ONÍRIA



B. F. PARRY
Editora VERUS
2016
252 páginas

SINOPSE: Existe um mundo de cuja existência ninguém suspeita. Um lugar, porém, para onde todos nós viajamos a cada noite. Um universo em que tudo é possível. Oníria, o Reino dos Sonhos. Eliott, de doze anos, aparentemente é um menino como outro qualquer. Até o dia em que sua avó lhe dá uma ampulheta mágica que lhe permite viajar a um mundo tão incrível quanto perigoso: Oníria, o Reino dos Sonhos. Um mundo onde milhares de personagens e universos ganham vida, assim como as coisas mais loucas e assombrosas sonhadas todas as noites pelos seres humanos. Um mundo no qual o espírito do pai de Eliott, mergulhado em um sono misterioso, estaria preso há vários meses. Estudante comum de dia, mas um poderoso Criador à noite, Eliott pode fazer aparecer tudo o que deseja pelo simples e imenso poder de sua imaginação. Explorando Oníria para salvar seu pai, Eliott se verá confrontado com seu extraordinário destino: ele descobrirá que é o Enviado, encarregado de salvar o reino, ameaçado pela sangrenta revolução dos pesadelos.

Pode ser muito complicado apresentar todo um mundo novo, repleto de criaturas e conceitos a que não estamos habituados, a um leitor pela primeira vez. É assim com ONÍRIA, mas a autora, Parry, consegue executar a tarefa com relativa competência. Digo relativa, porque, em certos momentos, há uma perda na descrição das criaturas e ambientes, como se Parry não soubesse bem como descrever o que estava acontecendo.


De qualquer forma, isso acaba sendo um problema menor, diante da diversidade de criaturas e locais que Eliott percorre em sua aventura para salvar a vida do pai. O garoto, de apenas 12 anos, aceita a árdua tarefa de partir em busca do Mercador de Areia, o único que poderá ajudá-lo. Mas as coisas se mostram mais difíceis do que ele esperava. Felizmente, conta com a ajuda de Farjo, uma criatura que pode mudar de forma, mas que usa a de um macaco com mais frequência; e com Katsia, uma garota que luta como ninguém, mas que é dura de convencer, apesar de se mostrar, aos poucos, como uma fiel amiga.

Além dessas alianças, Eliott é dono de uma ampulheta que lhe dá o poder de Criador. Ou seja, no mundo dos sonhos, com apenas um pensamento, ele pode ir a qualquer lugar que consiga visualizar, além de criar qualquer coisa, até seres vivos, desde que tenha a força de vontade suficiente para isso.


Usando seus poderes, além de tentar salvar a vida do pai e enfrentar a madrasta no mundo real, uma verdadeira vilã, Eliott ainda terá de enfrentar dragões, conquistar uma princesa, fugir de prisões, atravessar lugares como vulcões e desertos, além de fugir da rainha de Oníria, que quer seu poder de Criador para formar um exército e expulsar os pesadelos do mundo dos sonhos. Só que os pesadelos não são criaturas assim tão más.


ONÍRIA é uma aventura voltada para o público infanto-juvenil. Mesmo assim ele é facilmente apreciado pelo leitor que gosta de fantasias, distopias ou aventuras com criaturas e batalhas entre reinos mágicos. Como é o primeiro volume de uma série, a história é interrompida, literalmente, numa parte chave, o que pode frustrar o leitor desavisado, como eu rssssssssss.


Espero que a continuação não demore a ser publicada. Muito!

Compartilhe este post:

Carlos H. Barros

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

24 COMENTÁRIOS

  1. Não sou muito de ler fantasia. As vezes acho tudo muito doido.Já tinha lido outras resenhas e mesmo assim continuo sem vontade de ler. A capa também não me agradou. Muito rebuscada😦

    ResponderExcluir
  2. Olá, adoro fantasia e a história me deixou extremamente curiosa. Não gostei muito da capa, achei um pouco infantil, mas não podemos julgar um livro pela capa não é mesmo? Gostei da resenha e gosto da sua sinceridade.

    ResponderExcluir
  3. Oi Carlos.
    Oníria parece ser um livro cheio de aventuras, mistérios e magias.
    Achei os aliados de Eliott bem incríveis! Uma lutadora e alguém que pode mudar de forma. Eles devem ajudar bastante Eliott na sua missão de salvar seu pai.
    Eliott parece ser um bom personagem também, com muitas responsabilidades.

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito de ler esse gênero literário.
    Mas confesso que venho namorando essa obra há algum tempo.
    Parece ser uma leitura bastante agradável.
    Cheia de aventuras, adoro isso <3
    O grande problema pra mim são esses finais, que não são finais rs, prefiro esperar a continuação ser lançada pra ler tudo junto, assim poupo um pouco meu frágil coração rsrs
    Sua resenha me deixou ainda mais curiosa.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Olá! Li o texto e assisti ao vídeo. Ambos muito bons. Confesso que a capa não me atrai, mesmo eu sendo leitora de fantasia. Entretanto, sua opinião mostra que a história é legal. Sabe o que eu achei? Que parece aqueles filmes de sessão da tarde que eu costumava ver quando criança. Uma aventura bem juvenil mesmo, bem gostosa de aproveitar e que agrada desde os jovens aos mais adultos.

    No mais, gostei de conhecer a obra.

    Bjs,
    Jess | Blog A Rosa do Príncipe
    www.arosadoprincipe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Carlos que lindo esse livro! Já tinha ouvido fla mas nunca tinha lido resenhas dle...
    Perfeito!
    Não me importo nenhum pouco com o gênero, desde que me agrade como este...Qro mto ler!
    ;)

    ResponderExcluir
  7. eu gosto muito de fantasia e quanto vi o vídeo me lembro quanto li as cronicas de nárnia , acho que vai ser uma leitura muito agradável cheia de aventuras o que eu não gostei foi que o final , como diz a resenha , acaba em uma parte chave . não gosto dessa situação . gostei da resenha vou ler

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Gosto muito desse gênero e livros com o tema infanto-juvenil, sempre me agradam! A capa está bonita. Já adicionei a minha lista de desejados, com certeza. Uma boa aventura e fantasia me chamam a atenção e essa parece ser ótima. Muito boa sua resenha, como sempre. Obrigada pela dica. Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Geralmente essas leituras mais juvenis não me prendem muito não. Porque gosto de aventuras muito mais densas e profundas, mas o fato de você dizer que ela tem uma criatividade muito grande me deixou bastante tentada a ler esse livro. Não sei porque esse nome me lembra algo que agora esqueci, como se fosse um nome comum de algo! Eu achei a capa bonita, mas para mim um pouco cheia de informações demais. Gosto quando a minha mente monta o cenário sem muito desenho e essa capa entrega minhas criações...

    ResponderExcluir
  10. OOi Carlos!!! Eu gosto muito de livros de fantasia porque eles são capazes de prender a minha atenção do que um romance,então apesar de ser um livro infanto-juvenil e beeem fantasioso eu acho que eu gostaria muito de ler !!

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse livro é a primeira vez que leio uma resenha. Amo ler infantojuvenil, gosto de escolher um livro do gênero nos dias preguiçosos ou após uma bela de uma ressaca literária.

    ResponderExcluir
  12. Oníria parece ser repleto de aventuras e mistérios, alguns dos pontos que mais aprecio em um livro. Já havia ouvido falar sobre esse livro antes, porém em alguns pontos me restaram dúvidas, que durante a resenha foram esclarecidas e me deram a noção se iria ou não colocar o livro na minha wishlist

    ResponderExcluir
  13. Achei interessante, mas não sei se compraria... rola muita fantasia, que as vezes eu gosto, por exemplo adorei a ideia de poder ir a lugares que vc imagina, visualiza... um sonho mesmo! Mas só lendo mesmo para ver o se eu irei gostar realmente. Pode ser surpreendente.
    Um beijo
    Paulinha S

    ResponderExcluir
  14. Eu confesso que este livro não me chamou atenção, nem pela capa e nem pela história.
    Apesar de fantasia ser um dos meus estilos literários favoritos.

    ResponderExcluir
  15. Gosto bastante de livros envolvendo fantasias, aventuras com criaturas, reinos mágicos... mas por enquanto não colocaria esse livro na minha lista, que saudade de livros sem continuação rs pois não estou tendo tempo pra ler um livro só, imagine uma série..

    ResponderExcluir
  16. Oi :)
    Sou apaixonada por fantasias e gostei muito da estória desse livro. O mundo que a escritora criou parece ser incrível, bem diferente do que eu já ouvi. A capa não me agradou muito, mais isso é o de menos. Muito ansiosa pra poder lê-lo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. oi tudo bem..
    Gosto bastante de livros de fantasias,infanto-juvenil,apesar de nao ser um tema que leio com frequencia,tambem adorei a capa,mas a historia da serie nao me chamou a atençao,ainda mais tendo uma uma perda na descrição das criaturas e ambientes,mesmo nao interferindo na historia,nao seria um livro que eu leria.
    m abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
  18. Pelo que eu vi na sua resenha, aparentemente oniria é um mundo tão incrivel que a autora nem consegue descrever direito haha. Eu adoro esse tipo de livro aventureiro assim e magico, adorei essa capa, mas esse garoto não parece nem um pouco ter 12 anos, eu supero haha. Porém ja estou meio com o pé atras por ser um livro com continuação que por acaso não saiu ainda, eu sou muito agoniada com essas coisas, então esse livro não vai para as minhas prioridades. Obg: resenha muito boa, sucesso.

    Ana Carolina
    https://leitureira-filmeserie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Adoro livros com aventuras e universos diferentes e ricos, e é decorrente disso a confusão da autora, graças a complexidade da obra, alem disso atualmente estou amando os infantos juvenis que leio, e esse já estava como desejado a algum tempo, vou ler, a resenha esta muito sincera e explicativa

    ResponderExcluir
  20. Achei interessante o livro, mais não me conquistou, não sou leitora de livros de fantasia, contudo gosto da criação de novos universos e como ao decorrer da leitura parece que o conhecemos na realidade, mais acho que não lerei ele tão cedo, faltou aquele algo a mais.

    ResponderExcluir
  21. Carloos,amei sua resenha.Não é o meu tipo preferido de leitura,mas assim que eu decidir "expandir meus conhecimentos literários" eu vou ler Oníria hahaa.

    ResponderExcluir
  22. Nossa, essa capa é tão linda que só por ela já leria! Gosto muito de livros infanto-juvenis, principalmente os que tem fantasia, aventura e se passa em um reino diferente. Com certeza vou ler.

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Esse parece ser um livro fascinante pois o mundo que autora cria parece ser bem rico e complexo, com uma ótima aventura, mas infelizmente esse não é muito o tipo de livro que gosto de ler !!

    ResponderExcluir
  24. Esse livro me lembrou bastante de Magnus Chase (um livro MARAVILHOSO), a história deve ser ótima.

    ResponderExcluir