KONG: A ILHA DA CAVEIRA

SINOPSE: Em 1973, Bill Randa tenta obter junto a um político norte-americano a verba necessária para bancar uma expedição à tal ilha perdida. Ele acredita que lá existam monstros, mas precisa de provas concretas. Após obter a quantia, ele coordena uma expedição que reúne militares, liderados pelo coronel Preston Packard, o rastreador James Conrad e a fotógrafa Mason Weaver.

DIREÇÃO: Jordan VOGT-ROBERTS
ANO PRODUÇÃO: 2017
DISTRIBUIÇÃO: Warner Bros.
DURAÇÃO: 1h59
ELENCO: Tom HIDDLESTON, Samuel L. JACKSON, Brie LARSON e John GOODMAN 

O conto de King Kong, o gigante gorila das selvas, já foi adaptado diversas vezes para o cinema. A versão de 2005 apresentava a visão clássica da história, com direção de Peter Jackson, o mesmo de O SENHOR DOS ANÉIS, um épico de quase quatro horas de duração. Em 2017, o gorila recebeu uma repaginada e ficou mais palpável para o grande público. Será que ficou bom?


Anos 70, guerra fria e guerra do Vietnã, esse é o cenário de KONG - A ILHA DA CAVEIRA. Dois cientistas buscam recursos financeiros no governo para poder fazer uma exploração numa ilha recém-descoberta, a fim de descobrir cura para doenças e etc. Entra na equação, um pequeno esquadrão de militares vindos da guerra, comandados por um capitão lunático, que só pensa em guerra. A ideia de paz, passa longe de seus pensamentos. Ainda temos uma fotógrafa e um homem conhecido como rastreador, que, hipoteticamente, teria a habilidade de saber se guiar em terreno florestal.


O roteiro é o grande pecado do filme. Os personagens vivem fazendo coisas ilógicas e tomando decisões que só pioram a sua própria situação. E não poderiam faltar diálogos com exposição barata e tiradas cômicas, que quase não funcionam. O contexto do filme até faz sentido, a edição usa bastante cenas históricas para reforçar a produção. A grande reviravolta no ato final, não funciona, e o roteiro, a cada nova cena, desaba completamente.

A direção de Jordan Vogt-Roberts, o mesmo do excelente OS REIS DO VERÃO, é extremamente competente em pegar um texto fraco e transformá-lo em deleite para o espectador. O filme é uma pintura belíssima cheia de vida e energia. A fotografia do filme realça a beleza natural da selva, transformando a mesma em algo convidativo, mesmo sendo mortal. O ritmo é prejudicado no segundo ato. Infelizmente, não há um equilíbrio decente entre cenas de ação e os intermináveis discursos inúteis.


A carta na manga da produção é a parte técnica, os efeitos visuais são deslumbrante, perfeição para ninguém botar defeito. O design do Kong é feito com precisão nos detalhes, por incrível que pareça o gorila passa muito sentimento com seu olhar penetrante. A cena no campo de ossos com o gás tóxico verde é o que há de melhor no cinema para o grande público. Não seria surpresa se aparecesse entre os indicados ao Oscar de efeitos visuais.


O elenco gigante é comandado por Samuel L. Jackson, em um desempenho extremamente caricato; Tom Hiddleston (o Loki nos filmes da Marvel), tem carisma suficiente para seu personagem; e John Goodman é totalmente desaproveitado, talento desperdiçado. Brie Larson levou Oscar de melhor atriz por O QUARTO DE JACK e já provou ser uma atriz precisa e focada, porém o roteiro apenas diz que ela deve ser a donzela em perigo da vez. John C. Reilly tem o melhor personagem e o melhor desempenho do elenco, único que recebe um pequeno desenvolvimento de personalidade, impossível não se emocionar com sua cena final.


Apesar de tudo, é um filme que diverte e entretém. Talvez a adaptação do Kong mais amigável ao espectador. O 3D é competente e faz jus ao valor pago no ingresso. Um filme para telonas e, tenha certeza, você vai gritar muito com Kong vs Lagarto enorme!

Compartilhe este post:

Rafael Yagami

Cinéfilo compulsivo, amante de livros e musica. A leitura e os filmes sempre me ensinaram a confiar em mim e ter sonhos grandes e é com isso que me armo todos os dias para lutar pelos meus objetivos.

19 COMENTÁRIOS

  1. Oi Rafael!
    Eu vi ontem o filme e concordo com vc q os efeitos são fantásticos, mas eu confesso q esperava mais do filme...Mas gostei!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu quero muito assistir esse filme!
    Ainda não pude assisti pq queria assistir a Bela e a Fera rsrsrs!
    Mas vou essa semana! Sei que está muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Se for bom igual aos anteriores acho que não custa assistir eu sempre gostei do filme vamos ver também se vou gostar desse.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que duas coisas me chamaram atenção nesse filme: elenco e visual.
    Mas só.
    Não é um tipo de filme que vá querer assistir normalmente. Acabo vendo mais se estiver no tédio e aquilo estiver passando na televisão ou coisa assim.
    Não sei se iria gostar taaaanto assim desse filme, ainda mais por ter tanto furo, tanta coisa que peca.
    Mas sei lá. Se a expectativa for entreter ele pode ser até bom...

    ResponderExcluir
  5. Rafael!
    Fez uma crítica digna dos bom entendedores de películas para as telonas.
    Como mera cinéfola, o que quero mesmo é poder apreciar mais uma filme da saga Kong, porque acredito que o elenco e os efeitos especiais, compensem o enredo e os diálogos não tão bons.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “ O amor é a sabedoria dos loucos e a loucura dos sábios.” (Samuel Johnson)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Eu adorei o filme, os efeitos são maravilhosos mesmo, fiquei bem encantada com essas partes.
    Fiquei um pouco decepcionada com a imagem do Kong, que estava um pouco "humana" demais, nos primeiros filmes, ele representava mais o animal.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Vi o trailer do filme nos cinemas e não me chamou a atenção,não sou muito fã dos filmes do king kong também,é meio que tanto faz,só vejo por ver mesmo,só veria esse pela Brie e pelo Tom <3 rs

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Sinceramente não gosto muito dos filmes do King Kong, apesar de ter visto todos. Assisto sempre pelos efeitos, pois admiro essas produções. Mas não sei se irei assistir a esse. No cinema com certeza não.
    Sua crítica está ótima.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Não sou muito fã desse clássico, porque as vezes coloquei muitas expectativas nos filmes e achei bem chato, como você bem descreveu cheio de diálogos e cenas meio sem sentido! Mas gostei muito de sua descrição!

    ResponderExcluir
  10. O elenco está show!
    Espero que o filme seja bom, pois, não vejo nenhum superar o protagonizado pela Jessica Lange.
    Mas quero muito assistir!

    ResponderExcluir
  11. Já quero assistir? Sim e claro!! Bom elenco e eu amo essa história do King Kong!! bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi, Rafael!!
    Gostei muita da sua crítica e fiquei muito animada para assistir o filme!! Adoro os filmes de King Kong!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  13. OOOi! O elenco do filme é incrível, como os efeitos , parece muito cheio de ação e
    aventura , apesar de não ser fã de king kong , eu quero muito ver! Obg!

    ResponderExcluir
  14. Oi Rafael...
    Excelente crítica... Realmente o elenco é ótimo (e podia ser melhor aproveitado) e os efeitos visuais e a fotografia são realmente admiráveis...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Confesso que não consegui chegar ao final do filme de 2005... muito longo!!
    Bom saber que este tem efeitos bárbaros... mas acredito que num filme o mais importante é o enredo, se ele apresenta inconsistências, não consigo me prender muito.
    Acho que vou passar este filme!! Quem sabe não aparece uma outra versão em alguns anos?

    ResponderExcluir
  16. Oi Rafa,
    Que pena que o filme não é lá uma grande maravilha, mas tem suas qualidades boa fotografia, efeitos incríveis...
    Eu assisti ao de 2005 e gostei... sim, bem longo, mas é a história clássica, da loira que o gorila se apaixona e tals. Quem sabe eu assista.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  17. Olá!!! Assistir ao filme assim que estreou, achei a história em si meio fraca um pouco corrida com muitas interrogações, mas o filme tem ação, humor e aventura, além de bons efeitos especiais, contudo o que mais me agradou foi sua trilha sonora.

    ResponderExcluir
  18. Rafael, amei a crítica, mas confesso que nunca me interessei pelas adaptações King Kong, acho que se já assisti por 10 minutos foi muito, HAHAHA. Imagino que os efeitos para esse tipo de filme realmente sejam incríveis. Quem sabe mais pra frente tento assistir em casa. =)

    ResponderExcluir
  19. Oi Rafael, tudo bem?
    Eu não vi o filme ainda, uma pena que eles pecam no roteiro, que bom que os efeitos e a fotografia estão impecáveis mas não rola pra mim sem um bom roteiro.
    Mas, vou procurar assistir, afinal é Kong né <3 haha
    Beijos!
    Lost Words!
    Têm sorteio de um e-book lá no blog, participe!

    ResponderExcluir