A GAROTA-CORVO

SINOPSE: Tudo começa em um parque da cidade de Estocolmo, onde o corpo de um menino é encontrado. A detetive Jeanette Kihlberg lidera a investigação, lutando contra um promotor apático e uma força policial burocrática que não quer dedicar recursos para resolver o assassinato de uma criança imigrante. Todavia, com a descoberta dos cadáveres mutilados de mais duas crianças, fica claro que um serial killer está à solta. A superintendente Kihlberg procura a psicóloga Sofia Zetterlund, uma especialista em recuperar crianças que sofreram violência, e as vidas das duas mulheres se entrelaçam de forma quase instantânea - profissional e pessoalmente. À medida que se aproximam da verdade sobre os assassinatos, as duas vão aos poucos perceber que os crimes escondem um mal subterrâneo que parece abraçar toda a sociedade sueca. - Erik Axl SUND - Editora COMPANHIA DAS LETRAS - 2017 - 584 páginas.

A GAROTA-CORVO foi lançado originalmente como uma trilogia. Porém, a Companhia das Letras optou por lançar as obras em um único calhamaço aqui no Brasil. Escrita pelos autores Jerker Eriksson e Håkan Axlander Sundquist, sob o pseudônimo Erik Axl Sund, a obra é um romance policial que se passa na Suécia e aborda temas bastante complexos e pesados.

Tudo começa quando cadáveres mumificados de crianças estrangeiras (torturadas e castradas) começam a ser encontrados em Estocolmo, iniciando investigações policiais lideradas pela superintendente Jeanette Kihlberg. Gradativamente, várias informações importantes são descobertas, guiando o leitor por situações extremamente inusitadas, dentre elas, a suspeita de que há um serial killer à solta cometendo crimes brutais. Posteriormente, conhecemos a psicóloga Sofia Zetterlund, uma personagem misteriosa que tornará a leitura ainda mais viciante com suas peculiaridades; ela entra na história ao auxiliar na terapia de crianças com histórico de violência.

Acompanhamos variados pontos de vista ao longo da leitura, alguns até mesmo desconhecidos para nós (temporariamente); para alguns pode ser bastante confuso, mas isso se mostra uma técnica brilhante dos escritores de sempre terem mais uma carta na manga para surpreender o leitor. É normal ficar um pouco perdido nas primeiras páginas, mas, aos poucos, nos acostumamos com o estilo de escrita e pegamos o jeito. A leitura exige bastante atenção, principalmente aos detalhes. É um livro denso e obscuro que mergulha na mente humana, nas mais doentias, e mostra o quanto o ser humano pode ser cruel. Aborda temas delicados, como: violência, machismo, (muita) pedofilia, corrupção, incesto e vingança. Confesso que alguns trechos me deixaram enojada e com grande mal estar (apesar de não haver muito detalhamento nas cenas de assassinatos/abusos/violência, são assuntos fortes).

Esse é aquele tipo de livro viciante, muito bem escrito, que contém várias reviravoltas, de forma que a história não fica sobrecarregada. Claro que, inicialmente, fiquei assustada com o tamanho dessa edição, mas quando iniciei a leitura, fiquei bastante surpresa com a forma inteligente que os autores conseguiram encaixar tudo. A narrativa envolve múltiplos acontecimentos (em diferentes locais e épocas), de forma que tudo esteja interligado e o desfecho de todo o quebra-cabeça seja surpreendente.

Achei incrível a forma como Sund evidencia a força feminina e suas várias posições na sociedade moderna. As duas protagonistas, Jeanette e Sofia, são personagens incríveis que têm uma construção bastante sólida. Kihlberg tem uma profissão predominantemente masculina, compondo a terceira geração de policiais de sua família, sendo a única mulher; é mãe e esposa, sendo que é ela quem trabalha fora para sustentar a todos, enquanto o marido é um artista que cuida da casa e do filho do casal; e como qualquer pessoa, ela tem sua vida pessoal, conflitos familiares e problemas no trabalho. Fica bastante evidente o quanto as mulheres são fortes e precisam lutar diariamente para garantir seu espaço social com toda a cobrança, machismo e adversidades. 

Sobre a edição lançada pela Companhia das Letras, é enorme (com quase 600 páginas), o que torna bastante complicado carregá-lo na bolsa; achei a capa horrível e pouco representativa; e a fonte é pequena. Mas, por incrível que pareça, finalizei a leitura bem mais rápido do que eu esperava porque me prendeu bastante, estava louca para descobrir o desfecho de tudo. Indico A GAROTA-CORVO para os amantes de romances policiais pesados e complexos, que não tenham medo de encarar um calhamaço.



Compartilhe este post:

Sara

Mineira, bookaholic e futura fisioterapeuta. Sou apaixonada pela vida e por tudo que ela nos oferece. Ler, viajar, conversar, dançar, comer e dormir são algumas das coisas que mais amo.

34 COMENTÁRIOS

  1. Gostei bastante da resenha!! Esse tipo de trama me chama muita atenção, já quero ler esse livro!! Imaginei um filme na minha cabeça com essa história , apesar do tema pesado, parece ser bastante envolvente, o tipo de livro que quando começamos a ler não dá mais vontade de parar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karina! Que bom que gostou. Vale a pena fazer a leitura. Beijos.

      Excluir
  2. Desde que eu li a Trilogia Millenium, romances policiais também suecos, venho me interessando bastante pela literatura de lá, visto que sempre são sensacionais - e pesados. Eu ainda não tive o prazer de ler A garota corvo, mas está no topo da minha lista, quero muuuuito!
    Adorei a sua resenha e compartilho de sua opinião: a capa é horrível, rs!

    Beijocas,
    Fabi
    pausaparapitacos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fabi! Algumas pessoas comparam muito "A garota corvo" com a Trilogia Millenium, mas nunca li a trilogia para poder me posicionar, e há pessoas que digam que eles não têm quase nada em comum. Que bom que gostou da resenha. =) Beijos.

      Excluir
  3. Oi Sara, a história parece ser longa e impactante, os casos envolvendo crianças mumificadas e castradas já me deixaram incomodada lendo a resenha e assim acho que infelizmente eu não iria conseguir aproveitar a leitura como ela merece. Mesmo não sendo o meu gênero favorito, achei a resenha muito boa e imagino que a história deve agradar a quem curte o gênero e consegue lidar com todos os temas polêmicos e as cenas em que eles são abordados durante a investigação e achei legal a importância que a mulher ganha na história, através das protagonistas, mostrando força e diversas facetas.
    Eu achei a capa bem estranha, mas tava pensando que tinha algo a ver com o contexto, não tendo pra mim só é estranha rsr.

    Ótima resenha :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lili! Fico feliz que tenha gostado da resenha. A história é pesada mesmo, indico para fãs de temas polêmicos e crueldade nos livros. Beijos.

      Excluir
  4. Essa capa é horripilante. O olhar sa garota é de dar medo.
    Não me assusto com calhamaços (exceto de Os miseráveis), mas suspense policial me assusta. E os temas abordados nesse livro realmente são pesados (mas dependendo da maneira que os autores abordaram, são temas necessários) e eu ficaria como você, enojada.
    Não é uma leitura que eu sinta vontade de fazer, mas a resenha ficou muito bem escrita. Pra quem gosta do gênero, é uma boa opção.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ludyanne! A capa é bastante feia, mas é realmente impactante, confesso que tive pesadelos com esse olhar hahaha. Eu tenho um certo problema com calhamaços, mas esse me surpreendeu muito, é muito envolvente e me permitiu ler super rápido. Fico feliz que tenha gostado da resenha. Beijos.

      Excluir
  5. Adoro esse tipo de livro que aborda temas delicados e incríveis. Pedofilia, machismo, abuso, etc. São temas que devem ser sempre discutidos para que possamos diminuir até que se acabe por completo. Além de mostrar a força da mulher. Adorei a resenha. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa! Eu também aprecio muito livros que abordam temas complexos de forma inteligente. Fico feliz que tenha gostado da resenha. Obrigada. =) Beijos.

      Excluir
  6. Sara!
    O problema das comparações é este, vamos com uma expectativa muito alta para a leitura e no final, ela poderia te sido ainda melhor.
    Na verdade gosto muito de thrilers do tipo, onde é abordado o lado psicológico do meliante e onde tem muita tensão e mistério em torno de quem anda cometendo os crimes.
    Claro que quero conferir.
    Desejo uma ótima semana produtiva!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rudynalva! Esse livro foi uma grande surpresa para mim, não me deixei influenciar pelas comparações. Obrigada. Beijos.

      Excluir
  7. Fiquei completamente chocada com a quantidade de páginas que este livro possui, ainda mais em relação em retratar um assunto tão denso, complexo e polêmico, mas que no entanto a forma como o autor conduziu a trama de maneira tão envolvente, e bem desenvolvida ao ponto de fazer que a leitura seja rápida e fluida. Quero muito ler está obra, para poder conhecer mais a fundo o conteúdo abordado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lana. É um livro grande e com temática muito pesada, mas vale a pena ler. Beijos.

      Excluir
  8. TOP COMENTARISTA!!!
    Gostei bastante da resenha,
    fiquei curiosa sobre a historia porque
    gosto de romances policiais(bem na verdade gosto
    de qualquer romance kkk) mais com certeza vou ler.
    Não gostei muito da capa achei estranha mais o que importa é a historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jessica! Que bom que gostou da resenha e se interessou pela obra. A capa é realmente feia ahahha Beijos.

      Excluir
  9. Gosto de livros com histórias envolventes, e com reviravoltas, simplesmente não tive como não ficar muito curiosa e ansiosa para ler este livro após ler sua resenha e seus diversos comentários positivos sobre este livro, pretendo ler A Garota Corvo em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariele. É um livro fantástico, vale a pena. Espero que goste. Beijos.

      Excluir
  10. Olá, apesar de ser um suspense policial genérico, a forma com a qual os autores conduzem a história se mostra original e a generosa dose de empoderamento feminino deixa a obra ainda mais atrativa. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alison. Apesar do livro seguir essa linha policial envolvendo serial killers, achei a trama muito original devido à forma que foi criada. Beijos.

      Excluir
  11. Olá! Tudo bem?
    Eita que esse livro deve ser muito louco! Gostei muito da premissa do livro, gosto de livros assim que prende o leitor e que a historia vai se encaixando aos poucos. Amei demais sua resenha, bem detalhada.
    Adicionei o livro na minha listinha e espero lê-lo em breve!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Franciele. Tudo bem e você? Fico feliz que a trama tenha te agradado e que tenha gostado da resenha. =D Boa leitura. Beijos.

      Excluir
  12. Você disse serial killer?!
    Já quero!
    Adoro livros de suspenses, policiais...
    Gostei bastante da premissa e da resenha.
    O fato de ter várias reviravoltas já me deixa ainda mais interessada.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samanta! Também adoro obras com serial killers hahaha É uma ótima leitura. Beijos.

      Excluir
  13. Olá Sara, tudo bem?
    Muito interessante o fato de a trilogia ser publicada em um livro só. Apesar de ser um grande calhamaço, evitamos a espera pelo lançamento do segundo e terceiro livro. Para quem está ansioso para concluir a leitura, é um prato cheio!
    Quanto a estória, achei um pouco pesada pelo fato de envolver crianças, mas a premissa é muito boa. Gosto muito de leituras de suspense que nos fazem imergir na narrativa. Parece que entramos na leitura e na mente das personagens. Tendo pontos de vista diferentes, o livro mostra a realidade e os pensamentos de cada um.
    Com certeza vai para a minha lista de desejados, fiquei curiosa para conhecer as reviravoltas desta narrativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patricia. Tudo bem, e você? É um ótimo livro, apesar de ter temas tão pesados e ser um calhamaço. Espero que goste. Boa leitura. Beijos.

      Excluir
  14. Oi! Apesar de amar o gênero, não sei qual seria minha reação ao ler tentos assuntos pesados em um livro só. Que bom que as protagonistas são super fortes e que a leitura foi rápida pra ti, apesar do tamanho da edição. Não sei o que esperar do livro, mas anotei a dica! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabriela. É uma leitura difícil, que exige atenção, mas vale a pena. Tive pesadelos com a história kkkkkk Beijos.

      Excluir
  15. Parece ser um livro muito bom, mas muito carregado também, eu acho que para mim seria bem complicado essa leitura, pararia muito e daria as minhas pausas de semanas rsrs, as vezes quando o livro é muito pesado (deixa a mente meio louca) eu gosto de dar essa pausa, acho que faz bem, se não eu termino o livro e fico mirabolando sobre ele.
    Mas gostei da história, eu gosto desse gênero de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jessica. Entendo seu ponto de vista, mas para mim essas pausas não funcionam, porque a história é muito densa e cheia de detalhes e, ficar semanas sem ler me faz esquecer muita coisa. Li a obra bem rápido apesar de ser um calhamaço. Beijos.

      Excluir
  16. Oi Sara ;)
    Já imaginava que o livro fosse extenso em número de páginas, porque os assuntos abordados são bem pesados e tinha ouvido falar que é parecido com saga Millenium.
    Adoro personagens fortes, principalmente femininas, e é ótimo que esteja presente no livro. Ainda bem que a literatura está crescendo nesse sentido.
    Adoro romances policiais, mas não me recordo a última vez que li algo pesado no gênero. É difícil continuar a leitura com cenas carregadas no decorrer da história.
    Que bom que o autor resolveu colocar em um livro só. Assim evitamos a espera pelos próximos.
    Obrigada pela indicação ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nayane. Alguns leitores fizeram essa comparação com a saga Millenium, também ouvi comentários, mas logo em seguida vi pessoas dizendo que não são nada parecidos hahahaha Mas, como nunca li a saga para comparar, não posso me posicionar. Achei fantástica essa criação das personagens fortes pra obra, ainda mais por serem autores homens. Acredito que você gostaria do livro. Beijos.

      Excluir
  17. Eu adoro livros que trazem esse "peso" em suas páginas. Sou meio avessa com cenas assim, no cinema, por exemplo. Mas na literatura? Adoro!
    Criar na imaginação é uma coisa que não abro mão.
    E ao contrário de você, adorei a capa sombria..rs
    Foi a primeira resenha que li sobre o livro e já quero para ontem. Crimes, suspense e mistério são prato cheio para os amantes do gênero, como eu!
    Livrão, literalmente!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Eu também tenho um certo problema com temas pesados em filmes (as cenas me chocam muito), mas adoro isso nos livros (minha imaginação me direciona melhor). Achei essa capa horrorosa e nada a ver com a narrativa hahahah Mas que bom que gostou. Boa leitura. Beijos.

      Excluir