COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS

SINOPSE: Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa. Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa. Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual. É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss - Julia QUINN - Editora ARQUEIRO - 2017 - 320 Páginas.

COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS é o segundo livro da duologia AGENTES DA COROA, da diva Julia Quinn, você pode conferir a resenha do primeiro livro, clicando (AQUI).

Elizabeth Hotchkiss é órfã e tem a grande responsabilidade de criar seus três irmãos mais novos: Susan, Jane e Lucas. Ela, desde cedo, aprendeu que nada caí do céu e sempre batalhou para manter sua família unida, mesmo que para isso ela tivesse que se casar e abrir mão de sua liberdade.

Lizzie é dama de companhia da Lady Danbury, o temor da sociedade na série os Bridgertons. Lady Danbury é uma senhora que coloca à prova a sanidade de qualquer pessoa, porém é um amor quando quer ser, e por isso ganhou o coração de muitos em suas aparições.

James é o marquês de Riverdale e sobrinho da condessa, ele é requisitado por ela para descobrir a identidade de um chantagista, que ameaça expor um grande segredo do seu passado. Ele então finge ser o administrador de sua tia, para descobrir quem teve a ousadia de chantagear uma mulher como ela, e seu primeiro suspeito (ou seria suspeita?), é justamente a Elizabeth Hotchkiss.

Lizzie sabe que precisa ser casar, porém tem que ser um homem rico, afinal, ela tem três irmãos para sustentar. Quando ela descobre o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, resolve levá-lo para casa. Incentivada por sua irmã, ela pretende pôr os conselhos em prática com o novo administrador da Condessa.
"Eles não poderiam ser uma família típica – afinal, eram apenas os quatros, órfão havia anos –, mas o clã dos Hotchkisses era especial. Elizabeth se comprometera a manter a família unida cinco anos antes e jurava que não seria um problema financeiro que os afastaria agora."
Elizabeth é uma mulher que intriga James, principalmente pela maneira que lida com sua tia, qualquer um se encolheria em seu lugar, não ela. Porém, enfrenta tudo de cara e responde à Condessa na mesma moeda. Quando ele descobre o livrinho e seus planos de conquistar um homem rico, revolve ajudá-la, deixando-a praticar com ele, pois assim estará mais perto dela e de descobrir se é ou não responsável pela chantagem, no entanto ele não esperava se apaixonar e agora não resta outro caminho, ela tem que se casar com um marquês.

Se eu estava apaixonada pela escrita da autora no primeiro livro, agora eu posso dizer que ela sabe o que está fazendo e que não é àtoa que ela é minha autora preferida do gênero. A narrativa do livro é leve e bem divertida, sua escrita é extremamente fluída, do tipo que você lê e não ver o tempo passar.

O livro é narrado em terceira pessoa, e alterna em ambos os pontos de vista, o que para mim foi incrível, porque pude entender de maneira mais clara o que estava acontecendo. Apesar de ter uma narração um pouco mais descritiva, o livro não se tornou maçante em momento algum.

Os personagens foram incríveis, ambos muito carismáticos e divertidos, mas sem perder a sua força. James foi um personagem que me conquistou desse o primeiro livro, pela sua maneira de sempre ver o lado bom das coisas. Ele, assim como a Lizzie, tem seus problemas e traumas do passado, no entanto, quando abriu seu coração, mostrou que ele estava disposto a dar uma chance para o amor e que poderia ser verdadeiramente apaixonante.
"Só o fato de imaginá-la com outro homem o fazia sentir-se fisicamente mal, então não conseguiria levar adiante por muito mais tempo aquela farsa de encontrar um marido para ela. Não quando, cada vez que a via, sentia-se quase fora de si, tomado pelo desejo de arrastá-la para um local reservado e possuí-la."
Lizzie tem um estereótipo que não gostei muito, que é o fato de que ser muito desastrada, porém a maneira como a autora abordou isso, tornou a leitura ainda mais divertida. Eu a admirei bastante, sua força e caráter e, em especial, pelo amor que demostrou ter pelos seus irmãos.

Os personagens secundários ganharam meu coração, em especial Lady Danbury, que tem uma língua ferina e que mostrou amar muito seu sobrinho e sua dama de companhia. Eu confesso que já estava com saudade de seu humor negro e de seu senso crítico, ela roubou diversas cenas e issos para mim, foi incrível.
"Elizabeth reprimiu um murmúrio e voltou para a cadeira de espaldar alto. Gostava de lady Danbury. De coração. Na verdade, ansiava pelo dia em que poderia usar a idade como desculpa para exibir a franqueza que era marca registrada da condessa."
COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS traz uma mensagem muito bonita sobre a importância da família e do amor, e sobre todos os sacrifícios que fazemos pelas pessoas que amamos. Enfim, esse foi um livro envolvente, que ganhou um espaço muito grande no meu coração e só tenho uma coisa a dizer, que pena que acabou.

Recomendo essa duologia, com toda certeza.

Compartilhe este post:

Marlene Conceição

Meu nome é Marlene, moro em São Paulo, sou apaixonado por livros, leio conforme meu humor, não tenho um gênero literário definido, gosto de tudo um pouco, irei cursar faculdade de Medicina, amo séries e filmes.

17 COMENTÁRIOS

  1. Acredito que Julia conseguiu arrebatar uma legião de fãs, crescendo junto com eles. Não é só o fato dos romances de época, mas ela conseguiu colocar valores e também bom humor em seus livros mais recentes. E isso é admirável!
    Amo as letras da autora e mesmo ainda não tendo a oportunidade de ler estes dois livros, quero muito poder fazer em breve!
    Mulheres à frente do seu tempo, ela sempre pregou isso com maestria!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Marlene!
    Eu tenho o primeiro livro da duologia, mas ainda não li, sendo da Júlia Quinn já sei que vou me apaixonar. Sobre essa resenha: amei ... É literalmente um livro de como se casar com um marquês, confesso que ri mto com isso. A história mantém aquele clichê romântico que eu amo, e os personagens são interessantes, principalmente o marquês. Também acho a escrita da autora leve e divertida, por isso me encanta. Estou doida para comprar já, e ler a duologia!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Tem a Lady Danbury! Só por isso já leria o livro xD
    Mas tá aí outra história bem fofa da autora. Gosto de como ela escreve e faz seus personagens e esses tem seus dilemas, seus problemas pra resolver e sentimentos e coisas assim que chamam atenção. A garota com a necessidade de casar, o mocinho que tem seus problemas no passado e esse fascínio pela mocinha e como é o envolvimento dos dois, o tom divertido e as personalidades...todas essas coisas que a gente já conhece com livros da autora e ama.
    Com certeza é mais um dela que quero ler e acho que vou gostar ^^

    ResponderExcluir
  4. Marlene que lindo!
    Resenha, enredo, capa e escrita lindas!!
    Morro de vontade de ler livros da autora, estou aguardando uma oportunidade...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Adoro o trabalho da JQ e estava ansiosa para ver esse livro publicado aqui no Brasil, ainda bem que a editora não demorou muito para lançar, a capa está linda e é ótimo poder rever a maravilhosa Lady Danbury, garantia de boas risadas.

    ResponderExcluir
  6. Oii Marlene!

    Infelizmente, não conheço essa duologia, mas me interessei muito pela resenha descrita, gosto de livros que tragam os valores que fazem falta hoje em dia o amor pela família e amor pelas pessoas. Irei incluir na minha lista de livros.

    Parabéns pela resenha!
    ;)

    ResponderExcluir
  7. Os livros são bem comentados, ainda não li nenhum, mas só pela premissa já achei interessante. A personagem principal Lizzie parece ter personalidade forte, que corre atrás do que quer, pois quer ajudar a família, que é uma coisa bem bacana. Que bom que nessa jornada ela encontra o amor, de forma inesperada, o que torna a história ainda mais envolvente.

    ResponderExcluir
  8. Olá Marlene, tudo bem?
    Tive a oportunidade de ler "Como agarrar uma herdeira" no mês passado e gostei bastante. Foi minha primeira experiência com Julia Quinn, e curti a escrita da autora.
    Neste livro, a narrativa continua leve e divertida, parece ainda descrever algo que faltava ao primeiro livro, como o amor à família e o sacrifício que fazemos por quem amamos.
    Gostei bastante da descrição dos personagens, inclusive os secundários. O livro já está na minha meta de leitura deste ano, e com certeza a duologia se tornará uma das minhas favoritas!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Nunca li os livros da Julia Quinn e não tenho aquela vontade louca, mas se chegar um dia em que não tenha nada para ler, com certeza coloco na lista essa duologia. Adorei a resenha e como mostra o sentido do livro. Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Por ser uma série um pouco mais longa, ainda não comecei a ler, mas parece ser uma série incrível e que vai muito além do romance <3 Quero poder ler todos os livros em sequência e de forma mais rápida, pois tenho certeza que quando começar a ler a série, não paro mais até terminá-la, sem contar que as capas são lindas demaiss

    ResponderExcluir
  12. Marlene!
    Fiquei feliz em saber que esse exemplar é ainda melhor do que o primeiro, mais irreverente e hilário.
    James e Elizabeth devem bem dar o tom do clima sexual entre eles, sem contar com os trechos engraçados.
    Gosto demais da autora.
    “ Lança o saber e não terás tristeza.” (Lao-Tsé)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  13. Olá, é inevitável que Julia Quinn sabe muito bem como escrever um romance de época. A escrita da autora é simplesmente viciante, e o fato de a mesma sempre caracterizar muito bem os personagens secundários torna a leitura de Como se Casar Com um Marquês ainda melhor. Beijos.

    ResponderExcluir
  14. OOi! Recebo ótimas recomendações sobre os livros de Julia Quinn, eu tenho vontade de ler pois ela parece envolver o leitor na história , fazendo com que acontecimentos prendam a nossa atenção do começo ao fim , a leitura não parece ser monótona!! Já quero, valeu!!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Marlene!!
    Adoro os livros da Julia Quinn e estou muito feliz que muito em breve vou ler essa duologia!!! Sem dúvida vou amar mais essa estória incrível dela! Amei a resenha.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  16. Oi Marlene!
    Preciso começar dizendo que nunca me interessei pelos livros da Julia Quinn,mesmo recebendo tantas recomendações. E que eu não consigo gostar de romance de época.
    No mais, parabéns pela sua resenha , ela esta muito bem escrita.

    ResponderExcluir
  17. Sou completamente apaixonada pelos livros da Julia Quinn.
    Quando descobri essa duologia me sent na obrigação de ler e como era de se esperar me apaixonei pela história.
    Lady Danbury a melhor coadjuvante que você respeita.
    Julia Quinn também é minha autora preferida do gênero Romance de Época.

    ResponderExcluir