MEIO MUNDO

SINOPSE: Os tolos alardeiam o que vão fazer. Os heróis fazem. Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas. Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo. A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira. Guiando os personagens por caminhos tortuosos em busca de amadurecimento e redenção, Joe Abercrombie mais uma vez nos maravilha com uma história grandiosa, que se sustenta sozinha por seu vigor, mas também dá continuidade à saga de Gettland e Yarvi. Finalista do prêmio Locus, Meio Mundo deixará o leitor na expectativa do desfecho desta série épica. - Joe ABERCOMBRIE - editora ARQUEIRO - 2017 - 368 páginas

A grande preocupação de nós, leitores, sobre sagas, trilogias e duologias, é a qualidade da história contada, se aquilo tem a ver com a ordem das coisas, as reviravoltas; enfim, nosso maior medo é de o livro não ser tão bom quanto o primeiro. Então, eu faço questão de tirar essa dúvida a cerca de MEIO MUNDO, pois ele supera absolutamente em tudo MEIO REI (leia a resenha, AQUI).


Os acontecimentos de MEIO  MUNDO se passam após alguns anos do livro anterior. Yarvi já não é mais aquele que tem o ponto de vista, essa tarefa é passada para Thorn e Brand. O livro não desaponta, com várias cenas de aventuras, uma introdução maior à fantasia, romance e, claro, vários plots twists.

O maior sonho de Thorn é se tornar uma guerreira, justo como seu pai foi um dia, mesmo que tenha nascido uma garota, e as pessoas, e o mestre Hunnan, não levem a sério sua capacidade de lutar e seu esforço para ser membro da guarda real do rei. Seus sonhos se arruinam quando ela é declarada assassina e condenada à morte de uma maneira injusta. Brand, por outro lado, sonha com o posto de guerreiro na guarda do rei, mas, diferentemente de Thorn, ele não gosta de guerras, matanças e injustiças, ele sempre procura fazer o bem. Infelizmente, os dois têm os sonhos arruinados e, para alcançarem o mínimo de glória, eles partem em uma jornada, com o ministro Pai Yarvi, em busca de aliados para Getland.

“ – A lealdade pode ser uma benção enorme ou uma praga terrível, criança. Tudo depende da pessoa a quem somos leais. Existe uma ordem natural nas coisas. ”
Pai Yarvi não mudou, ele ainda procura fazer justiça pela morte do pai e do irmão, e, por isso, ele conduz Getland a uma guerra, onde eles ainda não têm aliados. Porém, isso pode mudar, graças à sua sabedoria e forma de planejar as coisas. E, por isso, ele precisa de dois grandes guerreiros, como Brand e Thorn, para ajudá-lo com seus planos.


Neste livro, vemos um amadurecimento na escrita de Abercombrie, e como isso afetou no crescimento dos personagens e como ajudou a elaborar a trama toda entrelaçada, já que vemos uma continuação natural das coisas. O melhor, entretanto, foi ver como Thorn e Brand enxergavam Pai Yarvi, e como o autor apresentou ele nesse livro, com cada falha e sabedoria que o fez sobreviver em MEIO REI. O livro termina com a preparação para o livro MEIA GUERRA, com aquele gostinho de quero mais.

Compartilhe este post:

Victorya Gomes

Paraibana. Sagitariana, mas nem pense que meu signo influência muita coisa, amo histórias de romance com finais impossíveis. Meu passatempo favorito são livros acompanhados de uma boa dose de café. E de tão contraditória que sou futuramente pretendo ser uma contadora. Não há quem aguente mente tão confusa cheio de frases de livros e contas matemáticas.

10 COMENTÁRIOS

  1. Bom saber que Meio mundo superou Meio Rei. Ainda não li nenhum dos dois livros, mas já é um incentivo e tanto saber disso. Li a resenha do Meio Rei também e irei prestar atenção nas primeiras páginas, já que se revelam bastante coisas nelas e que podem passar despercebidas. Obrigada pela indicação. Mal posso esperar para começar a ler a série Mar Despedaçado. Aguardo a resenha de Meia Guerra.

    ResponderExcluir
  2. Uma ótima aventura a se embarcar e descobrir o que a protagonista planeja e como tudo vai acabar ando procurando mais histórias assim e ver o que acho.

    ResponderExcluir
  3. Victorya!
    Muito bom saber que esse segundo livro é ainda melhor que o primeiro.
    Gosto muito dos livros de fantasia e quando eles vem com mapas para podermos acompanhar a trama e muita aventura vivida pelos protagonistas, torna o livro ainda mais interessante.
    Vale a pena ler a série, né?
    “Não ganhe o mundo e perca sua alma; sabedoria é melhor que prata e ouro.” (Bob Marley)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Se tem uma coisa legal em ler séries ou trilogias é poder acompanhar o crescimento tanto dos personagens quanto da escrita e história em si. Que bom que esse consegue superar o primeiro! E parece acabar de um jeito que faz ter vontade de ler o próximo logo. Estou bem animada com essas histórias e espero que o outro saia logo pra poder ler todos de uma vez ^^

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Bom já ouvir fala muito desse livro, acho super interessante livro de aventura, ação e etc...porém nunca tinha lido, e espero muito ler más acho a historia super legal...e meio complicado livros com sagas que tem continuação porque as vezes o primeiro pode te surpreender mas já o segundo nem tanto por isso que as vezes fico com o pé atras com livros assim!

    ResponderExcluir
  6. Oi! Ao ver a capa lembrei daqueles jogos online, e achei bem bonita a ilustração,tanto a capa quanto o mapa, eu adoro livros com batalhas, e bastante ação e aventura , com muitos detalhes , e deixando um gosto de quero mais no final eu prefiro mais ainda porque pra mim quanto o livro é bom merece com certeza uma ótima continuação, espero que seja bom mesmo!!Valeu.

    ResponderExcluir
  7. Oi Victorya, tudo bem?
    Todas as resenhas que eu leio deste livro são positivas, fiquei até com vontade de conhecer a história. Confesso que quando vi a capa a primeira vez, fiquei meio com preconceito, mas depois de ler tantas resenhas positivas sobre a série vou ter que ceder e ler os livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Gosto de livros assim Ainda mais saber que um livro supera o outro é melhor Ainda pois quando lemos o primeiro e segundo não supera pode a vim qualquer obra dps do autor ou continuação que não consegui ler
    Mais um na lista de leitura
    Quando vi a capa não chama minha mas intenção sinopse sim e agora com tua resenha vou ler conceteza

    ResponderExcluir
  9. A capa do livro me lembrou aqueles jogos de videogame, ai amo livros com mapa! Nunca tinha ouvido falar dessa série,quantos livros são? não me julgue mas tem algum romance? se tiver JÁ QUERO! Valeu pela dica <3

    ResponderExcluir
  10. Oii! Tenho Meio Rei mas ainda não consegui ler, acompanho resenhas dois livros e estou bem curiosa pra conhecer a história.
    Bjs!

    ResponderExcluir