OBSIDIANA

SINOPSE: Começar de novo é um saco. Quando a gente se mudou para o interior, bem no início do último ano do colégio, eu já vinha me preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices…Até dar de cara com o meu vizinho lindo, alto de dar tontura e com intimidantes olhos verdes. Hummm…os prognósticos estavam melhorando. Até que…ele abriu a boca. Daemon é irritante. Arrogante. Dá vontade de matar. A gente não se dá bem. Não mesmo. Mas, quando um caminhão quase me transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão e aí, bom, algo inesperado acontece. O alien gato (meu vizinho) tem poderes!!! Você me ouviu bem. ALIEN! A verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em mim brilha como árvore de natal e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Daemon até a magia alienígena desaparecer. Quer dizer, isso se eu não matar o cara primeiro - Jennifer L. ARMENTROUT - Editora VALENTINA - 2015 - 320 páginas.

OBSIDIANA é o primeiro livro da série Lux, escrita pela autora Jennifer L. Armentrout, publicada recentemente no Brasil pela editora Valentina. O primeiro volume possui 319 páginas, divididos em 30 capítulos, contados pelo ponto de vista da protagonista.


O que me atraiu para ler esta série, foi o belíssimo fato da protagonista, Katy, ser blogueira, receber livros de editoras e ainda fazer vídeos falando sobre os respectivos. Minha nossa, como não se apaixonar por uma série que possui uma protagonista que faz algo que amo?!

Voltando para a premissa, Katy perdeu seu pai, e mora com sua mãe. Contudo, ela resolveu se mudar para o fim do mundo, como Katy gosta de dizer, já que saíram de uma cidade grande, para morar em uma cidade distante das grandes metrópoles. Como nunca foi chegada a fazer amizades, ela prefere ficar em casa com seus livros. Mas sua querida mãe tem outros planos. Ela já descobriu que na casa ao lado moram adolescentes, e comenta com sua filha para ela ir lá fazer novas amizades.

Katy acaba fazendo o que a mãe dela sugere, e quando bate na porta, eis que aparece um belo garoto arrogante sem blusa, Daemon, que mal fala com ela e fecha a porta na sua cara. Logo depois, Katy esbarra em uma garota baixinha no supermercado, e descobre que é irmã do vizinho arrogante, Dee. Ao contrário de seu irmão, Dee é bem simpática, embora tenha algo de estranho, uma vez que as pessoas a ficam encarando. Dee dá uma desculpa, dizendo que é coisa de cidade pequena, e vai embora, prometendo que irá aparecer na casa de Katy naquele mesmo dia, mais tarde.


Com o passar dos dias, Katy começa uma amizade promissora com Dee, mas Daemon faz de tudo para lembrá-la de que se algo de ruim acontecer com sua irmã, a culpa será dela. Katy não entende o motivo dessa superproteção, mas Dee disfarça, falando que é coisa de irmão, já que ela é caçula.

Katy começa a frequentar a nova escola e, claro, é alvo de fofocas. Contudo, faz amizade com duas garotas muito simpáticas, que falam mais sobre Daemon e sua família. Katy descobre que ele possui um irmão gêmeo, que desapareceu junto com a namorada, e que um dos professores é seu tio.

Daemon faz de tudo para ficar longe de Katy, mas a garota força a convivência, com a ajuda de Dee. A atração física, contudo, não gira em torno do romance dos protagonistas, mas, sim, na identidade de Daemon e sua família. Katy já vinha desconfiando de algumas coisas, contudo achava que eram bobagens da sua cabeça. Mas por causa de um pequeno imprevisto que acontece com os dois, ela acaba descobrindo algo bastante inesperado sobre seus vizinhos: eles não são de nosso planeta! Eles são alienígenas! Não do tipo daquele filme E.T, mas alienígenas que se transformam em bolas de luz, digamos assim.


Eles vivem em nosso planeta há anos, já que o seu foi destruído pelos Arum, inimigos que os matam. Mas existem humanos dispostos a fazerem de tudo para prenderem alguns Luxes, com o objetivo de estudá-los e obrigá-los a fazerem coisas inimagináveis.

Uma leitura agradável, com personagens engraçados, que te encantam, mesmo sendo arrogantes no começo, mas que ganham seu coração a cada nova página.

Katy é uma das poucas protagonistas que não me deixou irritada durante a leitura. Sabe o que faz, sem precisar da ajuda do mocinho a toda hora, e não fica correndo desesperada atrás dele, como algumas outras protagonistas fazem, só para conseguir a atenção do cara. Ela começa sendo uma garota inocente, incrédula, e, no final, se torna uma garota segura de si e de suas decisões.

No começo, Daemon é um ser insuportável. Ele conseguiu a proeza de me fazer odiá-lo, sendo arrogante e hipócrita. Mas depois, percebi que a atitude dele com a garota nova tem um motivo, e ele melhora seu comportamento.


Tenho apenas duas críticas quanto ao livro.

Primeira: a capa. Minha nossa, tanto a capa americana, quanto a brasileira, deixam a desejar. Não chama a atenção, tudo da mesma cor e só o modelo com seus olhos verdes. Aff, vamos ser mais criativos.

Segunda: o ponto de vista único. Acho que isso seja consequência de todos os livros que li com os pontos de vistas dos dois protagonistas e dos demais personagens. Senti falta de entender todos os motivos de Daemon, suas escolhas, a proteção e o seus sentimentos por Katy.

Uma curiosidade sobre o título, é que Obsidiana é a única coisa que pode matar os inimigos dos Luxes. Assim, Daemon entrega, de presente, a Katy, um cordão com um pedaço de Obsidiana, que esquenta quando algum Arum estar por perto.


OBSIDIANA é uma abertura fantástica, de tirar o fôlego, para todos os gostos, e que tem tudo para ganhar vários corações por aí.

Aproveite, e compre o livro:

Compartilhe este post:

Larissa Maciel

A vida é uma caixinha de surpresas. Posso dizer que minha vida gira em torno de surpresas. Entrei no mundo da leitura e pretendo nunca sair. Um mundo de encantos, de alegrias, de tristezas, de mágoas, de raiva e de frustrações por personagens. Mas, depois de tudo, os perdoamos, pois não conseguimos ficar com raiva de “pessoas” que conhecemos há pouco tempo e já consideramos como parte de nossa vida. Sim, sempre me verá na rua, ônibus, metrô, fila e tanto outros lugares com um livro ou o celular – pode ter certeza que és um livro – na mão, dentro de um mundo de muitas vidas e histórias agradáveis.

16 COMENTÁRIOS

  1. Esse é uma daqueles livros de que quando se começa a ler não quer mais parar, a historia é muito boa e a historia é bem construída, só fiquei um pouco infeliz com essa capa ta muito feinha mesmo, mas pretendo ler em breve.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  2. Falei que leria essa série muito antes de ela ser lançada aqui e até hoje nada. Sempre vi muitas coisas boas sobre ela e já tinha lido um livro da autora, então sabia que podia ser muito bom. Também achei legal esse detalhe do que a garota faz. Pra quem é blogueiro deve ser ainda mais interessante, né? ^^
    E o livro parece ser bem divertido mesmo, com personagens que vão te ganhando ao longo da leitura e uma história gostosa e intrigante de ler. Só fico um pouco receosa com esse negócio do ponto de vista também. Acho que já fiquei acostumada com a onda de pontos de vista, de saber o que os dois estão pensando e etc. Mas até que fica mais misterioso sendo assim. A gente fica ali imaginando os motivos, a história do outro personagem e etc. Tem um lado bom.
    A série parece ser muito boa e gostaria mesmo de ler, mas tá difícil viu! xD

    ResponderExcluir
  3. Eu AMEI esse livro!!!
    Eu peguei ele pra ler e larguei só quando terminei ahahha sério! passei a madrugada toda lendo,dai fui logo pro segundo e dei uma pausa pra ler outros livros. Mas eu gostei muito mesmo,concordo com você no quesito da capa,É HORRÍVEL! Se a pessoa for só pela capa,nunca vai querer ler o livro hahaha
    Beijão!
    ps: você só esqueceu de dizer que a Dee é gêmea do Daemon.

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito lelo!
    Todos falam maravilhas sobre a história, então quero muito ler!
    A capa ´´e meio feia mesmo, mas o que importa é a história!

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Sempre leio bons comentários a respeito desse livro. Tenho até uma certa curiosidade! Talvez venha a ler e tirar minhas conclusões.
    Sua resenha está perfeita, muito completa e detalhada. Parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Larissa!
    Desde o lançamento dessa série e desse livro tenho vontade de ler, porque adoro ficção com alienígenas e outros povos dispersos pelos planetas.
    Uma pena mesmo ver apenas o ponto de vista da protagonista, o autor deveria ter ampliado os horizontes do leitor com a visão do alien pelo menos.
    E ainda tem um romance que vai surgindo, mesmo com toda arrogância dele, deve ser um relacionamento até interessante.
    “A sabedoria começa na reflexão.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  7. Confesso que se dependesse apenas da sinopse do livro eu dificilmente daria uma chance, por se tratar de um romance juvenil, sobrenatural e com um alien envolvido? Definitivamente não é o meu tipo de leitura. Mas agora, depois de ler algumas resenhas e ver os comentários positivos, a história passou a chamar a minha atenção.

    ResponderExcluir
  8. Se fosse só pela capa do livro eu certamente passaria longe desse numa livraria, mas a resenha foi muito boa, Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Larissa!!
    Adorei a resenha e quero conhecer o mais rápido possível esse livro!! Gosto de livros que tenha essa pegada voltada para invasão alienígenas e foi por causa disso que o livro chamou minha atenção!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu amo a série Lux, iniciei a mesma o ano passado, e não aguentei esperar pelos próximos lançamentos, e acabei lendo em inglês.
    A série apesar de algumas cenas bem paradas, vale muito a pena, acho que lembra outras séries famosas, mas esse alienígena acaba encantando o leitor.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Olá!! Qro conhecer esse livro, o enredo me agradou mto, a capa é estranha msm, mas o importante é a história nos prender.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Larissa, já vi esse livro algumas vezes, mas sempre tive um pé atras por causa dele ser alien e tals. Mas, olha gostei da sua resenha se caso tiver a oportunidade de lê-lo, quero ler. Também não acho a capa lá grandes coisas e também não gosto de quando o livro só foca em uma versão.Pode ser que eles lancem ou não a versão do Daemon. Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Oi Larissa...
    Desde que essa série foi lançada vejo ótimos comentários sobre ela, porém ainda não tive oportunidade de lê-la... Uma protagonista forte e decidida, uma ficção com alienígenas e um bom romance... Uma mistura que promete trazer realmente uma história ótima... Uma pena que tenha o ponto de vista de apenas um personagem... Gosto quando os pontos de vista são intercalados na leitura...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  14. Confesso que primeiramente também odiei a capa!
    A estória, no entanto, parece ser bem gostosinha de ser lida, com o tema dos adolescentes e de quebra os alienígenas. Bom saber também que a mocinha cresce ao longo da narrativa. Muita raiva daquelas que vivem correndo e se jogando aos pés dos mocinhos! Leitura que promete ser bastante agradável!

    ResponderExcluir
  15. Olá!!! Comecei a ler o livro sem expectativas, e apesar de ter toda essa pegada clichê foi muito divertido, tanto que não me aguentei e li todos os livros, adorei a série, a história foi tão envolvente que eu não consegui esperar. Recomendo todos!

    ResponderExcluir
  16. Olá Larissa, tenho esse livro faz um tempinho já, mas ainda não li. Inclusive essa é a primeira resenha que leio sobre ele, gostei bastante, e já separei para próxima leitura. =)
    Obs: Todas as capas da série são desastrosas, uma mais feia que a outra, haha. Também fiquei triste por não ter os dois pontos de vista, gosto muito de saber o que os personagens principais pensam.

    ResponderExcluir