PAX

SINOPSE: Peter e sua raposa são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas. Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, de explorar sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos. Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor - Sara PENNYPACKER - Editora INTRÍNSECA - 2016 - 288 páginas.

Peter encontrou Pax quando a raposa ainda era um filhote. Vendo que o animalzinho estava sozinho no mundo, resolveu levá-lo para casa. Desde então Pax se tornou o melhor amigo do garoto, dividindo cada momento, sendo ele feliz ou triste. Assim, Peter conseguiu superar mais rápido a morte de sua mãe.


Pax compreendia todos os movimentos e sentimentos de seu menino. Sabia quando ficava nervoso, ou triste, e era exatamente como ele estava no dia em que o abandonou em uma floresta distante de sua casa.


Peter não teve outra escolha, pois seu pai iria servir na Guerra, e ele teria que ir morar com seu avô, que, já muito velho e rabugento, não aceitaria um animal em sua casa. 

Porém, ao chegar na casa do avô, encontrou uma foto antiga de seu pai abraçando um cachorro. "Inseparáveis", falou o avô do garoto se referindo a foto. Peter então percebeu que tinha feito uma grande besteira em abandonar sua raposa. Se seu pai e aquele cachorro eram inseparáveis, ele e Pax eram o quê?


Levando apenas mantimentos e alguns itens  necessários consigo, Peter deixou a casa do avô e começou uma longa jornada para reencontrar Pax. Com o coração cheio de dor e arrependimento, o garoto estava certo que percorreria cerca de 500 Km a pé e sozinho até chegar a seu destino. Um desafio e tanto para uma criança de 12 anos.

Ai está a grande ironia: PAX significa PAZ. E ela está vagando perdida enquanto uma guerra se aproximava.


De início, a raposa esta crente que seu menino irá voltar para buscá-la. Ela sente. Em nenhum momento morre o amor que sente por Peter, mesmo abandonada, com fome e sem saber caçar ou se defender de outros animais. Mas com o passar do tempo, ela vai se aventurando, aos poucos, à medida que encontra outras raposas.


O livro é narrado em terceira pessoa, mas com os capítulos intercalando entre a perspectiva do menino e da raposa.  

Na medida que Pax encontra amizades, Peter também encontra alguém para lhe dar apoio. Na verdade, ele é encontrado por Vola, uma mulher que o acolhe num momento de necessidade e o ajuda a progredir física e psicologicamente.


PAX é um daqueles livros que te fazem refletir profundamente. Te deixa apreensivo com aquela corrida contra o tempo e esperançoso para que a história tenha um final feliz.

A edição é muito caprichada, de capa dura e com ilustrações, encantando pessoas de qualquer idade. Aliás, é uma leitura quase que obrigatória para crianças e adultos, pois é de uma sabedoria singular, riquíssima em ensinamentos. 


O final era mais ou menos o que eu esperava, ainda assim me emocionou bastante. Desde o início, antes mesmo de eu começar a ler, só ao saber do que se tratava, eu já sabia que as lágrimas iriam rolar.



Compartilhe este post:

Brena Carvalho

Sou cearense, amo música, livros, filmes, café, bebês, gatos, viagens (…) adoro escrever. Sonho cursar psicologia, viajar o mundo, enfim, ser feliz! (não necessariamente nessa ordem).

21 COMENTÁRIOS

  1. Oi Brena, tudo bom?
    Gostei muito da resenha, o livro parece ser bom, ainda não li nenhum em que o bichinho de estimação era tão importante, um dos protagonistas né, a historia parece ser linda, e sem contar que amo livros que nos fazem refletir, só de ler a resenha já fiquei torcendo para que Pax e Peter se encontrassem logo.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  2. Já li várias resenhas desse livro, e muitas outras coisas sobre ele em vários lugares. Mas até agora nada tinha me deixado com vontade de lê-lo. Depois de ler sua resenha fiquei muito curiosa e queria muito que o Peter encontrasse o Pax, mas acho que isso não vai acontecer. Vou colocar na lista de desejados e tentar ler assim que possível.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Bruna, eu meio que entendi que a história tem um final bem triste, e que eles devem ter amadurecido durante todo o processo do livro o que é por si só uma linda história. Também achei de uma delicadeza ímpar a sua resenha, e fiquei muito muito encantada com o livro, já estava namorando ele faz um tempinho, e no começo eu sempre o comparava ao clássico do Pequeno Príncipe, depois essa ideia foi se esvaindo. E ainda mais: Depois que você falou do significado do nome pax (paz) isso me fez perceber que o garoto do livro busca muito mais que a sua raposa, ele busca de volta a paz que se perdeu não apenas com a guerra, mas com a sua decisão de abandonar um amigo!

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Sua resenha está linda, muito bem elaborada.
    A capa desse livro é encantadora, assim como a mensagem que passa na leitura. Ainda não li, mas pretendo. E sei que irei me emocionar, pois livros com esse tema, de amizade, superação e animais, sempre tocam fundo meu coração. Com certeza bem reflexivo.
    Ótima dica. Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. ooi!
    aiai, vi ali a capa e a sinopse e já pensei "mds, livros com animais, não". Eu sempre me acabo tanto assistido quanto lendo livros do tipo. Quer queira ou não acabamos tendo um vínculo emocional grande com certos animais e o distanciamento pode provocar certas consequências. Eu estou disposta a derramar lágrimas por "Pax", me parece ser uma boa leitura.
    abraço!

    ResponderExcluir
  6. Tive um amigo que acabou de ler esse livro e disse que esse livro é maravilhoso e que mexe muito com o emociobal. Eu não curto muito livros assim, não sou a pessoa mais sentimental do mundo, mas acho que vou abrir uma exceção para ler esse livro. Obrigado pela ótima resenha.

    ResponderExcluir
  7. Olá BRena! Resenha linda, parabéns! Tenho acompanhado mtas resenhas da obra, estou encantada dmais! Ansiosa pra conferir!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Brena só de ler essa resenha já tô chorando, esses livros com animais têm o dom de me emociona dá lições lindas né lol

    ResponderExcluir
  9. Ameeei a resenha e pretendo ler esse livro, já estou lendo dois, porém esse me pareceu ser um daqueles livros rápidos de ler! Já estou me preparando psicologicamente porque sei que vou chorar (histórias com animais sempre acabam comigo), pf solta logo um BIG SPOILER: Peter encontra Pax?

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, adorei a resenha.
    Desde que vi essa edição linda, e li a sinopse me interessei muito pelo livro e sua história.
    Dizem que o diferencial do livro, é a narrativa da raposa, e foi isso que me deixou instigada a ler esse livro, um beijo.

    http://apenasumaamanteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi! Achei bem legal o livro porter uma raposa envolvida kkkk mas eu não sou muito fã de leituras assim e ainda mais envolvendo essas relações familiares, mais valeeu!!

    ResponderExcluir
  12. Oi Brena! Amo livros envolvendo animais , ainda mais colocando animais como personagens principais! E ainda mais quando coloca uma raposa , acho muito ooofs!! E o mais importante é um livro que além de descontrair por ter animais,mostra assuntos sérios , como a relação do pai com filho! Valeu!

    ResponderExcluir
  13. Tô tão louca para ler esse livro! Parece ser tão lindo e cheio de reflexões sobre a vida, e eu amo livros assim.

    Tenho certeza que vai rolar altas lágrimas quando eu pegar o livro para ler. Resenha linda, parabéns!

    ResponderExcluir
  14. Oi :)
    Eu acho essa capa muito linda, e a edição está impecável. Achei a estória bem emocionante, com certeza vai ser o tipo de livro que irá me marcar pra sempre, e com certeza vou chorar rs. Espero algum dia ter a oportunidade de ler esse livro e também espero não me decepcionar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. "Ai está a grande ironia: PAX significa PAZ. E ela está vagando perdida enquanto uma guerra se aproximava." Ameeeiii, já tava na minha lista esse livro (ainda mais quando me disseram que era uma pegada pequeno príncipe, que por acaso eu amo). Adorei a resenha, me incentivou muito, e esse book trailer foi tão fofoo! Fora essa capa e as ilustrações que são lindas e muito bem feitas, de fato. Pax vai ser com certeza uma das minhas próximas leituras se Deus quiser.

    ResponderExcluir
  16. A cada nova resenha que vejo minha vontade só aumenta de ler esse livro, mas o medo é maior (pq prevejo que vou me machucar em modo HARD lendo esse livro), mas o que será da vida se não corrermos os riscos? Já tá na lista!

    ResponderExcluir
  17. Desde que vi no snap da Intrínseca esse livro, me interessei.. pensei na hora em O Pequeno Príncipe. Entretanto ainda não tinha lido nenhuma resenha e não conhecia direito a história. Me encantei completamente! Livros/filmes que envolvem animais me interessam muito, e eu SEMPRE me emociono. Ainda mais quando acontece algo relacionado a abandono ou morte do animal... sou uma manteiga derretida kkk
    Com certeza quero acompanhar a aventura de Peter e torcer muito para que ele encontra a Pax ♥
    A edição está muito caprichada mesmo, a Intrínseca está tendo um cuidado lindo com os livros nos últimos tempos!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Desde que vi o lançamento desse livro, estou louco para ler. Primeiro porque a referência ao Pequeno Príncipe (Um dos meus livros preferidos da vida) é inevitável, mas também por toda a proposta da história. Acho esse enredo de uma sensibilidade única, e toda essa aventura e trajetória do garoto em paralelo a um mundo em guerra é muito tocante. Tenho certeza de que é um daqueles livros que você simplesmente não quer que termine, simplesmente para poder aproveitá-lo ao máximo. Não sabia que também tínhamos na história a perspectiva da raposa, fiquei ainda mais curioso em relação a isso. Quero muuuito ler.

    Julio Cesar Vieira

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem?
    Depois de ler a resenha só tive mais certeza do quanto preciso ler esse livro, já tinha visto o quanto a edição é linda pelo Preview, e agora lendo a resenha me encantou mais ainda.
    Antes mesmo de ler já fico torcendo para que eles consigam se encontra de novo :'(
    Gosto de livro assim, que no final você acaba refletindo, e achei incrível Pax significar Paz.
    E gostei também desse fundo de Guerra se aproximando, vou ler o quanto antes.
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  20. Adoro livros de capa dura.....a intrínseca realmente caprichou nele, fiquei apaixonada (porque sou dessas...rsrs)!!....estou realmente curiosa para ler, algo me diz que ele tem aquela pegada de O pequeno príncipe....e que mesmo a gente sabendo o que vai acontecer e que vai rolar lágrimas, continuamos lendo!!gostei muito da resenha...já estava com vontade de ler devido a diagramação, agora mais ainda!!muito obrigada!!

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Ainda não conhecia essa historia e lendo a resenha gostei, achei esse livros lindo e muito emocionante, e fiquei curiosa sobre temos a raposa narrando, o que deve ser bem interessante, mas esse não é o tipo de livro que gosto de ler, mas para quem gostar parece ser uma ótima historia e que acaba conquistando o leitor !!

    ResponderExcluir