AMITYVILLE

SINOPSE: Baseado nas experiências sobrenaturais reportadas pelos Lutz durante o mês de dezembro de 1975 e o começo de janeiro de 1976, Amityville é um dos livros mais aguardados pelos leitores da Caveirinha. Por isso mesmo, muito mais do que dar apenas aquela demão de tinta, a DarkSide® Books vai fazer uma reforma completa na casa, apresentando a sombria construção em detalhes, do quarto secreto no porão às verdadeiras manchas nas portas e nas paredes escondidas pelas tintas do tempo — tudo exatamente como aconteceu, com todos as entidades e vozes que habitaram o sótão, o porão e demais cômodos da casa —, em uma edição assustadora e com o cuidado quase sobrenatural da editora mais dark do Brasil. Adaptada várias vezes para o cinema e contando também com diversos spin-offs, a história de Amityville hoje é amplamente conhecida e é considerada um dos mais importantes relatos sobre casas mal-assombradas da cultura popular. - Jay ANSON - Editora DARKSIDE - 2016 - 240 Páginas.

Esta será uma resenha difrenciada: primeiro, a BRENDA irá passar o que achou da leitura do livro da Darkside. Logo depois, o RAFAEL dará um breve parecer sobre a adaptação cinematográfica mais famosa do livro. Espero que gostem ;)

BRENA

Em 1975, a família Lutz realiza o sonho de toda família, comprar a casa própria. George Lutz, sua esposa e seus 3 filhos, mudam-se para a casa de número 112 da Avenida Ocean, Nova York. George está radiante, pois nunca poderia imaginar que um dia compraria uma casa de 3 andares, porão, sótão, cômodos amplos, piscina, abrigo para barcos e uma bela vista para o lago Amityville, por apenas 80 mil dólares. O motivo para a casa ser vendida por esse preço tão acessível, foi por ter acontecido uma chacina no local.


O crime aconteceu em 1974, quando o filho mais velho da Familia DeFeo, Ronald DeFeo Junior, de 23 anos, assassinou os pais e seus 4 irmãos mais novos a tiros de carabina enquanto dormiam. O macabro além disso tudo, são alguns fatos que ninguém, nem mesmo a polícia, conseguiram explicar. Todos os corpos foram encontrados de bruços, nenhuma vítima acordou durante o ocorrido, mesmo a carabina sendo uma arma barulhenta, nem mesmo os vizinhos notaram nada naquela madrugada, às 3:15 exatamente. Nem um barulho sequer foi ouvido.

Ronald DeFeo Junior foi condenado a seis prisões perpétuas consecutivas, e nos dias atuais, ainda está vivo, cumprindo sua pena na prisão Green Haven em Nova York. Ronnie, como era conhecido, alegou que ouvia vozes naquela casa que o instruíram a matar os pais e seus irmãos. Talvez o jovem tenha apenas sido esperto em alegar isso, pois sabia que sua pena seria mais branda se fosse, na realidade, um doente mental. Outras pessoas afirmam que Ronnie era um usuário de drogas que cometia pequenos furtos para sustentar o vicio, assim causando aversão na família.


Mas nada disso foi suficiente para a família Lutz mudar de ideia sobre comprar aquela casa. Então, no dia 18 de dezembro de 1975, eles se mudaram para lá. Chamaram um padre para abençoar o local. Porém, pelo visto não foi o suficiente, pois a família fugiu da casa 28 dias depois, aterrorizados pelas forças sobrenaturais que lá viviam. Os Lutz saíram apenas com a roupa do corpo, deixaram todos pertences, sem exceção, tamanho foi o medo.

Entretanto, a família não saiu perdendo dessa situação. Em 1977 Tiveram a ideia de narrar em um livro o que eles presenciaram no 112 da Ocean avenue. THE AMITYVILLE HORROR, A TRUE STORY foi o título original desse livro que vos apresento. Caso ainda não tenham notado que é um relato real. Aposto que você se arrepiou agora. 


Jay Anson afirma que todos os fatos foram narrados pelo casal sem tirar nem pôr nenhum detalhe. Já algumas pessoas dizem que não passa de uma invenção sensacionalista para ganharem dinheiro. Afinal, o livro vendeu 3 milhões de copias, e o casal fez palestras em todo EUA. Todavia, eles alegam que tiveram a ideia de contar sua história, apenas para não se espalharem mais boatos falsos do que realmente aconteceu.

Vários investigadores e médiuns ficaram curiosos sobre o caso e resolveram ir até a casa para saber do que se tratava essa tal força sobrenatural. Até mesmo o demonologista Ed Warren e a médium clarividente Lorraine Warren visitaram Amityville. Os Warrens são muito conhecidos por investigarem milhares de casos paranormais, e alguns deles viraram filmes. Lorraine se sentiu muito mal na casa e afirmou categoricamente que sim, a casa é mal assombrada por forças muito antigas que nunca andaram sobre a terra em forma humana.


Muitos acontecimentos bizarros aconteceram na casa, a familia testemunhou aparições, sensações ruins, frio glacial, podridão em alguns cômodos ,sobretudo em um quarto vermelho secreto que não se encontra na planta da casa. Dentre muitas outras coisas assustadoras, que me arrepio só de pensar.

O livro é narrado em terceira pessoa, levando em consideração que é um relato cru dos acontecimentos passados na casa e alternando com o que aconteceu com o padre que ousou entrar lá para abençoá-la. Confesso que fiquei meio irritada com a família por demorar tanto pra sair daquele lugar.
“ Como Poderia obter satisfação a partir da dor? Ele se perguntou. O sacerdote sabia que havia apenas uma resposta: tinha que ser obra do demônio.”
De fato é uma história que dá muito medo em quem lê, sobretudo naqueles muito curiosos que acabam procurando no Google fotos da familia DeFeo morta, assim como eu fiz.


Sobre a edição mais recente lançada no Brasil pela Darkside Books, podemos explorar mais a fundo a história, pois o livro apresenta algumas plantas da casa por fora e por dentro dos três andares. Além da arte da capa remeter à casa de Amityville. Realmente uma edição muito bonita.

A título de informação, hoje em dia existem pessoas morando nessa casa e não se ouviu falar de mais nada a respeito. Porém, pra sempre vai ser sinônimo de casa mal assombrada. Recomendo a leitura até para os mais céticos.


RAFAEL

A primeira adaptação para os cinemas, veio em 1979, THE AMITYVILLE HORROR no original, e segue a família Lutz se mudando para a casa onde aconteceu o massacre. Logo nos primeiros dias, já é mostrado um clima estranho e amedrontador para todos que ali moram e visitam. O grande mérito da produção está em seu elenco: James Brolin e Margot Kidder protagonizam e conseguem transmitir muita química e medo para o espectador.


Infelizmente, a direção é desleixada, a edição do filme é muito amadora, mesmo para aquela época, e o roteiro tenta se sobressair sobre os erros, o que consegue em partes. A dinâmica, onde apenas as visitas são afetadas pelas forças malignas, funciona e cria uma tensão a mais no público.

É um filme lento, onde na primeira hora de produção nada acontece. Ele cria tensão aos poucos, para decepcionar no final. Não chega a ser um filme ruim, mas não consegue extrair o poder do material original ao extremo. Vale a pena ser conferido pela excelente reprodução da casa e pelo elenco competente.


Compartilhe este post:

Brena Carvalho

Sou cearense, amo música, livros, filmes, café, bebês, gatos, viagens (…) adoro escrever. Sonho cursar psicologia, viajar o mundo, enfim, ser feliz! (não necessariamente nessa ordem).

18 COMENTÁRIOS

  1. Gente, mas não tenho a menor coragem de ler esse negócio não. Nem de ver filme ou o que for. Ah sou medrosa demais e ainda é coisa real? Quer dizer, você lê e ainda para e lembra que é real? Mas é pra sobrar algum cabelo que não fique de pé com isso?! xD
    E como é que alguém consegue morar num lugar desses por mais de um dia? Se escutasse um barulhinho, visse uma coisinha que me botasse medo mas eu arredava pé desse lugar em dois minutos! Credo em cruz, ou é coragem demais ou não sei mesmo.
    Muito louca essa história. Esse lugar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não conseguiria ficar por muito tempo num lugar desses, Chris... rsrs

      Excluir
  2. Tenho vontade de ler esse livro, apesar de falarem não ser tão bem escrito.
    Gosto muito dos Warren e eu acredito totalmente, absolutamente em seres sobrenaturais.
    Já li alguns livros desse género e não da pra morrer de medo e nem ficar assustado. Até compraram com a obra o Iluminado do King, aí foi por isso que me deu vontade de ler.
    Adoro o casal Warren e os filmes baseados na história deles.
    Eu sei que teve gente que acreditou que o livro foi só para lucro, mas acredito que seja verdade. Abandonar tudo numa casa...
    Vou ler esse livro com certeza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei uma escrita boa ate. É um gênero gostoso de ler, apesar de tudo rsrs

      Excluir
  3. Brena!
    Não tem como não ficar curiosa com a edição caprichada da DarkSide.
    Como já li o original (e outros livros baseados nos fatos reais, adaptados para ficção escrita), já sei o que encontrar e confesso que é um verdadeiro terror mesmo, primeiro por ter sido real, depois porque até hoje ninguém conseguiu explicar os fatos lá ocorrido.
    É uma leitura mais que recomendada.

    Rafael!
    Vou discordar um pocuo da sua opinião... realmente o início é um tanto lento, mas acredito que se deve mesmo para criar o clímax para o que vem a seguir e deixar a pessoa que assiste com a sensação de medo e terror que vem a seguir.

    Boas festas juninas e bom final de semana!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudy, também tentei ver o filme e me irritei um pouco, pois tinha acabado de ler o livro, e as diferenças me incomodam. Porém, como o Rafa disse, é mesmo um ótimo elenco. Que bom que gostou! bjs!

      Excluir
  4. Olá!
    Antigamente tinha muuuuito medo de ler esse livro e de ver o filme. Hoje já não tenho tanto porque já li bastante livro de terror e não senti medo. Mas como esse é baseado em fatos não sei se sentiria medo. Acho que tenho medo de ter medo hahaha
    Mas é uma ótima sugestão para o futuro <3
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, por ser baseado em fatos reais dá um medo danado rsrs... mas tente dar uma chance!

      Excluir
  5. Oi! Nossa, eu não sei nem por onde começar. O livro em si deve ser sensacional, e tu conseguiu me envolver totalmente com essa resenha. Eu sou uma pessoa meio cética e meio que acredita nessas coisas ao mesmo tempo hahaha mas me empolguei ainda mais pra ler ao saber que a Lorraine foi lá pessoalmente. Pretendo ler com certeza e assistir o filme depois. Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou assim, sempre fico desacreditando quanto a algumas bizarrices kkk mas enfim, recomendo a leitura!

      Excluir
  6. Olá!
    Sempre me interessei por estórias de casas que trazem uma carga espiritual. E com certeza, ao saber que se trata de uma estória verídica, fiquei arrepiada! Não acredito como podem haver pessoas corajosas que consigam ainda viver no local! E as edições da Darkside são sempre perfeitas, bom saber que trazem uma planta da casa.
    Em relação ao filme, não pretendo assistir, pois com certeza me decepcionaria!
    Mas, quanto ao livro, se trata de uma leitura obrigatória! Parabéns pela resenha dupla!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! espero que aprecie a leitura. Bjs!

      Excluir
  7. Oi Brena!
    Parabéns pela resenha, gostei mto!
    Dark me surpreende com suas edições, capa e enredo mto bacanas!
    Só assisti o filme, nunca li o livro...
    Vou qrer claro!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Ótima resenha dupla, é muito bom ver o conceito de duas pessoas, para uma mesma obra, no mesmo momento. Quero ler esse livro! Assisti uma segunda adaptação para o cinema e gostei. Esse filme mais antigo, ainda não vi. Apesar de morrer de medo, adoro!
    A edição DarkSide, como sempre, impecável na apresentação.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Brena e Rafael !!!
    Gostei bastante da ideia de colocar a versão do livro e do filme para nos leitores do blog!! Adorei a resenha achei ela muito completa e esclarecedora!! Gosto bastante dessa edição da Darkside. E com relação ao filme não assisti então não tenho muito que opinar!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. DarkSide super caprichou na diagramação deste livro.
    Gostei muito da sua resenha, mas apesar de eu gostar de histórias de terror não sei se leria este livro, pois histórias baseadas em fatos reais são bem assustadoras, e os acontecimentos ocorridos nessa casa devem ser horríveis, achei interessante o Ed e a Lorraine terem ido ver a casa e constatado que ela realmente tinha forças paranormais, sem dúvidas a história deste livro deve ser muito interessante.

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Essas histórias são difíceis de acreditar.
    Parece mito, lenda.
    Mas eu não moraria nessa casa haha.
    Bela resenha.
    Deve ser um bom livro, independentemente de ser real ou não.
    Gosto de boas histórias de terror, suspense.
    Abraços.

    ResponderExcluir