HARRY POTTER E A CRIANÇA AMALDIÇOADA

SINOPSE: Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia,marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados.
Ansiosamente aguardado por milhões de fãs, o oitavo livro da saga de maior sucesso de todos os tempos chega às livrarias de todo o Brasil no dia 31 de outubro, em edições brochura e capa dura. Harry Potter e a criança amaldiçoada é a edição impressa do roteiro de ensaio da peça escrita por J.K. Rowling em parceria com Jack Thorne e John Tiffany, que está em cartaz em Londres e sepassa 19 anos após os acontecimentos narrados em Harry Potter e as Relíquias da Morte - J.K. ROWLING,  JOHN TIFFANY E JACK THORNE - Editora ROCCO - 2016 - 352 páginas.

Não tem como negar que o lançamento de um novo livro de Harry Potter é um evento literário importante, ainda mais quase duas décadas depois do último livro. Por isso, nada melhor que a opinião de duas das resenhistas do GETTUB para avaliarem a história, ainda mais que ela é o roteiro de uma peça de teatro. Leiam, abaixo, o que a ANA e a THUANNE acharam ;)

THUANNE: Dezenove anos depois, voltamos à Hogwarts! Mas dessa vez não é com Harry e sua turma, mas, sim, com seus filhos.

ANA: Como fã de Harry Potter, não posso negar que eu estava simplesmente louca para ler esse livro, mesmo sabendo que não é um romance e que não é uma obra da própria J. K. Rowling. É claro que tem uma essência dela na história, mas é importante frisar que foi apenas baseado em uma história da Rowling. Gente, eu não consigo explicar em palavras a felicidade que senti em reencontrar os meus personagens tão queridos, deu aquela nostalgia gostosa, sabem? E sim, foi exatamente o que eu esperava.


THUANNE: Em HARRY POTTER E A CRIANÇA AMALDIÇOADA, conhecemos, principalmente, Alvo, filho de Harry e Gina. Também conhecemos seu grande amigo, Escórpio, filho de Draco e Astoria. Eles possuem uma amizade tão forte quanto a de Harry, Rony e Hermione. Os dois não se sentem tão amados pelos pais e vivem em constantes conflitos, pois não se parecem em nada com eles. Sendo assim, encontram um no outro um sentimento que preenche esse vazio. Os dois são da casa de Sonserina, isto mesmo, Alvo vai para a Sonserina! E isso o deixa um tanto preocupado, pois tem medo de que o pai se afaste ainda mais. Mas Harry não se importa com isso, claro, pois sabe que o chapéu seletor faz muito bem as escolhas.

ANA: O roteiro da peça de teatro — é importante mesmo lembrar que não é um romance —, começa 19 anos depois de HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE, e gira em torno de Alvo Potter, o filho mais novo do Harry, e o seu grande fardo por carregar o sobrenome do pai nas costas. Alvo também tem um relacionamento muito conturbado com Harry, que se faz bastante ausente por causa do emprego, e sofre um certo preconceito em Hogwarts por ter entrado para a Sonserina, e por ser amigo de ninguém menos que Escórpio Malfoy.


THUANNE: Também conhecemos Tiago e Lilian, os outros dois filhos de Harry e Gina. Estes, sim, são mais apegados aos pais, fazendo, assim, com que Alvo se sinta ainda mais excluído. Rony e Hermione tiveram dois filhos, Rosa e Hugo. Hugo pouco aparece, mas Rosa tem um papel importante na trama. Vale ressaltar que ela é igualzinha à mãe quando mais jovem, chata e sabichona!

ANA: A história começa a se desenrolar de verdade quando Alvo escuta uma conversa entre Harry e Amos Diggory, em que eles falam sobre a possibilidade de usar um Vira-Tempo — o último espécime do artefato mágico foi apreendido pelo Ministério da Magia —, para tentar impedir a morte de Cedrico, e Alvo decide que ele consegue ajudar e mudar o futuro do jovem bruxo com a ajuda do seu amigo Escórpio. Não é difícil de imaginar que as coisas não saem muito bem como planejado, não é mesmo?


THUANNE: A aventura começa quando Alvo acaba ouvindo uma conversa entre seu pai e Amos Diggory, pai de Cedrico, dizendo que não é justo que ele tenha morrido naquele torneio. Harry se sente muito culpado por isso, como todos sabem, mas não pode fazer nada para consertar o passado. Alvo decide, então, que precisa usar um Vira-Tempo, que foi recuperado à pouco, para mudar o passado e o resultado do torneio Tribruxo, evitando que Cedrico morra. Ele quer voltar no tempo e consertar aquele dia fatídico, mas, por ser muito jovem e possuir pouca experiência, acha que será fácil. Ele pede ajuda de seu amigo Escórpio para embarcar com ele nessa aventura. E, assim, os dois seguem para o passado, mas o que eles não esperavam era que tornariam o presente muito pior.

ANA: Lendo algumas resenhas de HARRY POTTER E A CRIANÇA AMALDIÇOADA pela Internet, eu percebi uma quase unanimidade nas opiniões: a maioria dos leitores reclamam que o livro é o roteiro da peça, então, é óbvio que não há um aprofundamento e muitos detalhes. Também há muitos furos, mas, pessoal, a própria J. K. Rowling alertou aos fãs que não esperassem um romance. E convenhamos que, para um roteiro, a história está sensacional. Obviamente me irritei com algumas coisas, mas nada que mudasse a essência do livro.


THUANNE: Muitos aguardavam ansiosos por este lançamento. Creio que a maioria não se decepcionou com a história. O livro não segue aquele padrão de escrita que estamos acostumados, pois é basicamente o roteiro da peça. É dividido em atos e cenas, a maioria dos sentimentos não ficam explícitos, então temos que viajar um pouco mais na leitura e prestar bastante atenção para não perder nada. Algumas das cenas são cortadas, o que pode incomodar alguns leitores, mas dá pra entender muito bem tudo o que acontece. Ficou bem parecido com um filme, onde tudo tem que ser reduzido para que caiba em pouco mais de duas horas. Fiquei pensando em como todas aquelas cenas ficariam no teatro, pois tem gente que voa, que usa varinha e se transformam em outras pessoas. A produção está de parabéns se conseguiu recriar tudo aquilo que estava descrito.

ANA: O que falar do Alvo Potter? Meu Deus, que criança chata! Sério, não sei se é porque eu o imaginava totalmente carinhoso e amigável, mas ele é justamente o contrário. Rabugento, irritante, mal educado, tudo o que vocês possam imaginar. Okay, o outro ponto é que o Harry também não ajuda muito pelo fato de ser ausente e pecar um pouco nas coisas que fala como pai, mas ainda assim, não é justificativa. Até porque Harry tenta se aproximar — ou reaproximar — do filho em todos os momentos, e a única coisa que Alvo faz é ficar na defensiva. Gina, Rony e Hermione estão exatamente do jeito que eu estava acostumada nas histórias escritas pela J. K.


THUANNE: A diferença entre pais e filhos é muito evidente, tanto entre Harry e Alvo, quanto Escórpio e Malfoy. Eles são totalmente opostos, o que pode ser o motivo de tantas desavenças entre eles. O livro gira em torno disso basicamente. Alvo sofre por ser filho do bruxo mais famoso de todos, e ele próprio mal sabe fazer os feitiços. Já Escórpio, sente-se isolado por ser da família Malfoy, todos o rejeitam, mas ele é muito bondoso e inteligente, um ótimo amigo. 

ANA: A história é bem rápida e, como eu disse antes, sem muitos detalhes e aprofundamentos, mas por ser o roteiro, eu já esperava por isso, então não houve nenhuma decepção. O que eu senti, realmente, foi aquele quentinho no coração de quando a gente reencontra pessoas de que gostamos muito. E, nossa, ler um personagem em especial me deixou muito feliz e, sinceramente, gostei do plot twist criado pelos autores.


THUANNE: Confesso que não consegui imaginar Harry e os outros muito mais velhos. Durante toda a leitura, fiquei com a imagem dos atores do filme na cabeça, imaginei todos praticamente do mesmo jeito, só que não como alunos, mas casados e com filhos. Foi muito bom ler um pouquinho sobre o que aconteceu com esses personagens que são queridos por todos. Deu vontade de ler mais. Espero que J.K. pense bem e crie outra obra como essa para nós. O livro é bem curtinho, infelizmente, mas já deu para matar a saudade!

ANA: HARRY POTTER E A CRIANÇA AMALDIÇOADA é um prato cheio para os fãs do mundo criado por J. K, e, em minha humilde opinião, extremamente satisfatório, além de cumprir com o seu propósito: matar um pouco da saudade que temos de toda a magia. A única dica que dou é que não esperem um texto como o da J. K. Rowling, ou, então, realmente se decepcionarão. Pensem que é uma história que foi criada para nos deixar um pouco menos órfãos de Harry Potter. 

Compartilhe este post:

Thuanne Souza

Paulista, assistente administrativa e estudante de Farmácia ❤ Sempre tentando ser alguém melhor e seguindo o lema “levo a vida devagar pra não faltar amor.” Apaixonada por músicas (principalmente as nacionais) e livros. Aprendendo a gostar de outros gêneros, além dos romances clichês.

12 COMENTÁRIOS

  1. Oi gente!
    Simplesmente adorei a resenha de vocês! Sério, eu queria muito saber do que se tratava este ultimo livro e adorei tudo o que encontrei na resenha.
    Estou tentando ainda comprar a coleção de Harry Potter, e assim que eu tiver co certeza vou querer este livro mesmo sendo um ensaio (não sei se é assim que fala)
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Essa história deve ser divertida, pois nos recorda os personagens de Harry Potter!
    Amei a resenha de vocês e tenho certeza que o Escórpio é muito mais legal do que o Alvo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Sinto uma imensa vergonha, como fã de Harry Potter, dizer que eu não sabia que o livro retratava eles como adultos, casados e com filhos.
    Mas amei saber, pelo menos vamos matar um pouco dessa saudade que temos!
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. OOi!!Eu vi todos os filmes de Harry Potter,porém eu não li até hoje os livros dele,espero conseguir ler todos até chegar nesse,para não ler fora de ordem, e o que deve ser o melhor desse último livro é mostrar os filhos de Harry , e os seus amigos já adultos!! Deve causar uma nostalgia muito gostosaa, deve ser fantástico! Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia!! Eu participei do sorteio desse livro aqui e infelizmente não consegui ganhar :( Eu acho que deve ser muito bom ,mostrar todos os amigos adultos, e reelembrar o passado, deve ser muito legal esse livro, não vejo a hora de ler, obrigada!

    ResponderExcluir
  6. A resenha está impecável, aliás as opiniões das duas. Porque sem muito mimimim, vocês falaram a que o livro veio, sem ficar com muita discordância nem com o malfadado preconceito literário dos fãs de HP, que ao invés de se sentirem felizes com esse livro ficam reclamando que isso e aquilo não e fiel. Bom no mínio acho que eu leria de trás para frente sem problema algum!

    ResponderExcluir
  7. Potter é Potter né!
    Maravilhoso!
    Enredo tá excelente!!
    Eu qro pra ontem!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Demorei muitos anos para finalmente começar a ler os livros do universo de HP. Só o A Pedra Filosofal agora em novembro e me apaixonei. Não li antes por conta de alguns preconceitos, inclusive da minha família. Mas me tornei mais uma viciada em HP. Logo chegarei em A criança amaldiçoada.

    ResponderExcluir
  9. Esse livro parece dividir opiniões e tem gente que adora e outros que não reconheceram o estilo da série nele. Não li os outros, mas pelo jeito é bem diferente. Fica aquela coisa né, do fã ler pra ter mais uma história, mas não esperar que seja igual ao que conheceu. Acho que tem muita gente indo com essa ânsia pela história e se decepcionando. Parece legal pra quem é fã mesmo, pra ver mais, mas confesso que não tenho o menor interesse em ler =/

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Como fã, não vejo a hora de ler esse livro e matar a saudades desse universo de magia e encantamentos.
    Amei a resenha! Mais ansiosa e cheia de expectativas, fiquei! Capa maravilhosa!
    Querendo muito. Obrigada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi!!
    Como fã dos livros do Harry Potter estou com muito medo de me decepcionar com esse livro. kkkk Todo mundo que já leu HARRY POTTER E A CRIANÇA AMALDIÇOADA, acham o Alvo chato.

    ResponderExcluir
  12. Oi!!
    Adorei a resenha foi bem clara e objetiva!! Como fã de Harry Potter estou curiosa em ler esse livro e reencontrar Harry, Hermione e Rony. Quero muito conhecer como esse três ficaram depois de adultos!! Bom espero ler esse livro de HP!!
    Beijoss

    ResponderExcluir