ZUMBEATLES



Alan GOLDSHER
Editora GALERA
2016
352 páginas

SINOPSE: A verdadeira invasão britânica chegou. Eles estão mais mortos-vivos do que nunca. Nessa divertida releitura da trajetória da mais famosa banda inglesa, acompanhamos os principais acontecimentos na vida desses mitos do século XX... porém com um pequeno detalhe: os músicos são zumbis. Não os lentos e imbecilizados zumbis aos quais estamos acostumados. Mas zumbis espertos, rápidos e cheios de sex appeal. Além de alguns truques de controle mental. Entre sangue, suor, guitarras e iê-iê-iê — e a perseguição do implacável caçador de zumbis Mick Jagger —, eles são atacados por uma ninja do oitavo nível, Yoko Ono, condecorados pela rainha e consolidam uma invasão mundial.

Sou fã dos BEATLES, sou fã de histórias com zumbis, sejam elas bem feitas ou trash, então, nada mais natural do que sentir uma imensa curiosidade por ler esse livro. Mas também fiquei com receio, porque uma mistura dessas pode resultar em algo bem, bem ruim.

John Lennon foi assassinado em 8 de dezembro de 1980, mas, neste livro, nesse mesmo dia, ele foi decapitado usando uma foice de prata. Sua cabeça foi colocada no lugar, um pouco torta, e ele se transformou em um zumbi. Para não ficar sozinho, começa a infectar todas as pessoas que encontra, inclusive os outros três integrantes da banca.

Um diferencial, é que os ZUMBIS deste livro são um pouco diferentes dos que conhecemos. Eles pensam, são inteligentes, alguns possuem poderes de bruxaria, são muito fortes e rápidos. São chamados de liverpudianos, e o autor descreve, com detalhes, como começa a transformação. Pra quem gosta de coisas nojentas e gore, é um prato cheio!

"Nós todos sabíamos o que acontecia quando John realmente perdia a cabeça: farra de assassinatos no almoço, arrancar a própria perna esquerda e atirá-la pela janela do hotel, comer todos os pombos em que pudesse botas as mãos, esse tipo de coisa."

A partir de então, através de depoimentos e recortes de jornais, acompanhamos a trajetória dos quatro magníficos de Liverpool, sempre com muito humor negro, mortes, membros arrancados, cérebros comidos, destruição, entre outras descrições horrendas, típicas de filmes de terror. Inclusive, o livro traz a participação de vários famosos, como Steven Spielberg, Rainha Elizabeth, Mick Jagger, dos Rolling Stones, como um caçador de zumbis, e temos depoimentos do diabo e de Deus o.O!!!

Até metade do livro, confesso que ri bastante e senti prazer na leitura. Mas, depois de 200 páginas, a coisa começou a ficar cansativa. Não pela falta de ação, porque sempre está acontecendo alguma coisa diferente, mas, sim, pelo formato da narrativa, através das tais entrevistas. Acredito que se a história fosse contada da forma tradicional, a leitura teria fluído muito melhor.

ZUMBEATLES é uma aposta diferente por parte do autor, que funciona até certo ponto, mas que é direcionada para dois tipos de públicos, que nem sempre se misturam. Mesmo assim, é uma leitura que agrada, desde que você suporte o formato da narrativa. De qualquer forma, não tem como não rir de algumas piadas e situações, o que já vale, pelo menos, uma leitura descompromissada.

Compartilhe este post:

Carlos H. Barros

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

39 COMENTÁRIOS

  1. Olá Carlos!
    Adorei!!! Achei o livro mto diferente e divertido!
    Uma mistura mais que perfeita pra quem como nós fás da banda e de Zumbis!
    Eu ameeei!!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Na primeira vez que li essa sinopse eu dei muita risada, achei bem maluca essa ideia. Mas como você gosto de zumbis também.
    No final, achei a história bem pensada. Não é qualquer ator que apostaria tanto e se jogasse nessa narrativa. Tenho curiosidade em lê-lo.
    Bom dia !

    ResponderExcluir
  3. Oie...
    Com certeza deve ter cenas bastante engraçadas durante o livro, pois, essa própria mistura é bem cômica, porém, acho que também iria achar cansativa esse tipo de narrativa e além do mais eu meio que tenho uma certa birra com zumbis, logo, é melhor deixar essa leitura pra depois...
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu amei a capa,porem não consegui sentir aqle interesse louco de ler ele,sabe?Vou deixar ele naquela listinha de "Um dia lerei" ....

    ResponderExcluir
  5. Já conhecia o livro, e ele parece até interessante, mas não é aquele tipo de livro que eu pense "Ah, meu Deus, eu necessito agora". Mas eu até leria se eu não tivesse tantos outros na frente ou se eu ganhasse de presente, kkkk
    Enfim, gostei da resenha!

    ResponderExcluir
  6. Oi :)
    Eu adoro livros que envolva zumbis mas esse não me chamou a atenção nenhum pouco, mesmo que no livro tenha momentos engraçados. Enfim, a arte da capa está muito bonita e vou indicar pra quem é fã dos Beatles porque talvez possa gostar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. eu ainda tô tentando entender: como assim os beatles viraram zumbis???
    achei bem diferente tanto a ideia quanto a forma dele escrever através de entrevistas, talvez seja um pouco cansativo, mas acho que vou dá uma conferida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  8. Já conhecia a premissa do livro, e já li outra resenha sobre o mesmo. Gosto de zumbis e não conheço a história dos Beatles por inteira, é diferente a junção dos mesmos. Mas não gosto do estilo como é escrito, em entrevistas.

    ResponderExcluir
  9. Parece interessante para quem é muito fã dos Beatles,eu já não gosto muito desse tipo de literatura, e não sou fã deles,mas é bem interessante fazer um livro interativo para os fãs da banda, valeu pela resenha beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Caramba que hilário! Não tinha visto este livro ainda, e posso dizer que se olhasse Zumbeatles na livraria eu não compraria. Mas depois dessa resenha seria um prazer imenso ver John perdendo a cabeça kkk.

    ResponderExcluir
  11. Nossa, não gosto de zumbis e nem de the beatles, mas achei criativa a ideia do autor, bem diferente. Se fosse do 1D, eu compraria haha.

    ResponderExcluir
  12. Hey, tudo bom?
    achei bem interessante, ainda não conhecia o livro. O enredo parece ser estranho e engraçado. Não sou fã dos Beatles, mas gosto de algumas músicas da banda. Não sei se vou ler o livro agora, mas vou tentar ler futuramente.

    ResponderExcluir
  13. Sou fã dos Beatles, e eu admito q nn gosto muito de zumbis, mas da forma que vc falou me deu uma pequena curiosidade de ler esse livro, mesmo eu não gostando do assunto tratado >.<

    ResponderExcluir
  14. Eu AMO histórias com zumbis e tenho certeza que esse livro é perfeito para mim (já quero). Haha
    Também achei muito engraçado e criativo o título.
    E gente... Fiquei com medo desses zumbis inteligentes. Kkkk

    ResponderExcluir
  15. Também sou muito fã dos Beatles e de zumbis, já vi esse livro em uma livraria e parei pra ver porque achei a proposta interessante. Mas sempre tive certo receio em compra-lo...sua resenha me deixou bem dividida ha ha

    ResponderExcluir
  16. Agora ferrou, amo zumbis e beatles é a minha banda favorita... mds

    ResponderExcluir
  17. Para quem é fã dos Beatles esse livro é sem dúvidas uma excelente aquisição.
    É bem diferente essa junção, mas acho que deu super certo!

    ResponderExcluir
  18. Ér... Não dá pra levar a sério nem o título nem a sinopse, mas acho que a intenção é essa mesmo kkkkkk; a sinopse já entrega o humor que pelo o que você disse tem bastante, mas parece ser o tipo de leitura que deve ser mais enxuta, e se tem mais de 200 páginas realmente parece ser cansativa, além do tipo de narrativa. Acho que eu pegaria pra dar uma folheada, mas bem descompromissada mesmo

    ResponderExcluir
  19. Nunca ouvi falar nesse livro... Mas foi bom conhecê-lo! Embora eu não goste muito da temática de zumbis, pelo menos já é uma dica de presente para alguns amigos e amigas que eu tenho que curtem!

    ResponderExcluir
  20. Oi Carlos!
    Já li a resenha desse livro em outro blog e a princípio fiquei bem curiosa. A mistura de zumbis com uma das maiores bandas do mundo é audaciosa, mas que pode sim render boas histórias. Adorei saber que há momentos em que as risadas fluem e que outras celebridades aparecem na história. Eu não vejo problemas com narrativas, até porque eu já imaginava que esse livro seria assim. Realmente é uma invasão fora do comum! A capa é muito legal, com eles andando na famosa faixa, mas como zumbis. Eu gosto dessas misturas e fantasias, então lerei com certeza! Abs!

    ResponderExcluir
  21. Qro esse livro para ontem... Confesso q quando fala de zumbis eu fico meio desanimada ... Mas, como disse q eles são diferentes deu muito vontade de ler .. Parece ser um livro bem inteligente .

    ResponderExcluir
  22. Não sou muito fã de zumbis e nem de histórias trash, esse livro reúne tudo que eu não gosto então não teria coragem de dar uma chance. A sacada do autor pode ter sido bem original mas para mim essa ideia não funcionou.

    ResponderExcluir
  23. Eu não sou fã dos Beatles, mas reconheço a IMENSA importância da banda no cenário musical mundial.
    Achei a proposta do livro bem divertida e inusitada.

    ResponderExcluir
  24. Que. Livro. Mais. Louco! Oo
    Tem até participação de Deus e Diabo! Louco pra caramba xD
    A ideia é bem interessante, já achei legal na sinopse. E adoro uma história estranha assim. Mas é aquela coisa, algumas ideias não agradam tanto. Pode ser que não curta a escrita, acho que poderia empacar aí. Mas deu vontade de ver como é. Diferente do que penso da banda com certeza vai ser xD

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Também gosto muito dos Beatles e de zumbis e esse receio sempre fica, pois nem sempre da certo e achei interessante esses zumbis diferente e principalmente esses outros personagens famosos que o autor coloca na obra, achei legal ser uma historia divertida, mas desde que vi esse formato de narração como entrevista não me agradou muito, mas quero dar uma chance ao livro para ver gosto !!

    ResponderExcluir
  26. Olá,

    Achei muito legal a ideia! Não conheço muito a história dos Beatles e creio que esse livro seria uma ótima forma de conhecer um pouquinho sobre essa banda que é querida por muitos.
    Achei a capa muito bacana também.

    ResponderExcluir
  27. Não sou a maior fã dos Beatles, mas achei a premissa muito interessante
    Pra mim, juntar coisas como uma banda muito famosa e seres como zumbis em um livro é genial
    Vai ser uma das minhas próximas aquisições

    ResponderExcluir
  28. Sinceramente eu não sou muito fã de zumbis então este livro não me interessou muito mas por ter os Beatles envolvido pode ser ate que eu goste dele, quem sabe.

    ResponderExcluir
  29. Parece interessante, mesmo com o tema não me agradando. Se o temas fossem tratados separadamente até poderia entrar na minha lista de desejados, mas eles juntos parece apenas uma ideia bem maluca

    ResponderExcluir
  30. Eu não estava muito interessada no livro, mas depois da sua resenha fiquei com vontade de ler. Confesso que adoro essa parte mais nojenta que você falou haha, meu gênero favorito de filme é terror e daqueles bem sangrentos mesmo. Também gosto bastante das músicas dos Beatles. Fiquei com um pouco de receio da parte que você achou mais cansativa, mais pretendo dar uma chance. Se for divertido, já tá valendo.

    ResponderExcluir
  31. Li a sinopse e pensei "não tem como este livro ser bom", mas ai já estava achando graça e chamando meu irmão para escutar. Comecei a ler a resenha e so melhorou. Achei divertido Steven Spielberg, Rainha Elizabeth, Mick Jagger aparecerem no livro. É uma historia que tem tudo para dar errado, mas parece que o autor fez o certo. Acredito que irei gostar justamente pelo formato da narrativa.

    ResponderExcluir
  32. Oi, tudo bem?
    Apesar de não ter lido esse livro, já tinha visto comentários muito positivos sobre a obra e sua resenha confirmou que é uma leitura divertida. Gosto de histórias com zumbis, mas sinceramente não fiquei muito animada com a sinopse. Talvez um dia venha a ler, mas não de momento. Obrigada. Abraços.

    ResponderExcluir
  33. OMG! Preciso desesperadamente desse livro!!

    ResponderExcluir
  34. Assim que eu vi a capa do livro achei que fosse ser uma coisa bem thrash, como parece ser pelo trecho postado mesmo hahahaha Fiquei um pouco chateada pelo formato do livro, preferia mais uma narrativa, acho que seria muito melhor... Não sei se é um livro que eu compraria, mas provavelmente é um livro que eu leria.

    ResponderExcluir
  35. Confesso que não dava muita coisa para esse livro, mas depois da sua resenha estou começando e repensar, essa mistura dos Beatles e zumbis serve para várias risadas com as situações e pelos personagens inusitados que aparecem como Deus e o diabo, Mick Jagger e tantos outros, o único ponto negativo é ser um pouco cansativo mais para o final e isso desmotivar a leitura, mas no geral vale a pena dar uma chance, pelo humor, pela parte trash, por ser Beatles zumbis, pelo toque de originalidade em algo tão conhecido.

    ResponderExcluir
  36. Não ouço as músicas da banda, e nunca me interessei o suficiente para procurar sobre suas vidas. Por isso, quando explicou sobre o livro fiquei chocada hahaha, mas gostei que sua explicação serve para quem conhece e quem não. Enfim, não tenho o interesse em ler esse livro, por isso deixo a dica passar.

    ResponderExcluir
  37. Gostei da sua resenha e realmente para quem é fã dos Beatles é um prato cheio e se a pessoa gosta de zumbis aí fica melhor ainda, mas como não sou fã da banda, deixo passar a dica, mas mesmo assim, meus parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  38. Eu não gosto muito de Beatles não, mas quando vi o título e a capa do livro eu fiquei interessado nele. Só que ao ler a sua resenha o interesse foi desaparecendo, eu esperava que fosse uma coisa e o livro foi por um caminho totalmente diferente do que eu estava esperando. Acho mesmo que seja um livro mais para os fãs ou pra quem se interesse em saber a história deles, como eu não pertenço a nenhum dos dois grupos, acho que foi isso que não me atraiu na leitura.

    ResponderExcluir