NOVEMBRO, 9

SINOPSE: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angels para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos - a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Bem em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos? -  Colleen HOOVER - Editora GALERA - 2016 - 352 Páginas

Sabe aquele (a) autor (a) de quem você leria até a lista de supermercado e diria que foi a melhor coisa que leu em muito tempo? Clichê essa frase, eu sei, mas simplesmente não consigo evitar a Colleen Hoover. Ela conquistou meu coração desde o livro UGLY LOVE e, de lá para cá, eu me apaixono por todas as suas obras. Ela tem um diferencial na sua escrita mesmo quando se trata de um livro com uma temática para lá de clichê.


Em NOVEMBRO, 9 não temos um cenário tão original, já que a obra UM DIA traz uma temática um tanto quanto parecida, com encontros anuais, mas como já havia comentado, a Colleen tem um diferencial que é característico das suas obras, que é pegar um enredo clichê e transforar em algo surpreendente. Mesmo assim, esta não é, nem de longe, sua melhor obra, mas ela me conquistou como todas as outras.


Fallon é uma atriz que, depois de um acidente, teve sua carreira interrompida e sua vida virada de ponta-cabeça. Esse acidente deixou sequelas em seu corpo e quebrou totalmente sua confiança em si mesma. Dois anos depois, ela está de mudança para Nova York, para seguir seus sonhos. Coincidentemente é 9 de Novembro, dia do aniversário de 2 anos do acidente que mudou sua vida, e também será o dia em que o jovem Ben entrará em sua vida para abalar suas estruturas.

Ben tem 18 anos e sonha em ser um escritor. Ele entra na vida de Fallon de uma forma inusitada, já que a mesma estava tendo uma discussão com o pai, que tentava convencê-la a desistir de seguir a carreira que sempre sonhou, ser atriz.  O pai dela também é o "responsável" pelo acidente, um incêndio, e carrega essa culpa, mas acaba descontando nela e colocando Fallon para baixo em relação às cicatrizes das queimaduras que o acidente causou em parte de seu rosto. Ben ouve toda a conversa e vai ao resgate da Fallon, finugindo ser seu namorado. Ninguém podia prever o que aconteceria a seguir.

O que você faz quando encontra o amor da sua vida, mas está preste a se mudar para muito, muito longe?

Você vai é obvio.


Apesar da intensa ligação entre Fallon e Ben, ambos sabem que ela precisa viajar e resolvem aproveitar o pouco tempo que ainda lhes resta juntos. A ligação é instantânea, mas Fallon não pode desistir da sua viajem por um garoto que ela mal conhece. Perto do embarque, e não querendo simplesmente dar adeus, ambos resolvem que seria uma boa ideia se encontrarem durante os próximos cinco anos no mesmo dia. Isso dará o enredo do livro que Ben vai escrever sobre eles.

NOVEMBRO, 9 tem uma boa carga emocional. Ben e seus segredos, Fallon e seus traumas. Juntos, eles tem um tsunami de emoções. Em alguns momentos, a narração dá uma impressão de que estamos lendo um livro dentro de outro livro, e eu adorei essas partes. É confuso? Absolutamente, não.


A narração é em primeira pessoa, intercalada entre ambos os personagens. Não há um aprofundamento na vida dos personagens nos intervalos entre os anos. O foco é realmente os encontros deles, e é emociante. Com o passar dos anos, algumas coisas dão errado, mas isso é a vida, isso é simplesmente viver.

O que mais me conquistou nessa história foi o fato de que a Fallon não é perfeita. Ela tem suas cicatrizes corporais e também emocionais. Amei acompanhar a evolução dela como personagem, da forma como ela foi ganhando de volta sua confiança e sua auto-estima. Seu crescimento, em alguns momentos, emocionou-me, porque não é fácil aprender a lidar com seu novo corpo e com o fato de que nem seu próprio pai consegue olhar nos seus olhos. Ben foi como um raio de sol em um dia de tempestade, ele chegou iluminando tudo.


Eu me apaixonei pelo Ben na sua primeira interação com nossa mocinha. Ele não ligava para as cicatrizes de Fallon e nem para o fato de que ela não era perfeita, pelo contrário. Para ele, Fallon não poderia ser mais bonita. Por isso, se existir um Ben por aí, por favor, me apresentem, estou precisando de um desses na minha vida :).

Seu crescimento também foi ótimo de acompanhar. Ele deu alguns vacilos no decorrer do livro, mas nada que mudasse minha maneira de pensar em relação a ele. Acho que de todos os livros que já li da Colleen, esse é meu segundo mocinho preferido, depois do Ridge, de TALVEZ UM DIA.

Em um determinado momento, o segredo do Ben é um pouco que previsível, mas isso não diminuiu a carga emocional do mesmo, pelo contrario, aumentou o desespero do leitor.


Portanto, não deixem de ler esse livro, tenho certeza de que vocês irão amar. Estevam prontos para uma bela montanha russa de emoções.

Compartilhe este post:

Marlene Conceição

Meu nome é Marlene, moro em São Paulo, sou apaixonado por livros, leio conforme meu humor, não tenho um gênero literário definido, gosto de tudo um pouco, irei cursar faculdade de Medicina, amo séries e filmes.

24 COMENTÁRIOS

  1. Oi Marlene ^^
    Ainda não tive a oportunidade de ler Colleen Hoover, mas espero daqui pro ano que vem ter.
    Novembro 9 tem uma capa muito linda!
    Não acho que o livro seja clichê em seu formato, uma data que aborde todo o enredo vi somente em Um Dia, o que me parece ser clichê é o fato do Ben socorrer Fallon fingindo ser o namorado dela, ai sim essa é uma cena clichê kkk
    Carregar uma marca no rosto é extremamente doloroso, se eu me senti mal com marcas nos braços o que dirá a Fallon que tem a marca no rosto para todo mundo ver sem poder esconder direito a bendita cicatriz.
    Onde que aperto para dar na cara do pai dela? Já não fui com a cara desse escroto!
    A obra parece ter um romance fofo que me faria gostar de ler mesmo eu odiando cenas forçadas que fogem da nossa realidade (vide Quando O Amor Bater à Sua Porta).
    Parabéns pela resenha, Marilene.
    Só me responde uma pergunta: o final te surpreendeu? :D
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pela resenha, Marlene.********

      Excluir
    2. Oi fofo, obrigada.
      Então não, o final foi bem previsível até certo ponto, mas já posso afirmar que adorei, mesmo com a temática clichê e tudo mais.

      Excluir
  2. Oi, Marlene!
    Linda resenha, parabéns!
    Ainda não tive o prazer de ler nada da autora, mas sempre encontro comentários muito positivos sobre suas obras. Talvez venha a ler essa indicação. A capa está bem bonita e a premissa é interessante. Não é muito meu estilo de leitura, mas sempre é bom inovar.
    Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Desde que fui para o mochilão da record fiquei com uma vontade enorme de ler algum livro da Colleen. Sempre vejo comentários positivos sobre suas obras e tenho muita curiosidade em ler algo dela.

    ResponderExcluir
  4. Que amor, parece ser super fofo.
    Eu não conheço essa autora, vou ler mais sobre ela já que esse livro parece ser mto bom :)

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, amei a resenha, dizem que os livros da CoHo são mesmo um amor, não consegui gostar de ''Ugly love'' e por conta disso me travei um pouco para ler os livros dela, comprei ''Um caso perdido'' recentemente e espero gostar muito, pois só vejo comentários positivos. Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Oii Marlene!!
    Tô aqui de boca aberta com a sua resenha e claro, curiosa pra conferir esse livro que pleo visto tá excelente!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  7. Eu sou louco para conhecer a escrita da Collen Hoover de tanto que já ouvi falar bem dos livros e particularmente, da maneira muito pessoal com a qual ela escreve. Realmente, conforme você citou, o enredo me lembrou muito "Um dia", que já li há alguns anos e adorei. Mas curti o fato da autora ter inserido alguns elementos novos em uma história que possivelmente já seria conhecida. Gosto muito da ideia de acompanharmos esses personagens ao longo de anos, dos encontros e desencontros e das visões de mundo que vão sendo modificadas ao longo da vida. É, sem dúvida uma bela maneira de contar uma história de amor. No mais, fiquei curioso para saber também se o garoto conseguiu terminar seu romance... Espero poder ler em breve.

    Julio Cesar Vieira

    ResponderExcluir
  8. Nossa essa é a primeira resenha que leio do livro, e gente pelo visto a historia é tão linda, gosto quando podemos presenciar o crescimento de um personagem e também a superação de algo, a historia parece ser envolvente e muito linda, espero ter a oportunidade de ler, ainda não li nenhum livro da autora.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  9. Marlene nunca li nada dessa autora , vergonha eu sei u.u esse livro sempre me chamou a atenção sabe eu nasci em novembro RS achei um pouco clichê mas fiquei curiosa pra ler e saber se eles ficam juntos

    ResponderExcluir
  10. Oi Marlene, primeiramente parabéns pela resenha dosou na medida certa o que devíamos saber ou não da obra, também achei de muita delicadeza você falar que mesmo sendo uma obra com muitos detalhes pra lá de clichês ela tem um quê de encantar e fazer com que o leitor leia do início ao fim como algo novo e encantador. Ainda não li nada da autora, até comecei Ugly Love, mas devido ao pouco tempo não tive ainda como atestar se a mesma é tudo isso que falam (acredito que deve ser mesmo). Super amo a história de Um dia, é uma das minhas prediletas da vida, com todas as intempéries que acontecem ano após ano e se Novembro 9 tem essa mesma ideia já imagino que vou gostar também.

    ps: flor tem um pequeno errinho no final da resenha : Estevam (era pra ser estejam) bjks!

    ResponderExcluir
  11. Gostei da premissa do livro, acho muito interessante o casal se encontrar todo ano numa mesma data. E espero que a história tenha um final feliz, já estou super torcendo pela Fallon e o Ben, e tenho certeza que vou amar a leitura, mesmo sem ter lido nada da autora, ainda.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  12. Acho que eu nunca ouvi um só comentário ruim sobre a Collen, pessoas que eu confio na opinião por possuírem gostos parecidos com os meus são completamente apaixonadas pelos livros da autora. Eu tenho aqui "Um Caso Perdido" e será minha próxima leitura. Estou com as expectativas lá em cima.
    Transformar clichês em algo incrível parece ser a grande sacada da autora, e amo livros assim. Se eu gostar tanto quanto espero, irei comprar Ugly Love, Novembro 9... Gostei bastante de "Um Dia" e espero gostar dessa história também! Amo me apaixonar por personagens literários, espero que o Ben seja meu mais novo crush HAHAHA ♥ Beijos ;)

    ResponderExcluir
  13. Essa resenha me deixou com vontade de parar as minhas leituras e correr pra começar esse livro! Andei pesquisando e vi muitos comentários positivos a respeito dele, quero pra ontem.

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia Colleen Hoover (não me julguem) e ao ler a resenha fiquei impressionado, estou em um ressaca literária e não sei se esse é o tipo de livro ideal para cura-lá, mas quero muito ler esse livro, black friday tá chegando então me segurem!

    ResponderExcluir
  15. Rezando para aparecer um Bem na minha vida e peço ele com urgência kkk Eu particularmente gosto dos livros da Collen mas não tenho lido nada dele por um tempo, posso voltar a ler seus livros com essa indicação maravilhoso. Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  16. Nossa que resenha linda....adorei a forma como você contou não contando a história!rsrs...faz tempo que estou adiando ler um livro da Collen, apesar de ler maravilhas do livro dela...ainda não tinha me conquistado, mas depois dessa resenha fui fisgada!!estou muito curiosa para saver o desenrolar da historia, o que vai acontecer com os personagens.....adorei!!!!muito obrigada pela resenha, con certeza este livro vai entrar para minha lista!!

    ResponderExcluir
  17. Bom dia :) Queem não quer um Ben na sua vida né?? Achei muito bonita essa história, e bem criativo se tratar de duas pessoas que se conhecem inesperadamente e uma vez por ano se encontram e passam momentos ótimos juntos, achei esse enredo incrível, nunca li nada parecido e to curiosa, valeu!!

    ResponderExcluir
  18. Oi! Gostei muito da sua resenha, parece ser um daqueles livros que você começa ler e acaba no mesmo dia pelo fato da história ser leve e cativante !! E romances que acontecem quando menos é esperado é o que deixa a história mais surpreendente, to ansiosa!!

    ResponderExcluir
  19. Oi :)
    Até agora eu só li a série métrica, da Colleen Hoover e amei demais Depois disso eu fiquei com muita de vontade de conhecer mais sobre os outros livros dela, mas ainda não tive a oportunidade. Gostei bastante da estória desse livro, principalmente pelo fato de a personagem não ser perfeita, como você disse na sua resenha. Acho que vou me apaixonar de cara pelo Ben também rs. Já está adicionado na minha wishlist, espero gostar muito desse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi Marlene, tudo bem?
    Esse livro já está na minha lista, eu nunca li nada da autora, e estou louca para começar por Novembro 9, adorei saber qual o significado da data, e que a autora sabe surpreender com assuntos clichês.
    Parabéns pela resenha, acho que todo mundo quer um Ben né? háhá <3
    Vou tentar ler ainda esse ano, mais um que vou passar na frente das leituras que tenho em mente kkk
    Beeeijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Sempre vejo muitos comentários positivos sobre a escrita da Colleen Hoover e li alguns livros dela que gostei muito, mas tem vários outros livros dela que estão na minha lista de leitura, incluindo esse. Mesmo esse historia sendo clichê parece que a autora consegue colocar um algo a mais que acabou me conquistando, fiquei bem curiosa para saber mais sobre os personagens e principalmente sobre os encontros, com certeza irei ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  22. Cara, é incrivel como todo mundo ama oslivros dessa mulher, e mesmo você tendo dito que essa não é uma obra prima dela, eu me interessei muito pela sinopse e pela resenha, então acho que começarei por esse. Na verdade eu ia começar por um caso perdido, porém minha amiga deu a louca depois de ler e me contou a história toda, mas eu supero. Esse livro ja ta no topo da minha lista!

    ResponderExcluir