MINDHUNTER

SINOPSE: Dois agentes do FBI expandem as fronteiras da ciência criminal nos anos 70 com um perigoso mergulho no universo da psicologia.TEMPORADAS: 1
EPISÓDIOS: 10
GÊNERO: Crime/ Drama/ Thriller
DURAÇÃO: 55 minutos
ANO DE LANÇAMENTO: 2017
CANAL: Netflix

MINDHUNTER é uma série baseada no livro homônimo de John Douglas e Mark Olshaker. Este foi inspirado em relatos do próprio Douglas, um dos mais importantes agentes na história do FBI, pioneiro na utilização e esboço de perfis psicológicos de criminosos perigosos.
"Como antecipamos os loucos, se não sabemos como loucos pensam?"
Holden Ford (Jonathan Groff) é um agente do FBI que atua na negociação de reféns. Com o acesso a muitos casos perturbadores, fica curioso para saber como funciona a mente de assassinos tão cruéis, e quem sabe, assim, apoiado nisso, encontrar algo que facilite capturá-los.

Para isso, ele entrevista vários assasinos e tenta encontrar pontos em comum para montar um perfil psicológico que possa rastrear e prender outros. E quando consegue começar a desenvolver esse estudo, conta com a ajuda de Bill Tench (Holt McCallany) - outro agente - e Wendy Carr (Ann Torv).
"Como funciona a mente de uma serial killer?"
A velha tática de conhecer o inimigo se faz valer aqui. Com nada mais que jogo do que palavras e um gravador, esses agentes conseguiram grandes avanços contra os seriais killers - que ainda nem eram chamados assim.

Fica óbvio o quanto eles se doam em prol da pesquisa - poucos são os momentos em que ela não é o foco - e a enxurrada de fatos perturbadores, mostra o quanto a história não foi leve fora da TV.

Quanto à adaptação, os assasinos e seus atos foram fielmente retratados, enquanto a vida dos protagonistas se mesclam com um pouco de ficção. Os crimes não são mostrados explicitamente, mas por meio de arquivos e descrições - feitas pelos próprios assasinos -, trazendo algo de original ao enredo. Quem espera por cenas chocantes, pode se decepcionar.

A atuação, principalmente dos assassinos, é um ponto a mais. E em alguns momentos, a sensação que temos é que a história deu voltas e continua no mesmo lugar.

Pensar que alguém teve a coragem de estudar os piores homicidas, e que isso felizmente teve um grande valor anos depois, é bastante interessante. Válido tanto para quem curte séries policiais, quanto psicologia. 

Renovada para a segunda temporada, mas sem previsão.

Compartilhe este post:

Maria Luiza

Paraibana, apaixonada por séries de super-heróis (sempre disposta a discutir teorias), livros, química, poesia, músicas antigas, coisas verdes e palavras difíceis.

7 COMENTÁRIOS

  1. Vi esta série num fôlego só! Amo histórias de investigações, crimes e isso de poder praticamente entrar na mente de um assassino é algo que sempre me aguçou os sentidos!
    A série foi muito bem produzida e isso de colocar a vida dos detetives também em meio aos questionários e investigações, foi um ponto super bacana!
    Recomendadíssimo e claro, aguardando a segunda temporada!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Já li diversos livros sobre serial killer, inclusive outros da dupla. Estava muito empolgado com a série, mas não consegui ver. Já tentei três vezes e não obtive sucesso. O personagem principal, o mais novo, é extremamente bobo, com piadas de quinta série. Achei muito insosso a série, apesar de gostar do diretor, gostar muito da temática, estudar o assunto

    ResponderExcluir
  3. Oi Maria, assisti a uns dois episódios dessa série por achar a premissa interessante mas não consegui criar afinidade com ela ainda e por achar que talvez eu não esteja no momento certo pra ver, dei uma parada e pode ser que a retome mais a frente. Contudo e apesar do ritmo ser mais lento é interessante e importante o modo como o estudo foi realizado na trama. ;)

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente comecei a assistir o primeiro episódio, e até que começou bem, depois começaram numa falação e explicação, deixando a trama morna, já que queria ver ação, estudo, assassinato. Por isso acredito que este não seja o meu momento para assistir a esta adaptação, quem sabe mais pra frente, quando sair nossas temporadas.

    ResponderExcluir
  5. Achei interessante a coisa toda com assassinos, esses estudos e coisa e tal. Deve ter uns troços que deixam a gente abismada, mesmo que não mostre. E achei isso legal porque também não sou tão interessada de ver os horrores, saber é mais interessante.
    Série Policial não é algo que costumo ver taaaanto assim, mas coloquei essa na lista pra assistir mais pelo livro e o tom psicológico de tudo ali. Gostaria de ler depois, gosto de umas coisas assim.

    ResponderExcluir
  6. Apesar de não ser o gênero que estou acostumada a ler/assistir, a premissa parece ser muito interessante, principalmente por ser baseado em fatos reais. Ainda não tive a oportunidade de ler ou assistir MindHunter mas com certeza darei uma chance assim que possível.
    Adorei sua crítica

    ResponderExcluir
  7. Maria Luiza!
    Confesso que vi tanta propaganda do livro da série e também tive a impressão que era uma série policial com a participação do John Douglas e não uma biogradia sobre a vida dele. Não que não goste de biogradias, até gosto, mas achei que seria algo diferente.
    Como ganhei a Netflix das filhotas, vou ver se assisto a série primeiro e se gostar, leio o livro depois.
    Um domingo abençoado na paz do Senhor e FELIZ NATAL!
    “Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo. Feliz Natal!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir