NOTAS DE UM MEGALOMANÍACO MINIMALISTA

SINOPSE: Uma novela, um romance, uma história de amor, ou um simples debate existencialista de caráter profundo e linguagem popular. São estas algumas das maneiras as quais pode ser denominada essa obra, que, na verdade, é muito mais que uma história, um relato, um desabafo. Uma história contada por um rapaz que discute sobre tudo o que teme e lhe agrada, um relato sobre os seus egoísmos e suas formas de buscar a grandeza nas coisas mais simples, um desabafo aos ouvidos de uma moça que sorri e esbanja estilo enquanto tudo que deseja é perpetuar aquele momento. Notas de um megalomaníaco minimalista é uma manifestação do autor em torno das aflições contemporâneas e das suas próprias também. Ou, talvez, apenas um singelo registro do conjunto de inquietações de um mundo globalizado, sob a face de um rapaz e uma moça num dia ensolarado frente ao mar - Matheus PELETEIRO - Editora GIOSTRI - 2016 - 83 páginas.

A leitura de NOTAS DE UM MEGALOMANÍACO MINIMALISTA é tão leve, tranquila e revigorante que, quando você vira a última página, sente saudades e o desejo de que houvesse mais para ler.


Durante o encontro entre o narrador e uma mulher, que ele conhece por acaso, passeamos pelos pensamentos, medos, inseguranças, desejos, planos, enfim, uma coleção de histórias e sentimentos, que são compartilhados através de uma conversa franca, sem segundas intensões.

Os dois personagens, embora não se conheçam até aquele momento, sentem um no outro a confiança necessária para revelarem seu próprio interior. E o sucesso de uma história tão intimista, se deve ao fato dos diálogos serem contagiantes, em momento algum aborrecidos, ou desinteressantes, uma vez que todos os assuntos são totalmente familiares a todos nós.


Mas o resultado não seria completo se não houvesse um pouco de realidade dada a cada um dos dois personagens. Em determinado momento, conseguimos conhecer um pouco da história de cada um deles, de forma breve, mas suficiente para criar um vínculo com o leitor.

Embora não se trate de uma ficção com enredo, mas vários relatos sobre ideias e pensamentos, a obra pode ser usada, e consegue, como um meio para o leitor conseguir compreender pontos que nem sempre reparamos no dia a dia. Tudo o que o autor trata é importante, em graus diferentes, e servem como uma consciência, ou como uma opinião, sobre dúvidas que todos nós possuímos.


Por ser um livro de pouquíssimas páginas, a leitura ocorre de uma só vez, sem necessário fazer paradas. Como disse no início do texto, fica apenas a saudade, a vontade de um pouco mais.

O livro pode ser comprado nos sites da LIVRARIA CULTURA e da AMAZON. E se quiser entrar em contato com o autor, visite sua página no FACEBOOK e no SKOOB ;)

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

22 COMENTÁRIOS

  1. Carl!
    Já notou que é muito mais fácil conversar e nos abrirmos com um estranho? Acredito que seja pelo fato de acharmos que não o encontraremos mais.
    Bom ver o livro apesar de poucas páginas nos traz grande ensinamento e questionamentos .
    É uma forma contemporânea de filosofarmos.
    “Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás.” (Sabedoria oriental)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Oi Carl!

    Estou lendo muitas resenhas positivas sobre o livro e estou ficando cada vez mais curiosa! Parece ser um livro super bem escrito e falar das aflições contemporâneas me parece bem interessante! Adorei a resenha e as fotos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Ola Carl...
    Sua resenha e bastante positiva sobre o livro e fiquei muito curiosa para ler-lo...quero pode encontrar e entra nesse mundo diferente que você fala..
    Adorei a resenha e o livro!!
    bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá!!
    Achei a historia bem original e significativa entre os personagens, apesar de não ter lido o livro pela resenha pode se dar conta do que se passa, achei a historia bem diferente e gosto de livros assim.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  5. Achei super bacana o tema retratado no livro.
    Apesar de não curtir muito ler histórias reflexivas, fiquei muito interessada.
    Fiquei curiosa pra saber um pouquinho sobre essas realidades que os personagens vivem.
    A história e a escrita do autor parecem ser ótimas, daquelas que prendem o leitor.
    Quem sabe não tenha a oportunidade de ler em breve?
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Posso dizer que achei interessante mas não acho que chegarei a ler esse livro sabe ? Não faz o meu estilo de leitura mas tenho um amigo que com certeza que vai se atrair por esse tipo de leitura, obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  7. Essa ideia sobre relatos e pensamentos, ao invés de ser uma história convencional me deixou bem intrigada pois não lembro de ter visto outro livro do tipo. Só lendo pra saber se vou gostar, pq apesar de intrigada, não virou desejado rs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Carl
    Confesso que não conhecia a obra, mas pela sua descrição acredito que não teria problemas em ler o livro. Adoro quando um livro traz reflexões sobre coisas que antes não pensávamos. Bom saber que é escrito tudo com leveza.
    Gostei da dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  9. Boa Noite! Eu não sou fã de livros muito reflexivos, que mostra mais a realidade do que ficção,gosto mesmo é de fantasia, mas para quem é fã de romances eu recomendo ,é um ótimo livro para quem gosta, valeu!

    ResponderExcluir
  10. Adorei Carlos!!
    Confesso que não costumo ler o gênero, mas fiquei curiosa pra saber mais dessa obra...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Não sei se ele seria um livro que me atrairia, talvez por ele ser curtinho um dia poderei dar uma chance a ele, mas não gosto muito de livros em que retratam a realidade, prefiro ficção ou algum livro de aventuras, mas quem sabe um dia eu leia.

    ResponderExcluir
  12. Nunca li esse livro.
    Parece ser muito bom.
    Como ele é fino, podemos ler em um piscar de olhos.
    Confesso que não sou muito fã do gênero, mas darei uma chance.

    ResponderExcluir
  13. Oi Carl,então livros que não têm um enredo propriamente ditos não fazem meu estilo,gosto de leituras em que tenha uma história estruturada e uma linha a ser seguida...Acho que não leria pois não faz meu estilo,sua resenha está boa mais me fez perceber que não é o tipo de leitura que me agradaria :/ Prefiro algo mais "sólido"digamos assim... Mas enfim,p/ quem curte é um prato cheio,aina mais que é curto,então se consegue ler em uma passada ;)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Confesso que não entendi bem a proposta do livro, portanto tive que reler a resenha e ler a sinopse - que é algo que não costumo fazer, pois creio que a resenha se torna mais surpreendente assim.
    É legal ter pensamentos e ideias "soltos" e principalmente esse debate existencialista entre duas pessoas. O título é bem instigante também, mas acho que preciso de mais opiniões sobre o livro pra saber se leria ou não. Por enquanto me considero em cima do muro.

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  15. É muito bom ler livros assim, leves, e com a a escrita que nos deixam tão familiarizados com as histórias que estão sendo tratados. Personagens reais também são incríveis porque dá um toque mais gosto ao livro, pelo menos é assim pra mim.

    ResponderExcluir
  16. Achei interessante a ideia da história de trazer dois personagens reais que nos contam coisas reais e importantes sobre a sua trajetória. Não é exatamente o tipo de livro que eu leio, mas é interessante.

    ResponderExcluir
  17. Nunca tinha ouvido falar dele, mas pelo que você disse parece ser bem reflexivo amo livros assim, já vou ler ele, acomo é curto vou ler numa tacada só, e estou sentido que ele vai mexer muito com minha forma de pensar e enxergar as coisas...

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Esse foi um livro que me surpreendeu, já tinha visto ele e imaginado uma historia totalmente diferente da que encontrei, gostei muito de temos uma leitura leve e envolvente e fiquei curiosa para poder conhecer essa historia !!

    ResponderExcluir
  19. Olá Carl, não se se entendi bem qual é a rela proposta desse livro, mas garanto que fiquei bem curiosa, e acredito que é para isso que servem as resenhas não é? Não sei se foi o título ou o fato de você não ter dado mais informações fiquei curiosa para saber como se dá esse relacionamento de confiança com um desconhecido!

    ResponderExcluir
  20. Já tinha visto resenhas deste livro,e achei incríveis a das quais ví.
    Falar abertamente sobre medos,inseguranças...com alguém desconhecido,ambos falar sobre temas profundos,compartilhar sobre si...é incrível e reflexível.
    Quero muito lê-lo.

    ResponderExcluir
  21. Vi bastante comentários sobre esse livro,e estou super curiosa pra ler,e depois de ler essa resenha fiquei mais ainda.

    ResponderExcluir
  22. Ultimamente tenho gostado muito desse estilo de livro, rápido, simples e de fácil compreensão. Crônicas, textos curtos, mas que nos deixam com algo que pensar depois.

    ResponderExcluir