JARDINS DA LUA

SINOPSE: Desde pequeno, Ganoes Paran decidiu trocar os privilégios da nobreza malazana por uma vida a serviço do exército imperial. O que o jovem capitão não sabia, porém, era que seu destino acabaria entrelaçado aos desígnios dos deuses, e que ele seria praticamente arremessado ao centro de um dos maiores conflitos que o Império Malazano já tinha visto. Paran é enviado a Darujhistan, a última entre as Cidades Livres de ­Genabackis, onde deve assumir o comando dos Queimadores de Pontes, um lendário esquadrão de elite. O local ainda resiste à ocupação malazana e é a joia cobiçada pela imperatriz Laseen, que não está disposta a estancar o derramamento de sangue enquanto não conquistá-lo. Porém, em pouco tempo fica claro que essa não será uma campanha militar comum: na Cidade do Fogo Azul não está em jogo apenas o futuro do Império Malazano, mas estão envolvidos também deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inimaginável - Steven ERIKSON - Editora ARQUEIRO - 2017 - 608 páginas.

JARDINS DA LUA é o primeiro de dez livros da série O LIVRO MALAZANO DOS CAÍDOS, de Steven Erikson. A história se ambienta nas terras de Malaz, logo após a Imperatriz Lassen assassinar o antigo imperador e tomar o poder do reino, o qual comanda com mãos de ferro. Aí também nos é apresentado o jovem Ganoes Paran, um jovem que abdicou de sua nobreza para se dedicar á vida no exército. Ganoes, de repente, se vê no comando de uma antigo grupo de guerreiros, chamados Queimadores de Pontes, famosos por suas violentas atividades e por matar seus superiores.


Em meio às constantes disputas de poder e território, clãs de guerreiros, magos, feiticeiros, assassinos e outras criaturas um tanto peculiares arrasam cidades inteiras pela disputa do poder de Malaz. Além de todas essas disputas, existe o inimigo mais antigo do Império Malazano, a Cria da Lua. Uma montanha que flutua 400 metros acima da cidade, uma espécie de fortaleza que nem mesmo um exército de mortos-vivos conseguiu romper.


Uma das minhas dificuldades com esse livro, foi assimilar a rapidez com que as coisas acontecem. De um parágrafo para o outro, a batalha já acabou, e os personagens já estão falando sobre outra coisa – como assim? Mas a maior de todas as dificuldades, foi, sem dúvida, os diálogos. Pensando bem, não foi uma dificuldade, eu só não gostei mesmo. Os personagens conversam entre si sobre a situação do império e todas as tramas envolvidas com ele, como se o leitor estivesse inteirado com o que está acontecendo. Em vários momentos, eu tive que retornar alguns parágrafos de leitura para poder compreender melhor o contexto, o que tornou a leitura excessivamente cansativa, me desanimando. Outro ponto que me incomodou, foram os personagens, não a qualidade, mas sim a quantidade. Geralmente, quando se tem mais de um personagem principal, os capítulos são concentrados em um ou outro, em JARDINS DA LUA temos um capítulo para uma média de quatro personagens.


Os personagens conversam entre si como se o leitor estivesse a par de tudo que aconteceu anteriormente. Mas muita coisa mencionada por eles não foi contada.

A premissa do livro é bastante interessante, mas a história é demasiada complexa e infelizmente não consegui acompanhar e nem me conectar com a leitura, e por isso a abandonei. No prefácio do livro, o autor deixa claro para o leitor que ou você vai amar a leitura ou vai odiar. Ele não mentiu.

Compartilhe este post:

Kamylla Cristina

Pernambucana, graduanda de Biblioteconomia na UFPE, apaixonada por livros, música, seriados, doces e colecionáveis. Não gosto de livros digitais e sempre estou com um livro em mãos, não consigo respeitar lista de leitura e sempre compro mais livros do que posso ler. Beijo!

18 COMENTÁRIOS

  1. Oi Kamila!
    Eu conhecia só por nome, não tinha lido nd ainda sobre a série, gostei mto do enredo, vai pra minha listinha!
    A capa é linda!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline,
      Se achou a capa linda, dá uma procurada na contra-capa. Tem os esboços dos personagens!
      😉

      Excluir
  2. Olá Kamila!
    Eu já fiquei confusa só de pensar em ler!
    Já imaginou 10 livros com essa narrativa difícil? Acho que essa eu vou passar!
    Apesar de ser um tópico interessante, parece que o livro parte do pressuposto de que o leitor sabe sobre o período a que se refere, e eu confesso que não sei nada sobre isso!
    A quantidade de personagens também gera muita confusão, eu com certeza empacaria várias vezes! Acho que desanimaria nas primeiras páginas.
    Acredito que essa leitura seja dedicada aos fãs de carteirinha de narrativas históricas, que param a leitura para se informar sobre o período que estão lendo.
    Parabéns pela resenha e também por ter persistido nessa leitura tão árida!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia,
      Então... Eu tava bem empolgada com essa leitura, mas infelizmente não deu. Ainda bem que essa incompatibilidade se deu logo no início, imagina só eu não conseguir avançar a leitura no meio da série??
      Obrigada pelo comentário. 😘

      Excluir
  3. Adoro livros do gênero, talvez algum dia eu tenha a oportunidade de lê-lo. Parabéns pela resenha.

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Kamylla!
    Eu já vi uma resenha sobre o livro e ele realmente parece ser complexo. É pra quem gosta de alta fantasia, porque, pelo visto, o autor não está preocupado se você acompanha ou não. Mas soube que quando você termina, as história faz sentido.
    Não faz meu tipo de livro, mas de vez em quando eu leio. Principalmente, depois que li Game Of Thrones, comecei a ler mais desse gênero.
    É ruim desistir de um livro. Eu protelo a leitura até o limite pra não desistir do livro.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nayane,
      Eu detesto abandonar uma leitura, e abandonar essa foi bem difícil pra mim. Eu gosto bastante de fantasias, mundos e criaturas novas sempre me atraem.
      Vi alguns comentários a respeito do sentido se dar quase no fim, mas infelizmente eu não consegui chegar lá.
      Abraço!

      Excluir
  5. Kamylla!
    Tô zonza!
    Tantas personagens, tantos cenários extraordinários e uma mitologia totalmente nova (para mim pelo menos)... muita informação.
    Ainda assim, como adoro conhecer livros novos que me tiram da zona de conforto, gostaria de poder conhecer.
    “Bendito seja eu por tudo o que não sei, gozo tudo isso como quem sabe que há o sol” (Fernando Pessoa)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudy,
      Espero que você tenha a oportunidade de embarcar nessa rica leitura.
      Beijos!

      Excluir
  6. Livro bastante diferente! Não me interessou a sinopse!
    Pena que você abandonou!
    Esse gênero não é muito a minha cara!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hérica, agradeço o comentário.
      Beijão!

      Excluir
  7. Olá!
    Ainda não conhecia o livro, mas gostei da premissa.
    Apesar disso fiquei bastante receosa para ler, não gosto de me perder na história e não entender o que está acontecendo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Natália,
      Quem sabe você não consegue se conectar com a leitura. Acredito que toda tentativa é válida.
      Se ler, vontade aqui e nos conta o que achou. 😘
      Beijão!!

      Excluir
  8. Comecei a ler e digo pra quem também está tentando, que continue até o fim. Da pra ver que vai valer a pena a leitura. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  9. Ótimo, adoro livros do gênero.
    Tem outras indicações seguindo essa linha ?
    Tem Instagram ou alguma outra rede social ? Te sigo lá, abraços.

    ResponderExcluir
  10. Oi, já tinha lido uma resenha e me interessado, mas tinha uma dúvida: seria uma trilogia ou mais livros?
    Kkkkkk 10 desanimei, tô numa fase bem preguiçosa, lendo um livro de quase 800 páginas e não está sendo fácil.
    Pensar que é uma leitura complexa também não ajuda, o que é uma pena, talvez mais a frente.

    ResponderExcluir