FRAGMENTOS DO HORROR

SINOPSE: Mestre do terror em quadrinhos, Junji Ito combina o surrealismo e o escatológico em suas histórias. O resultado é sempre bizarro, mas ainda assim — ou quem sabe até por isso mesmo belo. Se você tem coragem (e estômago), não pode perder Fragmentos do Horror, primeiro livro de mangá publicado pela DarkSide® Books. Fragmentos do Horror é uma coleção de histórias curtas, perfeitas para quem quer experimentar o que essa mente tão delirante é capaz de produzir. Ito-san oferece ao leitor nove encontros com o desconhecido. Cada quadrinho pode ser fatal, cuidado! Entre as histórias da coletânea, temos uma mansão velha de madeira que gira sobre seus habitantes. Uma turma de dissecação com um assunto nada comum. Um funeral em que os mortos definitivamente não são postos para descansar. Variando do aterrorizante ao cômico, do erótico para o repugnante, essas histórias apresentam o retorno de Junji Ito há muito aguardado para o mundo do horror. Fragmentos do Horror faz parte da nova coleção DarkSide® Graphic Novel Tokyo Terror e, como todos os títulos da Caveirinha, vem numa caprichosa edição em capa dura. A tradução foi feita diretamente do japonês e a publicação segue a orientação original, da direita para a esquerda - como tem que ser - Junji ITO - Editora DARKSIDE - 2017 - 224 páginas.

Junji Ito é um dos artistas mais famosos e conceituados do Japão. Suas obras mais famosas, Tomie, Uzumaki e Gyo são referências do terror e são admiradas em diversos países. Em 2006, Ito fez uma pausa criativa e só retomou oito anos depois, exatamente com os nove contos de FRAGMENTOS DO HORROR. Talvez por causa desse hiato, as histórias carecem um pouco de criatividade, como o próprio Ito explica e se desculpa nas notas finais, o que é espetacular, uma vez que é raro ver um autor reconhecer um trabalho menos inspirado.

Mas não se engane: apesar de não serem os melhores contos de Ito, mesmo assim eles são perturbadores, dotados de uma sequência de ações que surpreende o leitor, por mais preparado que ele esteja, e estão acima de muita coisa que você lê por aí.

Neste ponto, vale destacar que o horror que se sente ao ler as obras de Ito é diferente do horror que o público está habituado a sentir ao ler livros de monstros, vampiros, bruxas, fantasmas, etc. O terror criado por Ito mescla doses do bizarro com o cruel, do nojento com o absurdo, do fantástico com o alucinógeno. O leitor não fica com medo, ele fica incomodado, sente o estômago mexer.

Os traços de Ito são simples, bem claros, diretos, e ele capricha na feição dos personagens, principalmente nas expressões dos olhos e no formato das bocas. Isso é imprescindível para se conseguir passar para o leitor o horror que cada um dos personagens passa. E nesse ponto, vem outra técnica que Ito domina: através dos desenhos, ele consegue fazer com que o leitor se coloque no lugar do personagem, aumentando, em muito a sensação de incômodo.

Preciso destacar dois dos nove contos de FRAGMENTOS DO HORROR: o da menina que sentia compulsão por ser dissecada, que, no fim, me fez fechar o mangá e respirar um pouco; e o do garoto acidentado que fica preso no meio de uma floresta sem comida e é alimentado por uma criatura em forma de corvo, que ainda povoa meus pensamentos, mesmo tendo se passado uma semana do fim da leitura.

Quanto à edição, o primeiro mangá da editora, é preciso reclamar da falta de aviso sobre a ordem da leitura, como fazem a JBC e a Panini. Parece algo meio óbvio para quem lê mangás, mas é necessário para quem não lê, e denota um cuidado especial com esse leitor novato, que foi ignorado. Entretanto, a edição segue o mesmo capricho dos livros da editora, mas merece um elogio a mais pelo detalhe do verniz na capa, formando várias criaturas transparentes, que ficam invisíveis dependendo de como o leitor olhar. Vocês podem conferir esse efeito sensacional no vídeo logo no fim desta resenha.

Em resumo, FRAGMENTOS DO HORROR, mesmo sendo o trabalho mais fraco do autor, ainda é bom o suficiente e ainda é melhor do que muitas histórias de terror que existem no mercado. E pelo capricho da edição, é peça essencial em qualquer coleção e estante.



Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

14 COMENTÁRIOS

  1. Talvez está seja uma leitura que não procuro no momento, até porque me pareceu ser um terror que mexe realmente com o psicológico do leitor, como você mesmo citou após passar uma semana da leitura, ainda sim se lembrava dos acontecimentos relatados nos mangas. O fato de mesclar horror, bizarrismo, crueldade e nojo, já foi suficiente, para passar bem longe desta obra. Mas para quem gosta e uma boa pedida.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Achei bem interessante a editora estar lançando algo nesse formato e pelo visto o autor tem uma boa fama, então deve ser um trabalho bem legal mesmo não sendo um dos melhores dele.
    Não sou lá de ler coisas de terror e já bate um receio ao ver falar que algumas histórias ficam na nossa cabeça por tanto tempo. Esse da menina dissecada já me fez imaginar coisas e nem falou tanto assim pra isso :S
    Então...talvez um dia leia, mas no momento ainda não faz meu estilo xD

    ResponderExcluir
  3. Adoro ler um mangá e ainda de terror? Meu Deus, onde eu estava que não ouvi falar sobre esse mangá? Parece ser uma leitura bem de terror mesmo, coisa que adoro. Gostei da capa fazendo referencia ao quadro “Grito”, bacana! Vou ler, é claro!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da história, estava querendo ler algo sobre o livro mesmo, pois, só tinha visualizado esteticamente. Bom , apesar de ter ficado interessada e amar a DarkSide, o fato de não gostar de mangás acaba me freando.
    Mas quem sabe não acabo dando uma chance...

    ResponderExcluir
  5. Olá Carl,
    Já coloquei na minha lista de desejados. Também acredito que deveriam o leitor que não está acostumado a ler mangás, por ser a primeira publicação da editora. Fora isto, acredito que fizeram um trabalho primoroso.
    Já separei meu primeiro mangá (Suicide Club) e acredito que vou apreciar a leitura.
    O horror japonês é um dos melhores, seja em filme ou em livros. Pelo jeito, este aqui não foge a regra (já fiquei arrepiada só de pensar no conto da garota dissecada).
    Não se trata de um horror gratuito, mas de algo mais visceral, que nos faz roer as unhas e ficar impressionados.
    Com certeza, uma leitura e tanto!

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Como gosto muito do gênero terror, achei muito legal a proposta desse mangá.
    Em breve, espero ter a oportunidade de ler mais esse formato e conhecer as novidades. Muitas boas dicas, eu já tenho!
    E se é uma publicação DarkSide, melhor ainda, pois adoro suas edições, sempre tão caprichadas e cheias de detalhes que nos encantam.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Carl!
    Como ainda não li nada do autor, nem tenho parâmetros para comparar, mas posso dizer que gostei muito de todo enredo 'sanguinário' e carregado de horror, fiquei bem curiosa, mesmo porque os livros da DarkSide tem sempre uma diagramação diferenciada que vale a pena a leitura.
    Desejo um final de semana mais que tranquilo e abençoado!
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Não sou fã de terror, mas de vez em quando leio. Acho q nunca ouvi falar dele justamente por não ser o meu tipo de leitura.
    Achei bacana ele dizer que não foi o que ele esperava e que não estava inspirado pra fazer a obra.
    A Darkside arrasa nos acabamentos *-*

    ResponderExcluir
  9. Oi Carl!! Acho que só de ter uma edição da DarkSide vale a pena dar aquela conferida!! Achei diferente de tudo que li até hoje, inclusive por ter muito terror, gostaria de ler, e sair um pouco da minha zona de conforto!!

    ResponderExcluir
  10. Oi! Nunca ouvi falar sobre o autor, mas confesso que fiquei bem curiosa para ler esses contos. Quero ver se também vou ficar incomodada e quero saber que tipo de coisa bizarra e cruel o livro possui. Beijoss

    ResponderExcluir
  11. Creio que esta seja uma excelente pedida para os fãs de terror e de mangá...Que maravilhosa este edição, eu que não conheço muito este estilo fiquei encantada. Não me esquecerei dele se um dia tiver a oportunidade de adquirir.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Realmente não tenho estômago para esse tipo de história, só de ler a resenha já senti calafrios, definitivamente prefiro não embarcar nesta leitura.

    ResponderExcluir
  13. Mais uma pessoa aqui que não é fã do gênero, mas que ficou impressionada com a publicação. O legal é que até no mundo dos mangás, tem historias pra todos os gostos!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Carlos!!
    Adorei esses novos lançamentos da editora Darkside, estou amando conhecer esses novos mangás da editora, sem dúvida vou querer ler esse.
    Bjoss

    ResponderExcluir