totalmente uma novidade para mim, deve ter uma construção bem diferente não apenas por causa dos índios, mas por todo o contexto.

    ResponderExcluir