A GEOGRAFIA DE NÓS DOIS

SINOPSE: Lucy Mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo... E é a meio caminho que ambos se encontram - presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir... Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir á distância? Em A geografia de Nós Dois Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade. - Jennifer E. SMITH - Editora GALERA - 2016 - 272 páginas.

Sabe aquela pessoa que você já viu várias vezes, mas a quem nunca deu atenção ou tentou conversar, por medo de uma recusa ou só por timidez?


Asim são Lucy e Owen. Eles não se conhecem, embora morassem no mesmo prédio: Lucy no vigésimo quarto andar; e Owen no subsolo com seu pai, que é administrador do prédio. Em uma noite, ambos ficam presos no elevador quando acontece um blecaute na cidade de Nova York. E é nesse lugar confinado que nasce uma amizade improvável.

Após serem retirados do elevador, e depois de um rápido passeio para comprar mantimentos, eles resolvem subir para o terraço, e lá eles se deparam com um cenário totalmente novo: a cidade está em completa escuridão, sem todas aqueles luzes da cidade grande, então eles passam a noite olhando as estrelas, uma visão impossível em um dia normal.


Lucy e Owen se separam de maneira abruta. Lucy irá mudar para a Escócia com os pais, e Owen, pelo fato que o pai foi despedido, também irá se mudar, mas sem um destino em mente, apenas ele, o pai e a estrada. A partir daí, eles irão manter contato apenas por cartões postais e e-mails, já que Owen não tem um endereço fixo, mas, também, para mostrar o quanto um gostaria que o outro estivesse por perto.

"Eram como dois asteroides que tinhas colidido, ela e Owen soltando faíscas breves antes de ricochetearem cada um para um lado outra vez, um pouco lascados, um pouco machucados e marcados, talvez ainda com cem quilômetros a percorrer. Quanto tempo se pode de fato esperar que uma única noite dure? Até que ponto se pode esticar um conjunto tão pequenos de minutos? Ele era apenas um garoto no terraço. Ela era apenas uma garota em um elevador. Talvez tenha sido o fim."

O livro é uma leitura leve e divertida, mas a história custou muito a me prender.


A GEOGRAFIA DE NÓS DOIS é dividido em cinco partes: as duas primeiras foram ótimas, mas a partir da terceira parte, a leitura começou a ficar maçante, clichê e simplesmente não fluía. O livro em si é bastante previsível, mas não deixa de nos fazer refletir sobre nossa vida e sobre nossos problemas familiares.

"Em Londres, Lucy pensava em Owen."

Lucy, como personagem, foi bem pé no chão. Sua personalidade cativa o leitor, mas achei que faltou algo nela. Acho que o fato de que ela aceitava tudo numa boa, na maioria das vezes sem questionar, me incomodou. Tudo bem que eles eram seus pais, mas ela era muito passiva em relação a quase tudo, e isso, no decorrer da trama, vai ficando chato.


Uma coisa que me incomodou um pouco foi o fato de que os pais da Lucy viajavam pelo mundo e a deixavam sozinha, sendo que ela tinha apenas dezesseis anos. Depois que os seus irmãos foram para a faculdade, ela ficava sem ninguém, e esse é um dos pontos chave do livro: ela está rodeada de pessoas, mas, ao mesmo tempo, está sozinha.

"E bem longe, em Seattle, Owen também pensava nela."

Ao contrário de Lucy, Owen foi um amorzinho. Tudo bem que no início peguei uma antipatia por ele, pelo fato de estar sempre reclamando, nada nunca estava bom, mas, no decorrer da trama, ele vai mostrando quem ele é de verdade, um jovem que perdeu sua mãe, que lida com seus próprios problemas e que tenta estar lá para o pai, que se tornou distante desde a morte da sua amada.


Jennifer E. Smith abordou muito bem os problemas familiares, mas a desculpa que os pais da Lucy deram simplesmente não me convenceu, mas, enfim, todos tem seus problemas, e cada um lida da sua maneira.

"Nunca sabemos a resposta até fazer a pergunta."

A GEOGRAFIA DE NÓS DOIS tem uma narrativa em terceira pessoa intercalada entre ambos os personagens, o que esclarece muitos fatos vagos, e foi uma das coisas que gostei bastante. A capa do livro é linda, de uma maneira simples, e muito caprichada. Tem tudo ha ver com a história. As páginas são amareladas e a fonte é média, o que ajuda muito na hora da leitura.


Se você curte uma leitura leve, com muitas reflexões, um romance super fofo, eu te convido a conhecer essa obra, e se você não curte, leia assim mesmo. Tenho certeza que esse livro irá te surpreender.

Compartilhe este post:

Marlene Conceição

Meu nome é Marlene, moro em São Paulo, sou apaixonado por livros, leio conforme meu humor, não tenho um gênero literário definido, gosto de tudo um pouco, irei cursar faculdade de Medicina, amo séries e filmes.

22 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia!! Eu confesso que não sou muito fã de romances clichês , porque para mim um livro precisa ser único o autor precisa prova pra mim que ele teve bastante de criatividade na hora de escrever o livro, para mim "A Geografia de nós dois" é um bom romance para quem gosta do gênero, mas é melhor ainda para quem prefere histórias prevísiveis, infelizmente não faz o meu gênero, mas valeu!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi! Livros de romance me deixam um pouco desconfiada na hora de ler pelo fato de muitos deles serem bastante parecidos!! Mas esse parece ser bem legal por mostrar duas pessoas de classes diferentes que se apaixonam e precisam se mudar do lugar que moram sendo assim difícil manter o amor!! Obrigada!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Marlene, quando comecei a ler sua resenha imaginei que fosse um livro mais denso, e quando você falou que chegou num ponto onde a leitura ficou maçante isso me decepcionou um pouco. Ainda não li a probabilidade estatística do amor (que só li resenhas positivas), mas achei esse tão fofinho que quis muito ler. Gostei quando você disse que mesmo sendo clichê ele faz pensar em coisas de nossa vida! Linda resenha!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu sou super fã de romances clichês, estilo sessão da tarde sabe?! Por isso esse livro está na minha lista de desejados desde quando foi lançado. Ainda não li nada dessa autora, mas vi alguns booktubers que gosto elogiarem o livro "A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista" e fiquei curiosa. Comprei ele em uma promoção mas ainda não tive tempo de ler.
    Gosto de livros narrados em terceira pessoa exatamente por isso, abrange coisas que perderíamos caso o narrador fosse em primeira pessoa. Ótima resenha!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Oie! Namoro tanto esse livro, apesar de já ter lido várias resenhas dle ainda não consegui ler acredita, qro v se consegui em breve, pois o enredo está tão bom...
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Eu vi esse livro em uma mega promoção, e não comprei... e agora que li a resenha, eu preciso. Eu não vi muitos comentários desse livro, por isso não me interessei.

    ResponderExcluir
  7. A história de Lucy e Owen se parece muito com a minha, em alguma partes. Super indico a leitura, vale a pena.. Amei o livro!

    ResponderExcluir
  8. Oi :)
    Adoro ler chick lit pois gosto de romances fofos, nada meloso, além de ser uma leitura super leve. Entretanto esse livro não me chamou tanto a atenção a ponto de eu querer lê-lo. Alguma coisa na estória não me agradou. Enfim, agora eu não lerei ele mas quem sabe no futuro né?!.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bom?
    O livro pelo visto é bom, gostei da resenha, e achei super bacana ele ter esse enfoque nos problemas familiares, e que complicado os pais da Lucy a deixarem assim sozinha para irem viajar, e outra coisa que curti muito foi como Lucy e Owen se conheceram, pois é muito normal estarmos acostumados a ver aquela pessoa, mas nunca termos coragem de dizer um oi né. Espero ter a oportunidade de ler o livro e a capa é linda.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  10. Oi, Marlene!
    Sua resenha está ótima, muito bem escrita. Parece ser uma leitura leve, porém não é muito meu estilo e a premissa não me chamou muito a atenção. Mas quem sabe um dia venha a ler e conferir essa história de perto. Obrigada peala dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Que bom que você gostou do livro mana mas eu não consegui me interessar pelo enredo da história, tenho muitos outros pra ler com temáticas bem mais interessantes, não que seja um livro ruim mas que nesse momento tenho outras prioridades. Obrigada pela reaenha.

    ResponderExcluir
  12. Adorei sua resenha super sincera e ao mesmo tempo doce, me deu curiosidade pra ler, também não gosto de personagens muito passivos

    ResponderExcluir
  13. Esse livro tem uma história bem bonitinha, mas confesso que fiquei meio pé atrás, sem saber como um romance pode se desenvolver dessa maneira. Sua resenha está ótima!
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu gosto de ler de vez em quando histórias leves e clichê. E estou querendo ler esse livro faz um bom tempo, por conta da capa, pois eu não sabia nada sobre o enredo. Agora que sei, fico com o pé atrás por causa dos pontos negativos, mas mesmo assim o livro continua na minha lista de desejados.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  15. Primeiramente, eu sou apaixonado por esse título, acho maravilhoso e sensível. A trama me faz pensar realmente nisso, por quantos pessoas passamos todos os dias, muitas vezes as vendo por cotidianamente por meses ou anos e nunca falamos uma só palavra, quantas histórias e conversas e interesses em comum que estão ali há alguns passos, mas nunca são demonstrados? É uma loucura pensar nisso. Por isso acho que gostarei muito do livro, essas tramas normalmente me fazem pensar mesmo depois que termino a leitura.
    É uma pena que a história tem essas falhas em relação a protagonista e os pais dela, como mencionou. De toda forma, dependendo de como a história vai sendo conduzida, tem muitas coisas que eu enquanto leitor vou relevando e no fim, acabo aproveitando só aquilo que a história traz de bom. Mal posso esperar para ler esse livro, realmente ansioso.

    Julio Cesar Vieira

    ResponderExcluir
  16. Faz um tempo que quer ler esse livro, venho lendo vários comentários sobre a obra sejam eles positivos ou nem tanto. Adoro um clichê e talvez goste desse também.

    ResponderExcluir
  17. Nossa, tô precisando de uma leitura mais leve e com alguns clichês.
    Esse livro parece ser muito fofo, só olhando pra capa já pensei nisso. Adorei essa capa, você gostou?

    Obg pela dica ;)

    ResponderExcluir
  18. Eu to precisando de um romance clichê assim pra sair da minha ressaca, vejo muita gente falando desse livro ultimamente, vou por ele na minha lista com certeza, romances não são tanto a minha praia, mas uns leves assim, sem tanto exagero eu até gosto, então vou ler recentemente. Ps adorei essa capa.

    ResponderExcluir
  19. Já gostei do livro só pelo nome, vendo a capa me encantei e lendo a resenha já me apaixonei. Quero ler, já ouvi umas críticas que é muito clichê, mas também já ouvi vários elogios, e não é pq é clichê que é ruim. Já anotei na minha lista de livros para ler até 2017!

    ResponderExcluir
  20. Quase comprei ele na promoção da Saraiva...mas confesso que fiquei com medo. Adoro um romance, sou uma romântica nata...mas gosto de livros que me surpreendam, que tiram o ar. Nada contra romances água com açúcar, é sempre bom ler algo do tipo, mas sou do tipo que tem leitura certa pra cada momento, e Geografia de nós dois não se enquadrou. Ainda vou dar uma chance pra ele....adorei sua resenha!!

    ResponderExcluir
  21. Oi Marlene, tudo bem?
    Eu adoro livros clichês, e estou louca para ler A geografia de nos dois a algum tempo, sua resenha está ótima, destacando os pontos positivos e negativos, e concordo que quando uma personagem é muito passiva, isso realmente incomoda, mas pelo que pude ver o Owen equilibrou isso.
    Enfim, vou ver se consigo ler agora em novembro, espero gostar <3
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Achei a ideia do livro bem interessante principalmente por esse começo dos personagens, mas ao ler a resenha vi que esse não serie um livro que irei gostar, principalmente pela leitura meio arrastada e acho que faltou aquele algo a mais para me conquistar !!

    ResponderExcluir