A FORÇA QUE NOS ATRAI

SINOPSE: Graham e Lucy não foram feitos um para o outro. Mas é impossível resistir à atração que os une. Graham Russel é um escritor atormentado, com o coração fechado para o mundo. Casado com Jane, um relacionamento sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando Talon, sua filha, nasce prematura e corre risco de morte. Abandonado pela esposa, ele agora precisa abrir seu frio coração para o desafio de ser pai solteiro. A única pessoa que se oferece para ajudá-lo é Lucy, a irmã quase desconhecida de Jane. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o completo oposto de Graham. Os cuidados com a bebê acabam aproximando os dois, e Lucy aos poucos consegue derreter o gelo no coração de Graham. Juntos, eles descobrirão o amor, mas os fantasmas do passado podem pôr tudo a perder - Brittainy C. CHERRY - Editora RECORD - 2017 - 308 páginas.

Quarto e último livro da série Elementos, A FORÇA QUE NOS ATRAI fecha a série com uma medalha de prata na minha opinião. A narrativa, não tão marcante e mais "normal", deixa a desejar para o volume final de uma série.

Neste livro, nosso personagem principal é um escritor famoso. Então, quando tive a oportunidade de ler o primeiro capítulo dele no livro anterior, fiquei super ansiosa, mas minha ansiedade não foi satisfatória no final de tudo. Graham Russel escreve livros de terror, por isso é um homem recluso do mundo, inclusive para sua família e sua esposa Jane. No início, seu pai falece, deixando todos abalados, contudo ninguém sabe quem era o homem realmente, apenas seu filho Graham, que nunca o perdoou por tudo que o fez passar quando criança e adolescente.

Sua esposa, Jane, foi uma personagem desnecessária. Se ela não tivesse aparecido na série, não faria diferença nenhuma, porque acontecem tantas coisas ruins na história, e ela continua trazendo mais e mais, e se tornou algo fútil de se acompanhar. Descobrimos, logo no iníci,o que ela está grávida, mas não possui laço nenhum com a criança, principalmente quando esta nasce e ela simplesmente a abandona depois de complicações no parto, o que acaba deixando a criança internada por um tempo relativamente longo no hospital.

Neste meio tempo, entra a nossa protagonista, Lucy, uma mulher feliz com a vida e disposta a ajudar todos os que estão ao seu redor. Cuidou de sua irmã depois que sua mãe faleceu e sua outra irmã foi embora sem olhar para trás. As duas irmãs, depois de tantos anos, abrem sua floricultura e assim conseguem ser mais felizes, se é que seja possível. A vida de Lucy e Graham se cruzam de uma maneira não muito agradável, pois a floricultura foi uma das contratadas para enfeitar o velório do pai de Graham.

Os dois voltam a se encontrar depois que Jane abandona Graham no hospital, e este vai procurar Lucy para ela poder lhe ajudar com a criança. Confesso que a leitura ficou com alguns buracos, acontecimentos pequenos que ocorrem sem explicações, os personagens simplesmente chegam nos locais, não estou pedindo uma rota detalhada, mas me incomodou no decorrer da leitura.

A convivência destes dois personagens se torna complicado por causa das constantes mudanças de humor de Graham e, principalmente, porque ele não gosta de intimidade. Mas cuidar de uma criança, exige tempo, cuidado e proximidade, então pouco tempo depois, Lucy está basicamente dentro da vida dos dois, como em um passe de mágica. Assim, um sentimento vai surgindo, mas percebemos que, desde o começo, parte apenas dela, e sabendo que não vai ser reciproco, Lucy acha melhor se distanciar um pouco, fugindo desses sentimentos.

Esperava muito mais deste livro, minha ansiedade estava a mil por causa do personagem escritor, contudo foi apenas mais do mesmo que li em outros livros. Os volumes anteriores tinham uma premissa própria, com personagens com vidas nunca vistas ou escritas, os acontecimentos totalmente fora do normal para pessoas simples que ficam destruídas, mas neste volume, pareceu-me que a autora não teve o mesmo entusiasmo que os anteriores.

Foi uma leitura agradável, com uma escrita fácil, sem palavras complicadas, fazendo com que a leitura fosse fluída, mas o volume de páginas me incomodou assim que recebi o livro, pois ele é bem fino em relação aos três anteriores, contudo preferi não me abalar, mas foi inevitável. Personagens que poderiam ser descartados, certos acontecimentos me deixaram frustrada, porque foi uma escolha idiota a se fazer, sendo que a verdade estava bem ali na sua cara.

Várias e várias vezes tive vontade de ter o poder de entrar no livro e sacudir esses personagens, que faziam tantas escolhas erradas, que atrasaram um pouco a história. Sei que todos os personagens são humanos, mas ser trouxas assim também é absurdo. A protagonista Lucy foi uma personagem meio termo, alegre e extrovertida, contudo sem sal. Sabe uma pessoa que você vê ali, mas sabe que ela não está entrosada o suficiente para ser o foco? É ela! 

Graham se mostrou um homem forte, destemido, que sabe a hora de sofrer, contudo algumas atitudes suas também me incomodaram, sua grosseria passou do limite algumas vezes, o que se mostrou desnecessário. Já sabíamos que ele era desse jeito, mas repetir várias vezes, não foi o adequado.

A FORÇA QUE NOS ATRAI mostra que mesmo sendo uma família, as pessoas ainda podem te abandonar e te machucar profundamente, mas existe o perdão para aquelas que merecem e fazem por onde. Pode não ter sido o melhor livro da série, mas foi de partir o coração.

Compartilhe este post:

Larissa Maciel

Sou louquinha, alegre, muito difícil me encontrar de mau humor, apenas quando passo a manhã sem comer nada, apenas desse modo, kkkkkk. Os livros são parte da minha vida há 5 anos, então já li bastante, mas como sabem, ler nunca é demais e sempre acrescento mais leituras. Sou estudante de Recursos Humanos, contudo o sonho é cursar Jornalismo e sou resenhista em alguns blogs. Prazer, Lari.

35 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Larissa. Só a sinopse do livro já derreteu meu coração, pois amo livros que têm bebês... 💜

    Apesar do triste acontecimento, que foi o abandono da mãe (sem dó, nem piedade e sem pensar duas vezes), acho que a bebê com certeza os unirá, fará com que crie um laço entre os três, e até mesmo ela e a Lucy despertarão sentimentos inexistentes no pai. E ver pai e filha (mesmo sem entender nada ainda) encontrar o amor (maternal e entre um homem e uma mulher) em uma nova pessoa que entra em suas vidas, é algo reconfortante saber que eles terão uma nova vida e o amor e cuidados que merecem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daiane. As crianças sempre fazendo os milagres, unindo pessoas e família, não é? Existem pessoas no mundo que são feitas para consertarem e fazerem essas pessoas felizes, acredito que todos nós temos nossa metade por aí.
      Beijos!

      Excluir
  2. Adoro a escrita da Brittainy. Li e gosto muito de O Ar Que Ele Respira, Pluto virou Crush e todo amor por Fifi. Também li A Chama Dentro de Nós e amei.
    Falta ler esse e o Silêncio das Águas.
    Sua resenha fez aumentar minha vontade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chelle. O ar que ele respira e o Silêncio das águas são os meus favoritos da série, haha. Espero que possa ler os volumes que faltam e possa se apaixonar por todos esses personagens e suas histórias!
      Beijos!

      Excluir
  3. Acredito que 2017 foi o ano da autora se firmar no mundo literário! Nunca li nada negativo sobre os trabalhos dela, principalmente em relação a esta série! Ruim é isso de criar expectativas e o que poderia ter sido um final ouro, acaba-se tornando prata.
    Ainda não tive oportunidade de ler nenhum dos livros anteriores, mas pretendo fazer isso em breve!
    As capas são um espetáculo à parte e depois dessa vinda dela ao nosso país, sei que 2018 vai continuar sendo o ano da autora(vem vindo muita novidade por aí)
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. As capas são um espetáculo mesmo, vontade de colocar na parede todos eles, hahaha. Leia esta série moça não irá se arrepender se não criar expectativas igual a mim, pois tenho certeza que esse foi o meu maior erro.
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi, Lari. Ainda não li esse livro, é o único que falta, e também fico com esse medo de não ser tão bom quanto os outros livros, já que eu adorei demais os três. Infelizmente tem livros que caem na desgraça de ser o último de uma série e o autor acaba fazendo ele ser menos dos que os outros, espero que quando for ler, eu não passe por esse problema.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Miriã. Sim, parece que os autores acabam perdendo a mão quando chegam nos últimos volumes das séries. Leia e espero que não tenha uma decepção como a minha, haha.
      Beijos!

      Excluir
  5. Estou muito ansiosa por esse livro e confesso, li a resenha de obrigada mesmo rsrsrsrs Sua resenha ficou linda e bem simples de entender. Só vou ler esse livro quando tiver ele físico em minhas mãos e, pois bem, já não vou criar expectativas!, prefiro ficar surpresa do que decepcionada, mesmo que seja em partes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Giovana. Obrigada pela sinceridade, sempre prezo pela simplicidade nas resenhas, sem complicar as coisas. Olha eu criei muitas expectativas e bati de cara no muro haha. Espero que possa ler em breve essa série.
      Beijos!

      Excluir
  6. Ai, mas é uma decepção enorme quando o livro não consegue agradar tanto assim. E confesso que com os dessa série minha expectativa tá a mil. Verdade que um escritor na trama chama atenção, mas que chato tantas coisas frustrantes! Odeio quando me dá vontade de entrar ali e sacudir uns personagens, fico fula com escolhas burras e coisas do tipo. Mas dependendo também posso amar isso xD
    O legal é que pode ter algo bem real ali no fim das contas e por isso gostei dele, ainda tenho esperança de gostar bastante quando for ler. Parece ter aquela boa dose de emoções, então tá tudo certo. É mais um da lista que preciso ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiane. Nossa, nem me fale. Ano passado não tive muitas decepções com relação aos finais de livros e série, mas como tenho "sorte", tive que pegar este livro com esse final prateado para essa série que veio com tudo mas o fim foi perdendo o brilho. Leia, recomendo bastante. Beijos!

      Excluir
  7. que pena que o livro deixou um pouco a desejar geralmente o ultimo livro vem pra lacrar, mas pelo que eu vi foi bem real a história, é uma pena que lucy não ficou tão conectada com a história, pela sinopse e o começo da resenha ja comecei a gostar dela por ser alegre e extrovertida, acho que realmente foi meio desnecessário o papel de Jane no livro, só veio pra complicar as coisas, eu espero ter paciência pra todas as coisas burras que vão acontecer no livro e espero que aos poucos Lucy vá trazendo um pouco de cor pra vida de Graham.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raquel. Os últimos livros geralmente são os melhores porque são eles que fecharam aquele ciclo iniciado e infelizmente esse não foi o suficiente e me deixou um pouco triste, pois esperava muito e não fui atendida.
      Espero que possa ler essa série. Bjos!

      Excluir
  8. Tive a reação contrária ao livro rsrs Chorei e para mim é o melhor da série
    Rola uma identificação com a Lucy e por isso tenha gostado tanto. Amei ver como a relação se constrói, a influência do professor Ollie e como Graham amadurece emocionalmente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Thaynara. Sim, tivemos opiniões divergentes kkk. A leitura é boa, a premissa também contudo faltou algo que está nos livros anteriores da série. Fico feliz que tenha gostado, moça.
      Beijos!

      Excluir
  9. LARISSA!
    É triste quando esperamos uma série se encerrar de forma arrebatadora e no final fica tudo mais do mesmo...
    Pelo menos ficou com uma medalha de prata, né?
    Não li ainda nenhum dos livros dessa série, mas só vejo bons comentários.
    Desejo Um Novo Ano repleto de realizações!!
    “O objetivo de um ano novo não é que nós deveríamos ter um ano novo. É que nós deveríamos ter uma alma nova.”(G. K. Chesterton)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Sim, fiquei com uma expectativa muito alta para este último livro, contudo não foi tao ruim e conseguiu uma medalha de prata na minha opinião. Espero que possa ler ela depois.
      Beijos!

      Excluir
  10. Oi Larissa!
    É a primeira resenha que leio de livros de Brittainy que escuto comentários negativos, e eu gosto tanto da narrativa dela... Ela criou um enredo maravilhoso, principalmente por ter um protagonista escritor, poderia ter trabalhado melhor isso, foi uma pena que ela deixou pontas soltas, como personagens chegando em lugar sem nem explicação. É um saco quando alguns personagens são desnecessários na história, acaba ficando uma leitura que não flui. Ainda pretendo ler, assim como todos da série, espero que minha experiência seja melhor que a sua, rs.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Olha gosto de ser sincera em todas as resenhas que escrevo e infelizmente algumas coisas me incomodaram neste livro e não poderia deixar de falar aqui. Espero que possa ler a série e tirar suas conclusões, espero que goste.
      Beijos!

      Excluir
  11. Sou apaixonada pelos livros da Brittany. Ela tem uma sensibilidade e uma forma de escrita que são maravilhosas e muito gostosas de ler. Ainda não li esse último livro dela, mas estou ansiosa para isso. Até agora o meu preferido foi o O Ar Que Ele Respira, mas a história mais emocionante é sem dúvida, O Silêncio das Águas. Os livros dessa escritora são para se ler com uma caixa de lenços do lado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Elisama. Confesso que fiquei querendo ler o primeiro livro pela capa, porque querendo ou não, chama a atenção, mas a premissa é perfeita, bem escrita tirando alguns defeitos que todos tem, super indico.
      Beijos!

      Excluir
  12. Oi Larissa!
    Sou doida pra conhecer os livros da autora com essas capas lindas!
    Eu ganhei o vol 2 vou esperar uma oportunidade pra comprar os outros pra começar...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline. Olha eu adoro as capas dessa série, ainda não li Sr. Daniels que está na minha estante, mas confesso que a premissa dele não me agrada muito, quem sabe né.
      Beijos!

      Excluir
  13. Oi Larissa...
    Ainda não li essa série, mas pelo que tenho visto, tinha tudo para fechar com chave de ouro... Uma pena que a autora encerrou essa série com mais do mesmo e acabou decepcionando um pouco... Mesmo assim essa série ainda está na minha lista de leituras...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Espero que a leitura da série seja melhor do que a minha, já que as expectativas não foram superadas.
      Beijos!

      Excluir
  14. Uma pena que este livro não foi uma boa leitura para você, mas lendo um pouco mais sobre a história dele em sua resenha percebi que tem diversos pontos da história que eu não curtiria, então no momento não pretendo ler este livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Sim, infelizmente não foi uma das melhores leituras do ano passado. Beijos!

      Excluir
  15. Olá Larissa, tudo bem?
    Eu li somente o primeiro livro desta série e gostei bastante. Li também as resenhas dos outros dois livros, e esta é a primeira resenha que leio deste último livro. Uma grande pena ele não fechar a série com chave de ouro!
    Apesar de ser uma leitura agradável, acredito que também me incomodaria com os buracos e faltas de explicações que você mencionou. A história não parece ser diferente das demais. Pretendo ler em breve o segundo livro, vamos ver se ele apresenta algo a mais!
    Achei a sinopse deste aqui interessante, com certeza é de partir o coração. Só não sei se fiquei muito animada para ler!

    ResponderExcluir
  16. Pai solteiro também existe, não é mesmo?
    Só de saber que a mulher abandona a criança já da prs ver que ela é desnecessária. Eu li alguns livros em que o personagem principal era a arrogância em pessoa é isso me desanima pra ler este. As características desses personagens costumam ser bem pensadas mas nem sempre bem executadas, tudo tem limite e as vezes eles passam do ponto. Se eu conhecer um cara desses eu mando pro inferno sem pensar.
    Não me animei pra ler esse livro, infelizmente.

    ResponderExcluir
  17. Quero muito ler os livros desta serie, pois já li varias resenhas positivas e as capas são divinas. Lendo a sua resenha entendi o que quis passar, o livro parece ser interessante, mas não foi bem escrito, uma pena pois muitas pessoas criaram expectativas.

    https://garotaeraumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Me sinto uma alienígena por não ter gostado de O ar que ele respira. Como os livros podem ser lidos de forma independente quero tentar ler A força que nos atrai que me interessou mais.

    ResponderExcluir
  19. Eu gosto muito dessa história, acho meio dramática, porém interessante. So a capa que não condiz muito com a história, mas nada que atrapalhe a leitura.

    ResponderExcluir
  20. Eu não sabia que os livros podiam ser lidos de forma independente por isso quando eu ligo primeiro livro e não gostei eu acabei abandonando não só a leitura como todos os outros livros não sei se eu vou dar outra chance ao livro apesar de ter gostado da autora

    ResponderExcluir
  21. Olá! Nossa esperava mais do livro, da série, li apenas os 2 primeiros, e estava muito empolgada para começar esse, mas agora acho que vou frear um pouco essa empolgação (risos).

    ResponderExcluir