PEQUENAS GRANDES MENTIRAS

SINOPSE: Com muita bebida e pouca comida, o encontro de pais dos alunos da Escola Pirriwee tem tudo para dar errado. Fantasiados de Audrey Hepburn e Elvis, os adultos começam a discutir já no portão de entrada, e, da varanda onde um pequeno grupo se juntou, alguém cai e morre. Quem morreu? Foi acidente? Se foi homicídio, quem matou? Pequenas grandes mentiras conta a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada - Liane MORIARTY - Editora INTRÍNSECA - 2015 - 400 páginas.

As pequenas mentiras são as piores mentiras. Por quê? Porque elas passam mais facilmente por verdades. Por isso o título da obra de Moriarty, PEQUENAS GRANDES MENTIRAS, não poderia estar mais condizente com a história, uma vez que as verdades que as personagens principais escondem, levam, aos poucos, as vidas delas para a beira do precipício.

Esse pequeno parágrafo pode induzir você a pensar que elas fazem isso por algum deslize, ou falta de caráter ou algo do tipo. Não, é uma conclusão errada. O que elas escondem é o mesmo que milhares de mulheres e crianças, que vivem na vida real, também escondem. Em algum ponto, você irá se identificar, ou identificar alguém que você conhece.

Madeline é casada pela segunda vez e tem três filhos. Aos quarenta anos, começa a ter um vislumbre do medo da velhice. Abigail, a filha adolescente, é rebelde e é fruto do primeiro casamento. A relação de Madeline com o ex-marido é conflituosa, principalmente com Bonnie, a atual esposa dele, e pelo fato de Abigail ter um comportamento mais amigável com o pai. Abigail esconde algo da mãe, mas Madeline também esconde algo do marido atual.

Celeste tem um casamento perfeito com Perry, além de ser mãe de dois meninos gêmeos, Max e Josh. Perry viaja muito, mas sempre tenta estar disponível para Celeste, além de ser um pai dedicado e preocupado. Celeste é linda, inteligente, invejada por quase todas as mulheres. Mas atrás do casamento perfeito, existe algo de errado entre Celeste e Perry. Algo assustador. Algo que um dos filhos assiste de vez em quando.

Jane é jovem, mãe solteira de Ziggy, que foi fruto de uma relação de apenas uma noite. Jane se muda para a cidade onde Madeline e Celeste vivem, procurando uma forma de melhorar de vida e poder colocar o filho em uma escola de boa qualidade. Jane é decidida, simples, totalmente focada na educação do filho. Mas Jane esconde algo em seu passado, algo que a persegue e a assombra de noite com pesadelos.

Então, temos mais duas personagens que, embora não sejam as principais, também são centrais na história: Renata, uma mulher bem-sucedida, rica, mãe de Amabella (com M); e Bonnie, a esposa do ex-marido de Madeline, mãe da pequena Skye.

Madeline e Celeste são amigas, e Jane conhece Madeline por acaso, em um pequeno acidente. As cinco colocam os filhos na mesma escola. No primeiro dia, Ziggy é acusado de agredir a filha de Renata, ele nega, e não há provas, apenas a palavra da menina assustada. A partir desse incidente, começa uma guerra entre Madeline, Celeste, Jane, contra Renata e os restantes pais, que vai culminar em um assassinato.

A obra é narrada em terceira pessoa, e ao fim de cada capítulo, existem depoimentos de várias pessoas, conhecidas na história, ou não, contando a versão delas sobre as cinco mulheres e sobre os acontecimentos que levaram até aquela noite fatídica da morte de alguém para a polícia. Os únicos personagens que não aparecem nesses depoimentos, são as cinco mulheres. Então, o leitor fica, desde o início, na dúvida sobre qual delas poderá ter morrido. Ou não.

Entretanto, o crime não é a força motora da história, pelo contrário, serve apenas como adereço, porque o verdadeiro interesse que pega o leitor pela mão e o carrega pelas páginas, são os segredos que cada uma das personagens esconde. Eles são revelados aos poucos, sem pressa, através de pequenos detalhes que vão aumentando, aumentando, até que o leitor consegue compreender e confirmar o que está realmente acontecendo na vida de cada uma delas.

PEQUENAS GRANDES MENTIRAS é uma obra importante, principalmente em uma época em que se discute tanto sobre machismo e violência contra a mulher. A autora consegue passar com clareza a confusão e a dificuldade que muitas esposas, namoradas ou garotas solteiras enfrentam diariamente, e como o sexo masculino se comporta diante delas. Mas a autora não grita apenas apontando o dedo para a ferida, ela cutuca e mostra possíveis soluções, ela não é passiva, ela faz as personagens terem atitudes que incentivam mulheres em situações semelhantes a fazerem o mesmo.

Como se isso já não fosse suficiente para tornar o livro obrigatório, incrível, a autora vai mais longe: ela mostra como as mulheres conseguem comandar uma família e uma profissão de uma forma que a maioria dos homens não consegue, ou sofrem horrores para conseguir. Como eles tentam, e, na maioria das vezes, conseguem, amedrontar e forçar aquilo que desejam pela força bruta ou pela ameaça física. Como um distúrbio psicológico, que se não for tratado, pode destruir uma relação e influenciar crianças, que não compreendem o que está acontecendo. E como essas mesmas crianças, por não compreenderem, começam a repetir, achando que não estão fazendo nada de errado.

PEQUENAS GRANDES MENTIRAS é um livro extremamente bem escrito e com uma narrativa pulsante e emergente. Ele é minucioso nos detalhes, não na descrição, mas nos diálogos e nos comportamentos de cada personagem. Ao final, quando descobrimos quem morreu, e da forma que morreu e porquê morreu, testemunhamos não apenas a conclusão de uma história, mas como pessoas ligadas pela cumplicidade dos problemas da vida, e de um gênero sexual que sofre constantes abusos, conseguem ser fortes e unidas quando a necessidade impõe.

Na próxima terça-feira, sai a resenha da série baseada no livro. Já adianto que ela consegue ser bem fiel e tão, ou mais, incrível. Existe algo em PEQUENAS GRANDES MENTIRAS, um dos segredos, que está sendo mal interpretado por muitas pessoas. Pensei em discutir isso nesta resenha, mas vou deixar para quando falar da série, uma vez que essa interpretação errônea é feita em comparativo com o livro. Não percam!

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

16 COMENTÁRIOS

  1. Caramba!! Mais um livro que necessito ler. Carl, que resenha 👏👏 no início fiquei confusa, mas foi com relação aos personagens. Mas depois consegui pegar o fio da meada e entender. Livros assim são essenciais para um longo debate sobre assuntos que foram abordados na obra, como violência, machismo, etc. Já li resenhas e sinopse deste livro é acredite, Pequenas grandes mentiras me instigou. Com toda certeza irei ler e mais, com certeza irei gostar.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da história desse livro!! É marcante e bombástica, fiquei com muita vontade de ler e descobrir os mistérios que envolvem essas mulheres. As mulheres tem muita garra apesar de sofrerem abusos até hoje, acho que a nossa personalidade forte nos faz dominar mais ainda esse mundo, onde conseguimos fazer diversas tarefas ao longo do dia.

    ResponderExcluir
  3. Caramba!!!
    Preciso ler este livro,só posso afirmar isso.
    Amo séries e sem sombra de dúvidas, Big Little Lies foi uma das melhores séries que vi este ano e recomendei para muita gente. Um time de atrizes fantásticas e um enredo que só quem já viu, pode entender!
    Surpreendente como tudo vai se encaixando e literalmente, nos deixando de boca aberta diante das cenas.
    Vou aguardar a crítica da série!
    Quanto ao livro, quero e preciso ler.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Carl, sempre que leio resenhas desse livro encontro leitores satisfeitos e super empolgados com as mensagens que o livro trás e gostei da resenha, ainda não li o livro, mas ele se encontra na lista dos que quero ler assim que possível ($$$). Achei o fato do livro não só falar do problema, mas apresentar soluções e alternativas muito interessante e vou aguardar ansiosa a resenha da série ;)

    ResponderExcluir
  5. Olá Carl, que livro, hein?
    Me apaixonei pela escrita da autora em "O segredo do meu marido", achei uma narrativa fascinante.
    Os tópicos levantados aqui, como a violência contra a mulher, são bastante atuais e polêmicos, e o livro traz isto à discussão, levando o leitor a analisar tais tópicos. A força da mulher ao comandar várias coisas também é bastante importante.
    Fiquei muito curiosa para descobrir os mistérios do livro. Ainda não conheço a série, mas pretendo fazer a leitura primeiramente.

    ResponderExcluir
  6. Tenho este livro já faz um certo tempo, e por estas resenhas incríveis, e que me faz querer ler está obra, para que eu possa desvendar este mistério em torno destas mulheres, e o que e mentira ou verdade. Acredito que nos mulheres temos muito em comum, por isto vai ser fácil nos identificarmos em certos momentos, ou até mesmo conhecer alguém que já passou pela mesma situação. Acredito que será uma leitura prazerosa, que vai me prender do começo ao fim.

    ResponderExcluir
  7. Olá, depois da popularidade alcançada pela adaptação, fiquei muito curioso para lera obra original. Pela resenha vejo que Pequenas Grandes Mentiras deve ficar no topo da minha lista de desejados, tamanho o talento da autora em conduzir um mistério cheio de críticas e reflexões. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Primeiramente: Que resenha show, Parabéns!

    Acho importantíssimo livros que abordem a representação feminina, dando enfase em problemas tão presentes em nossa sociedade.
    Esse já vai para a lista de desejados.

    ResponderExcluir
  9. Carl!
    O livro parece ter um plot interessante, onde as pequenas mentiras podem trazer uma realidade escondida e totalmente inesperada.
    E gosto de livros que trazem personalidades complexas e adversas, bem como temáticas que podem ser questionadas e que de certa forma, nos colocam para pensar.
    Semaninha de muita luz e paz!
    “Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir.” (Johann Goethe)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  10. TOP COMENTARISTA!!!
    O enredo do livro é bem interessante. Acho bem legal
    livros que falam sobre as mulheres que conseguem
    comandar uma família e ter uma profissão de forma
    que a maioria dos homens não consegue e ainda assim
    sofrem preconceito e discriminação. Mais as mulheres
    ainda assim conseguem se superar. Esse livro já está
    na lista de leitura.

    ResponderExcluir
  11. Já li diversos comentários referentes a este livro, e ele está a um tempo em minha lista de leituras.
    Seus comentários positivos referentes a este livro, acabaram me deixando ainda mais ansiosa para ler ele, realmente parece ser um livro muito bem escrito, achei muito interessantes diversos assuntos abordados pela autora neste livro, pretendo ler Pequenas grandes mentiras em breve.

    ResponderExcluir
  12. Assisti a série assim que saiu na HBO, fiquei intrigada com a série por ter atrizes famosas, como a Reese Witherspoon, Nicole Kidman e Shailene Woodley, gostei muito da série e ouvi dizer que é mesmo muito fiel ao livro. Estou bem curiosa para ler

    ResponderExcluir
  13. Esse livro parece ser muito bom! Se seguir no ritmo igual o da série foi ficar extremamente feliz! <3 A série é maravilhosa, principalmente pela atuação das atrizes. Reese faz uma Madeline perfeita.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Carlos!!
    Parabéns pela resenha sem dúvida desperta é muito a curiosidade de todos que leem!! Acho essa estória bem interessante, assisti o primeiro episódio da série e já na primeira cena já chama atenção para a estória!! Certamente esse livro já faz parte da minha lista de compras!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  15. Louca para ler esse livro! Gostei muito que a autora quis abordar em torno das personagens e dos segredos de cada uma. Gostei que ela abordou a personalidade e falou sobre temas que estão sendo falados agora devido ao destaque maior da mulher graças aos movimentos atuais.
    Estou louca para ler a série. Espero gostar demais e me surpreender com ela.
    Obrigada pela indicação ;)

    ResponderExcluir
  16. Oi! Já ouvi falar da série, mas não sabia que ela tinha sido originada graças ao livro, e também não tinha ideia do que se tratava. Achei bem legal o fato dela abordar temas como violência contra a mulher e por possuir bastante representatividade feminina. Espero conseguir ler em breve. Beijos

    ResponderExcluir