CONTOS DE MENINOS E MENINAS, CONTOS DE HOMENS E MULHERES

SINOPSE: Relatos e vivências de um grupo de habitantes de Belo Lago ora se cruzam ora estão distantes. Todos buscando tirar o melhor em suas vidas... Entre eles uma força quase opressora cresce em silêncio: Misto de medo e apreensão ante suas adolescências, aumentado pela influência de seus gadgets, aos quais acabam atribuindo valores vitais. O tempo pode se revelar um fator chave no entendimento de si próprios e no fortalecimento pessoal... Pode também fazê-lo de maneira efêmera pois, como descobrirão, a tecnologia não pode esperar por eles, nem tão pouco a própria vida! - Marcos PETRY - Editora CHIADO - 2016 - 154 páginas.

Nos últimos dez anos, a tecnologia invadiu nosso meio de vida de uma forma quase que epidêmica. Hoje em dia, praticamente todos possuem um celular, ou mais de um, o que permite uma conexão permanente com a Internet, que, por sua vez, serve de meio para compartilhar todo o conhecimento do homem em tempo real.


Mas não é apenas o celular. Vídeo Games cada vez mais imersivos, televisões que permitem escolher o que você deseja assistir, automóveis que estacionam e dirigem sozinhos, impressoras que reproduzem praticamente qualquer forma material, cinemas que exibem filmes com uma qualidade de imagem mais nítida do que o olho humano consegue ver, entre muitas, muitas outras tecnologias. Tudo isso, faz que com as pessoas interajam cada vez menos umas com as outras, uma vez que as horas do dia são insuficientes para tanta informação e tantas opções.


É basicamente desse cenário que CONTOS DE MENINOS E MENINAS, CONTOS DE HOMENS E MULHERES trata. As várias histórias da obra, exploram essa imersão tecnológica e o quanto eles podem ser prejudiciais, ou não. Como por exemplo, a menina que está olhando para o celular e acaba caindo dentro de um buraco; ou a garota que fica em dúvida de como atuar em uma peça de teatro devido ao que os amigos das redes sociais irão pensar; a paranoia em busca de curtidas em fotos postadas; a facilidade de comunicação usando aplicativos de mensagens, para quem não consegue se expressar verbalmente; a tecnologia que pode existir dentro de um pequeno chip, entre outras.

Os contos narram situações que acabam sendo corriqueiras no dia a dia de pessoas consumidas pela tecnologia, seja como forma de lazer, seja como profissão. Para isso, o autor usa uma narrativa simples, embora sem muitos diálogos ou descrições.


Vale informar que o autor, Marcos Petry, é dono de uma história ímpar. Jovem, precisou lutar contra uma lesão cerebral e, mais tarde, foi diagnosticado com autismo. Foi através da escrita que ele conseguiu direcionar sua vida e seus sonhos. Sua obra, reflete um pouco do que ele pensa sobre nossa sociedade e sobre o comportamento das pessoas.

Só por isso, já vale uma leitura!

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

10 COMENTÁRIOS

  1. Oi Carl!!
    Por ser conto já qro ler, o enredo parece bacana, não conhecia ainda o livro, o que mais em chamou atenção foi a história de vida do autor, vou anotar e tentar ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não terminei a leitura, mas é impressionante como o Marcos consegue colocar em papel as questões simples da vida, e que estão nos cercando diariamente como as tecnologias. Eu gostei de como ele escreve, simples e fácil de ler, porém a edição tem vários errinhos ortográficos e fica o aviso para a Chiado dar uma melhorada na revisão!

    ResponderExcluir
  3. Acho muito interessante quando fazem uma história que ilustre como a tecnologia pode ser boa ou ruim para as pessoas, como isso afeta a vida de cada um. Porque facilita muito, mas também acaba criando coisas que se a gente para e pensa chega a ser absurdo demais. Achei legal um livro com contos nesse estilo, parece bem interessante. E o autor parece ter uma história e tanto! Me deixou com vontade de ler essa obra dele.

    ResponderExcluir
  4. Parece ótimo e traz uma grande verdade que a sociedade se encontra sendo que muitos não enxergam as totais consequências, ótima indicação.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  5. Carl!
    Primeira vez que vejo um livro de contos que fala exclusivamente dobre o efeito que tem a tecnologia na vida dos protagonistas e deve ser bom, porque é algo tão próximo a nós que passamos horas a fio no computador e nas redes sociais.
    “A juventude é a época de se estudar a sabedoria; a velhice é a época de a praticar.” (Jean-Jacques Rousseau)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Oi Carl, tudo bem?
    Amei esta história, retrata bem a nossa realidade atual. Infelizmente as pessoas estão cada vez mais aprisionadas a tecnologia e se esquecem do que realmente é importante. Adorei conhecer esta história e um pouco mais sobre o autor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Confesso que livros com muitos personagens não prende minha atenção, gosto de uma exclusividade, mas deve ser bem interessante enxergar como as pessoas estão se perdendo nessa tecnologia toda, isso nos faz refletir. Adoraria ler esse livro,porém, eu não sei se eu conseguiria termina-lo. Beijos Carl.

    ResponderExcluir
  8. Primeira resenha que leio sobre o livro e já gostei.
    Um assunto muito atual, que chega até a assustar a gente, bem no estilo da série "Black Mirror".
    Também não conhecia o autor, e fiquei interessada em ler algo dele. Por que não começar por esse livro que traz esta temática tão interessante?
    Vai já para a minha enorme lista de desejados!!

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    É a primeira resenha que leio desse livro e achei a proposta do mesmo, muito interessante e inteligente. Um tema atual e que remete a reflexões. Espero poder ler e conhecer mais da escrita do autor.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Muito bacana saber um pouco sobre o autor e como a escrita alterou sua vida de uma forma positiva.
    De fato, a tecnologia pode ser muito boa ou muito ruim, depende de como (e quanto!) a utilizamos. Às vezes me culpo por ser tão viciada em redes sociais e afins, em outros eu penso que é melhor assim.
    Essa é uma leitura que eu acredito que seria muito proveitosa! Vou adicionar à minha lista.

    ResponderExcluir