O CÓDIGO DA VINCI: EDIÇÃO ESPECIAL PARA JOVENS

SINOPSE: Um assassinato dentro do Museu do Louvre traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. Com a ajuda da criptógrafa Sophie Neveu, o professor de Simbologia Robert Langdon segue pistas ocultas nas obras de Leonardo Da Vinci e se debruça sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental – do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal. Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, O Código Da Vinci consagrou Dan Brown como um dos autores mais brilhantes da atualidade e agora chega em nova versão, especialmente preparada para o público jovem, com fotos coloridas que enriquecem ainda mais o livro - Dan BROWN - Editora ARQUEIRO - 2016 - 312 páginas.

Existem alguns momentos em nossas vidas que são perfeitos, mesmo que breves. E, da mesma forma, existem alguns livros que são perfeitos dentro de seu gênero, mesmo que o autor não consiga repetir o mesmo nas obras seguintes. É o caso de O CÓDIGO DA VINCI. Ele foi um acaso, uma vez que Brown nem de longe imaginava o sucesso estrondoso que seria, e causou um alvoroço sem precedentes no mundo literário.


Existem vários fatores que podem justificar o frenesi que aconteceu na época do lançamento: a escrita direta, de fácil entendimento, clara, com ações muito bem definidas e sequências estabelecidas de forma a levar para um clímax de forma crescente; os enigmas apresentados durante todas as páginas; a busca de respostas, onde o leitor consegue se colocar na posição dos personagens principais e chegar às mesmas conclusões que eles, ao mesmo tempo; locais verdadeiros que servem de cenário; o tema religioso, que utiliza de partes reais da Bíblia e de várias obras de arte para levantar questões intrigantes; um personagem principal simpático, que conquista pelo seu caráter e inteligência. Enfim, Brown conseguiu construir uma obra ímpar.


Quando comecei esta resenha, pensei em falar um pouco da história e do que achava dela, em termos de questionamentos. Mas acho que quanto menos o leitor souber, melhor. O essencial está na sinopse. Fique apenas com a certeza de que, mesmo não acreditando em muito do que irá ler, sua visão sobre vários fatos sofrerá, no mínimo, um pequeno abalo. Não me refiro à fé, mas, sim, a como certos detalhes, dependendo da interpretação, podem dar um sentido mais humano, romântico e belíssimo ao entendimento de quem foi Jesus Cristo.


Isso sem mencionar em como não prestamos atenção nos detalhes de várias obras de artes famosas, como estátuas, quadros, igrejas, etc. É incrível como um artista pode ocultar informações em pequenos cantos de cada coisa que cria.


Depois de lançado o livro, vieram outras edições, uma delas em tamanho maior e com fotos de todas as localidades por onde os personagens passam, além das obras de arte que eles investigam. E esta última edição da editora Arqueiro consegue reunir o melhor dos dois mundos, sem encarecer: você encontra a história original com várias páginas com fotos. Tudo no tamanho de um livro normal. Além disso, a edição também traz um questionário com várias perguntas sobre a história, que pode ser usado de forma acadêmica, ou apenas por diversão.


O CÓDIGO DA VINCI não é apenas uma obra de ficção que convence pela qualidade da história e nem pelas questões que levanta. O livro abre portas para que o leitor comum conheça fatos sobre nossa história universal, independente da religião, e se questione sobre o que ele acredita, no que se baseia sua fé, caso possua, e até onde os fatos podem sofrer alterações através do tempo.


Como foi na época do lançamento, O CÓDIGO DA VINCI continua sendo uma leitura indispensável para qualquer pessoa.

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

7 COMENTÁRIOS

  1. Sua resenha está muito boa!
    Já assisti o filme, mas tenho muito interesse em ler o livro, e lendo sua resenha fiquei mais ansiosa ainda para ler o livro.

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Gosto muito dos livros do Dan Brown pois é aquela aventura em que você aprende várias coisas, até agora só li "O símbolo perdido" e "Inferno" mas pretendo ler todos, pretendo assistir os filmes só quando acabar de ler todos os livros (não sei o porquê). Enfim, adorei essa edição com fotos, facilita bastante na hora da leitura.
    Beijos Squad Of Readers

    ResponderExcluir
  3. Oi Carlos, tudo bem?
    Desde que vi esse lançamento da Arqueiro tive curiosidade para saber como seria a Edição e tudo mais, já tinha visto algumas resenhas, e achei bem interessante a questão das imagens, e do questionário.
    Eu não li ainda nada do autor, e quero muito começar pelo O Código da Vinci.
    Parabéns pela resenha, e pelas fotos, deu para ver um pouco do que o livro tem a oferecer.
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carlos!
    Eu tenho essa edição belíssima, que ganhei no Top Comentarista daqui do Blog! Ainda não li, mas esta na minha lista de futuras leituras.
    Também tenho a edição antiga. E o filme, já assisti há algum tempo atras, mas pretendo ver de novo, mas depois de ler o livro.
    Resenha perfeita!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Foi um dos primeiros livros dele que li e peguei na escola. Caramba, mas como é bom! Faz a gente questionar muita coisa que aprendeu e tem um jeito tão interessante de abordar os assuntos. Acho que é aquele tipo de livro que todo mundo deveria ler. Até porque ele tem mais do que um lado polêmico, ele acaba ensinando muita coisa que não importa qual a sua religião, é bom de saber mesmo. Vale a pena ler por isso, por todas as coisas que a gente aprende e conhece.

    ResponderExcluir
  6. Tenho vários livros aqui em casa do Dan Brown (graças ao meu pai que é fã dele), mas nunca tive interesse em ler. Quando eu era menor (acredito que uns 10 anos) peguei esse livro para ler e não gostei. Talvez seja pelo fato de eu ser muito pequena, então acho que não custa dar uma relida. Essa nova edição com as imagens deve ser muito gostosa para quem é fã do autor. Beijoss

    ResponderExcluir
  7. Eu confesso que nunca tive interesse em ler esse livro,mais acho que todo livro merece uma chance,pois se eu não tentar ler,não vou saber como é.

    ResponderExcluir