FEITO NA AMÉRICA

SINOPSE: Durante a década de 1980, Barry Seal, um piloto oportunista da Trans World Airlines, é inesperadamente recrutado pela CIA para realizar uma das maiores operações secretas da história dos Estados Unidos.
DIREÇÃO: Doug Liman
DISTRIBUIÇÃO: Universal Piscutes
ANO DA PRODUÇÃO: 2017
DURAÇÃO: 1H55
ELENCO: Tom Cruise, Domhnall Gleeson, Sarah Wright, Jesse Plemons e Caleb Landry Jones.

Sabe quando você está assistindo algum filme e não consegue inseri-lo em um gênero? O diretor Doug Lima, responsável por filmaços, como SR. E SRA. SMITH, JUMPER e A IDENTIDADE BOURNE, une forças com Tom Cruise para contar uma história inacreditável com um pouco de humor, ação, suspense e drama, que, por incrível que pareça, pode te deixar triste no final. Faz sentido? Não sei, vamos conferir!

Barry Seal é um piloto de voos comercias frustrado e irritado com a rotina. Sua vida vira de cabeça para baixo, quando o governo descobre que em seus voos, ele fazia contrabando de charutos cubanos para dentro dos Estados Unidos. Para evitar ser preso, ele aceita trabalhar para a CIA, fazendo voos de reconhecimento pelos países da América Central.  Acaba sendo pego por traficantes e logo começa a trabalhar para eles. Porém, depois, o mesmo começa a trabalhar para a própria Casa Branca como informante e, ao mesmo tempo, trabalha transportando drogas. Sim, a vida desse sujeito é agitada e maluca como o próprio mesmo reconhece. Ele é conhecido como “O Gringo que resolve qualquer coisa”, e por incrível que pareça, essa história é baseada num fato real.

Começando pelo roteiro: aposto que, pela sinopse, você pode ter achado esse esquema confuso, mas fique tranquilo que tudo isso é apresentado no filme de maneira consistente. O seu envolvimento com a CIA é o mais abordado, faz sentido e consiste em muita coerência, ele é usado por todos e acaba que no final sempre ri por último. A trama chega a se aprofundar na sujeira que existe na politica americana, onde eles tentam se envolver nos assuntos de todos os países e quando não conseguem, fazem tudo por baixo dos panos, e é ai que entra o personagem do Tom Cruise.

É um homem ganancioso e sonhador, que jogou sua instabilidade e normalidade no lixo para poder se envolver com coisas que pouco compreende. O próprio personagem reconhece que é um otário por aceitar qualquer coisa sem ao menos compreender a missão e suas consequências. Por sorte ou ironia do destino, o mesmo sempre consegue se livrar dos maus bocados, até certo ponto. No final, ele pouco se arrepende de tudo que fez. O filme não tenta transformá-lo num vilão ou herói, porém deixa claro que mais sujos são os homens que o usaram a fim de atender seus interesses sem comprometer seus cargos.

O grande destaque do elenco é o próprio Tom Cruise, talvez o personagem mais feliz de toda a sua carreira. Tem muito carisma, sempre com um sorriso no rosto e extremamente tapado. O ator teve que engordar para viver seu personagem e entrega um desempenho muito competente. Este próximo ator, você deve conhecer pelo filme QUESTÃO DE TEMPO, Domhnall Gleeson. Ele vive o agente secreto da CIA responsável por bolar todos esses esquemas. Seu personagem é interessante pelo fato de parecer inofensivo, por causa de seu porte amigável, somado a um sorriso, usa e abusa a todo o momento do personagem principal, sempre com suas mãos limpas e seguras, caso tudo venha por água abaixo, outro desempenho excelente.

Outro ponto positivo do filme é em como ele foi filmado. O filme parece uma espécie de “Vlog”, o personagem principal, no futuro, nos conta todos os fatos, auxiliando, assim, o público nessa teia de tramas. A câmera usa uma técnica de espionagem, sempre filmando por trás dos atores, em ângulos escondidos e com muito foco e balanço, filmagens aéreas e em buracos no chão, dando para o espectador a sensação de que o personagem do Tom está sempre sendo vigiado de perto e que todos os seus passos estão sendo documentados. No começo essa técnica pode parecer um tanto estranha, mas no final acaba fazendo sentido e traz novidade/originalidade para a produção.

Um projeto um tanto arriscado por jogar na cara de muitos, coisas que as autoridades tentam enterrar. O filme também acaba fazendo, involuntariamente, um paralelo com a política do nosso país, onde o governo cria, por baixo dos panos, uma cortina de sujeira, e quem paga por tudo isso, somos nós. Uma das cenas mais impactantes, além do desfecho do protagonista, é quando o mesmo tem tanto dinheiro, tanto, que não tem mais lugar para guardar, acaba deixando tudo em bolsas, enterra, deixa em quartos escondidos e com o tempo todo esse dinheiro apodrece e se perde. Ai você pensa: poucos tem tanto, guardam para nada, enquanto grande parte do mundo vive na miséria, uma realidade horrível de se compreender.

Compartilhe este post:

Rafael Yagami

Cinéfilo compulsivo, amante de livros e musica. A leitura e os filmes sempre me ensinaram a confiar em mim e ter sonhos grandes e é com isso que me armo todos os dias para lutar pelos meus objetivos.

8 COMENTÁRIOS

  1. Rafael!
    Deve ser um filme carregado de ação e perigo, como os últimos filmes que Tom Cruise tem feito.
    Acredito que o público irá se identificar com a crítica social e econômica.
    Ao invés de cavar e esconder o dinheiro em bolsa, não era mais fácil alugar um depósito ou coisa do gênero?
    Desejo um final de semana maravilhoso!!
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eram quantidades enormes de dinheiro e o mesmo trabalhava muito, não tinha muito tempo para poder lavar o dinheiro e esconder num banco, mas sim o filme tem ação e não será um tédio para quem assistir!

      Excluir
  2. Olá, depois do intragável A Múmia, Tom Cruise tinha que estrelar um filme que evidenciasse seu talento e Feita na América consegue fazer isso, por meio de uma trama divertida mas ao mesmo tempo ciente do papel crítico que desempenha. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, um ator tão consagrado e talentoso merece um filme bom para poder brilhar e temos um caso desses aqui!

      Excluir
  3. Olá! Tudo bem?
    Amo Tom Cruise e sempre assisto os filmes que ele atua. Gosto muito de filmes de ação e muita adrenalina e vejo que este filme tem uma dose grande haha
    Vou assistir com certeza!
    Valeu pela dica :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um daqueles filmaços que passam despercebidos, se tiver oportunidade assista que com certeza vai gostar :)

      Excluir
  4. Com certeza um filme surpreendente, tanto pelas reflexões quanto pela escolha do mode de filmagem. Dica sensacional, esta anotada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de conferir quando puder, esse filme é bom demais pra ser esquecido rsrsrs

      Excluir