OS SENHORES DOS DINOSSAUROS

SINOPSE: Em Os Senhores dos Dinossauros, Victor Milán consegue materializar um sonho que milhares de leitores compartilham secretamente desde a infância: cavalgar os gigantes répteis pré-históricos, como o terrível Tiranossauro Rex. O romance se passa no Império da Nuevaropa, um continente claramente inspirado na Europa do século XIV. Cultura e costumes, armamentos, conflitos políticos, religião e tecnologia são compatíveis com o último período da Idade Média. Mas neste mundo, construído pelos Oito Criadores, os dinossauros também fazem parte do arsenal de guerra. - Victor MILÁN - Editora DARKSIDE - 2015 - 480 páginas.

OS SENHORES DOS DINOSSAUROS já começa com uma batalha acontecendo às margens de um rio. Além de cavaleiros, espadas, arcos, flechas e cavalos, existe uma outra arma que torna os confrontos letais: dinossauros.


Estamos no fictício Império da Nuevaropa. A batalha, descrita no início da obra, ocorre pelo fato do atual imperador ter nomeado um parente próximo como novo eleitor, visto que a eleição para se tornar imperador do continente acontece através de uma votação entre onze eleitores. O fato do imperador Felipe Delgao colocar um parente entre os eleitores - por causa da morte de um eleitor que não deixará herdeiros para o posto -, torna a família imperial mais poderosa do que o próprio título já concede. Isso gera uma revolta, que infla a Comitiva dos Príncipes, grupo de poderosos magnatas, a deflagrar guerra contra o Império, e esse é o ponto-chave que desencadeia todo o enredo criado pelo Milán.


Logo no início da obra, conhecemos Rob Korrigan, que é um senhor dos dinossauros e está lutando pelo lado da Comitiva dos Príncipes. Ele tem uma paixão declarada pelas táticas usadas por Karyl Bogomirskiy, um mercenário que trabalha à mando do Imperador Felipe. Durante a batalha, vemos uma traição acontecer, e Karyl cair e se tornar lenda. A Comitiva dos Príncipes e os mercenários são destruídos em campo, e Felipe continua gozando do seu título no Trono Dentado.


Os capítulos giram em torno do cotidiano diário de Melodía, filha do imperador Felipe, da vida de Rob, após a batalha perdida, os dilemas de Jaume Llobregat, que batalhou pelo lado do Império, e a mente submissa de Falk von Hornberg.

Os personagens são bem construídos, mas não aprofundados ao ponto de me fazer sentir empatia. A todo momento, ficava pensando: o autor está escondendo detalhes, essa pessoa não deve ser assim, tem alguma coisa muita errada nessa história. Mas desisti desses questionamentos e aceitei os personagens como eles eram.


Sem sombras de dúvidas, o personagem que mais me chamou atenção foi Rob. Ele é muito teimoso e, às vezes, me causava tamanha antipatia que não via mais sentido em permanecer na leitura da obra. Foi bem difícil procurar um personagem que me agradasse. Muitos achei chatos, donos da verdade e monótonos. 

Melodía tem uma mentalidade incomum para as mulheres da sua época, assim como todo o seu grupo de amigas confidentes. Fiquei encantado por ela gostar de política quando o seu dever na sociedade é ser somente uma progenitora de herdeiro para o Trono Dentado e saber somente bordar.


Uma pessoa que merece ser mencionada, para espalhar minha antipatia total ela, é o duque Falk Von Hornberg. Pense num ser desprezível!

O que torna OS SENHORES DE DINOSSAUROS incomum no cenário das fantasias medievais, é os dinossauros, e isso fica claro como a água. Eles são utilizados como cães de caça, veículos de guerra, cada um tem uma característica que é explorada durante os confrontos. Confesso ter sentido muita dificuldade em diferenciar um dinossauro do outro. As informações sobre as características deles não entravam na mente, mesmo tendo um dicionário sobre qual é qual no começo de cada capítulo. Conclui a obra reconhecendo e aprendendo o nome de somente um: sacabuxas.

Gostei bastante da religiosidade criada, mas senti falta de um aprofundamento.


Um fato que me surpreendeu demais, foi que em determinado momento da história, adentramos a mente da dinossauro Shiraa, isso foi bem incomum de ler, não esperava por algo assim e a experiência foi boa.

Um alerta que devo deixar claro, é que se você espera cenas de batalha ao ponto de fazer o livro pingar sangue em sua roupa, está redondamente equivocado. Somente no início e nos últimos capítulos tem isso. A maior parte do tempo, é uma calmaria que pode incomodar aqueles ávidos por cenas de ação.


A edição da obra pela editora DarkSide está incrível. É o livro mais lindo que tenho na minha "estante" (leia-se partes do guarda-roupa). A capa é fantástica, possuindo cor dourada no nome do autor, que infelizmente sai com o manuseio. As folhas são amareladas e a fonte segue o mesmo estilo característico da DarkSide, que é quase do tamanho médio. Cada começo de capítulo tem um dicionário, que traz informações a cerca das características físicas que diferenciam um dinossauro do outro, e também as descrições dos deuses cultuados no continente. Há também, na maioria dos começos de capítulos, ilustração dos dinossauros descritos em O LIVRO DOS NOMES VERDADEIROS, foi lindo demais vê-los. Infelizmente, senti uma tremenda decepção em não ver um mapa, pois é desanimador ler um enredo medieval sem poder se situar nos territórios retratados.


Intrigas, estupros, mortes, romances, dinossauros, paixões, frustrações, lágrimas, batalhas com montarias diferenciadas, incertezas, traições, mentes fechadas e abertas... Para quem busca uma fantasia medieval que tenha esses elementos, OS SENHORES DOS DINOSSAUROS é uma boa pedida.

Compartilhe este post:

Bruno Marukesu

Um guri que é apaixonado pela 7ª Arte. Desde cedo procurou abrigo nos livros e de lá não saiu mais. Quando está em momentos de dificuldade os livros são o seu porto seguro. Atualmente, ele vive em vários fandons. Tornou-se seriador, é bookaholic, dorameiro em hiatus, kpopper desatualizado. Ah, e que é apaixonado por pandas, zumbis, lasanha, pizza e farofa.

21 COMENTÁRIOS

  1. Bruno!
    Até em livros de ficção tem de ter nepotismo, né? O tal do poder é fogo.
    Gosto muito desses seres pré-históricos e poder entrarmos de certa forma na mente de um deles através do livro, deve ser sensacional.
    Ler um livro de fantasia medieval que tem "intrigas, estupros, mortes, romances, dinossauros, paixões, frustrações, lágrimas, batalhas com montarias diferenciadas, incertezas, traições, mentes fechadas e abertas..." deve ser uma leitua excepcional.
    Gostei demais da sua análise.
    “Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás.” (Sabedoria oriental)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Oláa!!
    Olha eu nunca poderia imaginar que alguém um dia poderia escrever um livro de fantasias entre dinossauros na idade medieval, acho que isso torna o livro diferente dos demais e assim sair se destacando apesar de tantas brigas e complicações e traições, os livros da editora sem duvida sempre me impressionando.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  3. Oii!
    Segunda resenha que leio, é perfeito! Milán soube como prender fás do gênero com essa mistura!
    Eu amei! Qro mto!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Curti muito as ilustrações que aparecem nas fotos. Quando pensa em medieval, vem a cabeça dragões, então ter dinossauros é uma surpresa e tanto. Melodia me deixou curiosa e Rob também, mas o que mais me atraiu foram as intrigas e traições que parecem causar reviravoltas e surtos de ódio na história rsrs

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bruno
    Sem dúvida, o que me atrairia nessa leitura é o diferencial com os dinossauros. Geralmente parece que livros nesse estilo não tem os personagens tão aprofundados mesmo. Ou posso estar enganada, pois li poucos.
    Me daria bem com o livro então, pois gosto da calmaria mais que a ação rs

    ResponderExcluir
  6. Que luxo essa edição hein? Ainda mais com ilustrações.
    Apesar de ser um gênero que costuma não estar nas minhas listinhas de leituras, confesso que fiquei interessada.
    Esse diferencial com dinossauros e batalhas e época medieval e tudo mais, me fez ficar super curiosa.
    Espero conhecer a obra em breve, gostei bastante do que vi aqui :)
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  7. Ola..
    Interessante essa historia de coloca dinossauros em uma epoca medieval, e bem diferente essa historia...um genero que nunca ouvi li e também não me chamava atenção porém espero ler essa obra magnifica..
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu juro que sempre tive vontade de ler esse livro até porque o trabalho da Darkside é impecável mas nunca tinha me dado ao trabalho de realmente pegar o livro pra ler a sinopse sabe, já sei que depois da resenha se eu pegar esse livro pra ler vai ser uma leitura demorada pelo conteúdo. Bem mas não custa dar uma chance ? Valeu pela resenha.

    ResponderExcluir
  9. Este é um livro que me interessou muito em ler você sabe se vai ser uma trilogia

    ResponderExcluir
  10. Boa Tarde! Como sempre a Darkside nos presenteia com mais uma edição maravilhosa de capa dura! Esse livro é tudo de bom pra quem ama filmes e livros que tem tudo a ver com a era medieval, conflito de reinos, traições, homens brutos, vou ser sincera e dizer que não fiquei muito atraída por não procurar muito por gêneros desse tipo , mas para pessoas que só assistem filmes assim eu indico é uma ótima leitura, beijos!

    ResponderExcluir
  11. Essa edição está muito lindo, Darkside está cada vez mais investindo no visual, o que acho bem legal, adoro livros em que além da história ser boa, a aparência do também é, enfim, o livro parece ser bem interessante, esperava que tivesse um pouco de cenas de batalhas, mas como você disse, o livro deve ser tranquilo, achei legal o autor usar elementos diferentes na narrativa, não é sempre em que se vê um livro de fantasia medieval com dinossauros e deve ser intrigante ler algo que não é tão comum.

    ResponderExcluir
  12. Olá Bruno,não curto esse tema mais de fantasia e ainda mais com dinossauros,tenho alguns livros desse em casa mais são todos do meu irmão rs

    Mas adorei sua resenha,você soube elucidar muito bem a trama,destacando os pontos altos e baixos sem desmerecer a obra! Deve ser bem decepcionante não ter uma empatia com os personagens do livro né,isso desanima um pouco a leitura,uma pena não ter personagens ao qual o leitor se apegue :/ Mas achei interessante essa coisa dos dragões,de no começo de cada capítulo ter a descrição deles,nossaaa,deve ser o máximo ter um embasamento p/ visualizar eles,ainda mais que são vários dinossauros,p/ não ficar perdido mesmo. Outra coisa que me surpreendeu foi você mencionar que em um ponto da história É possível adentrar na mente de um dinossauro,e eu,mesmo não tendo lido nenhum livro do gênero,creio que isso não seja muito comum,então que bom que o autor deu uma inovado.
    E nossa,que livro grande hein,480 páginas :o

    No mais,qualquer coisa que eu disser sobre a beleza das edições da Dark Side é chover no molhado,então só me resta lamentar o fato dela não publicar livros do gênero que eu leio :(
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Ai, é terrível quando os personagens não nos causam o mínimo de empatia - ou pior, causam antipatia.
    Não sou chegada a dinossauros, não gosto de paleontologia, não curto histórias medievais. Ou seja: esse livro com certeza não está nem estará na minha lista.
    Um amigo que amaaaaaaaa dinossauros, tem um canal sobre eles e tudo recebeu um exemplar desse livro da Darkside, falou bem sobre ele e tal mas nem assim pra me interessar.

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  14. Como que pode em um livro só tem guerra entre impérios e ainda estarem envolvidos dinossauros?! Eu gosto muito de enredos medievais e também acho importante vir mapas, eu acho que consigo me situar melhor e consigo compreender melhor todo o enredo.
    Espero poder ter oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  15. O livro tem uma capa maravilhosa e tá bem caprichada a edição. Que legal que no início de cada capítulo a gente pode conhecer um pouquinho mais sobre a diferença dos dinossauros da trama. Gostei da proposta da trama ser bem diferente com a batalha sendo com dinossauros, acho isso inovador porque geralmente é com dragões.

    ResponderExcluir
  16. De fato a capa do livro nos faz esperar um ótimo livro do gênero de fantasia, com várias batalhas, pois logo na capa do livro temos um elogio de um dos maiores escritores de fantasia da atualidade, o George R R Martin, o autor da serie "As Cronicas de gelo e fogo" que é uma obra que fez e ainda continua fazendo um enorme sucesso por sua qualidade literária. Arte gráfica do livro estar muito linda e a ideia central do enredo é bem chamativa e diferente. Não li o livro mas pretendo lê-lo um dia, pois ele apresenta elementos muito bons que chamaram atenção

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    A diagramação desse livro ficou incrível, adorei o cuidado da editora com cada pagina, faz um tempo que estou vendo esse livro e sempre fiquei bem curiosa para poder ler, achei a historia bem diferente e acabou me surpreendendo, gostei de saber que temos um dos dinossauro como narradores, e parece que o auto consegue construir uma trama bem envolvente me deixando muito interessada nessa historia !!

    ResponderExcluir
  18. A capa é impressionante, e o livro por se passar na época medieval e ter dinossauros é bem atrativo.Gostaria de saber mas sobre Melodía. Gosto de livros que contenha batalhas e são extremamente detalhados,isso que como disse ficou a desejar por não conter um mapa e possuir bem ''raras'' batalhas e isso um pouco decepcionante,porém leria pois amo dinossauros é queria saber da visão do autor sobre eles

    ResponderExcluir
  19. Oi Bruno, não sei se entendi direito, mas não tem muita ação? Fiquei super surpresa, pois desde a capa e a sinopse achei que encontraria mesmo um mar de sangue pingando entre os capítulos (bem a cara da Darkside), mas achei que pode ser uma experiência super agradável de se ler já que aprendemos um pouco mais de cada um (ou pelo menos o nome hihih). Acho que tem sim um ponto forte como você bem citou a parte em que nos deparamos com os pensamentos do dinossauro (não consigo em imaginar isso)

    ResponderExcluir
  20. Apesar de não gostar de livros assim,a sinopse e a resenha me chamaram atenção,parece ser bem interessante.

    ResponderExcluir
  21. Estou apaixonada pela edição. Deu vontade de comprar só por causa disso.Acho que o autor poderia ter optado por uma série de livros, ao invés de um só, para aprofundar os personagens e descrever também as coisas. São muitas criaturas, ao que me parece, e muitos personagens, acontecimentos, características, para serem retratados num livro só.

    ResponderExcluir