ME CHAME PELO SEU NOME

SINOPSE: A casa onde Elio passa os verões é um verdadeiro paraíso na costa italiana, parada certa de amigos, vizinhos, artistas e intelectuais de todos os lugares. Filho de um importante professor universitário, o jovem está bastante acostumado à rotina de, a cada verão, hospedar por seis semanas na villa da família um novo escritor que, em troca da boa acolhida, ajuda seu pai com correspondências e papeladas - André ACIMAN - editora INTRÍNSECA - 2018 - 286 páginas.

Oliver é um jovem universitário que vai passar o verão na Itália como hospede na casa de um professor e sua família. Todo o ano o professor recebe estudantes com a finalidade de ajudar em sua pesquisa e também de auxiliar o universitário em projetos ou livros que estejam escrevendo. Oliver tem 27 anos, loiro, alto e carismático, acaba encantando a todos por onde passa. O filho do professor, Elio, tem quase 18 anos, ama música, livros e os prazeres da natureza. Um estranho interesse começa a se desenvolver entre ambos. Começando com um desgosto, uma ríspida amizade, que caminha para algo mais.

O livro é narrado pelo adolescente Elio em forma de lembranças. Como se ele tivesse sentado e refletido sobre tudo o que viveu naquele verão nos anos 1980. É importante ressaltar que, apesar de ter um romance homossexual no livro, a trama é abordada como apenas um romance, algo extremamente importante na luta contra a homofobia. Nem Elio e nem Oliver são gays, apenas são pessoas que acabam se atraíndo, primeiro pelos seus gostos em comum, e depois por suas respectivas personalidades. O romance nasce sem nenhum planejamento ou procura, apenas acontece, um amor de verão. 

Sendo Elio um adolescente, sua visão da história carrega todas aquelas dúvidas e dramas que temos durante a puberdade. Ele se questiona a todo o momento, cria várias paranóias em sua cabeça e não se cansa de fazer um escândalo básico. Acompanhamos todo o desabrochar de um interesse em Oliver, que nem Elio sabe o que é. O menino não sabe por que sente isso e apenas deseja se jogar nesse universo para ver se é isso mesmo o que deseja. E isso caminha por quase toda a primeira parte do livro e, ao mesmo tempo que consiste em uma leitura ágil, não deixa de ser um pouco cansativa.

O livro é composto de muito silêncio e reflexões, os poucos diálogos presentes estão na medida certa e grande parte deles é carregado de emoção. O simbolismo também está muito presente no romance, desde pequenas tiradas, até coisas bem óbvias. A trama tem um lado sensual e bizarro, com direito a situações que você precisa ler duas vezes para acreditar que tal fato aconteceu. Isso acontece em uns três casos, mas nada obsceno ou apelativo. Os personagens secundários sempre tem algo a acrescentar na trama dos protagonistas e todos são necessários.

A descrição do norte da Itália encanta e faz o leitor se apaixonar por esse país tão rico em cultura e beleza. Os personagens se estranham, se encontram, se separaram, se encontram, é um romance que tanto o leitor, quanto os personagens, sabem que pode ter prazo de validade. É uma daquelas pequenas oportunidades que aparecem do nada e podem nunca voltar. Só resta saber se você vai se aventurar ou não. Tudo isso é realçado pelo maravilhoso diálogo entre Elio e seu pai nas ultimas páginas do livro. Descreve e resume muito bem todo o objetivo da obra, somos todos humanos, querendo apenas encontrar um amor verdadeiro e correspondido, que dure a vida toda ou apenas  algumas semanas.

Talvez um dos únicos deslizes do texto fique com o seu final, um tanto estendido. As idas e vindas dos personagens acabam se estendendo demais e, para o leitor, fica um sentimento de que tudo isso foi meio desnecessário. Mas pelo menos suas últimas três páginas se conectam com o resto da trama, e tudo termina bem e de forma convincente.

Felizmente, o livro ganhou uma adaptação para os cinemas recentemente com o mesmo título. E você encontrará o filme na temporada de premiações 2018, já tendo sido indicado ao Globo de Ouro e muitos outros. Reconhecimento merecidíssimo, em termos de adaptação tudo está praticamente idêntico. ME CHAME PELO SEU NOME se resume em um romance sobre a vida e sobre aproveitar cada momento dela, seja de que gênero você for, apenas o amor importa!

Compartilhe este post:

Rafael Yagami

Cinéfilo compulsivo, amante de livros e musica. A leitura e os filmes sempre me ensinaram a confiar em mim e ter sonhos grandes e é com isso que me armo todos os dias para lutar pelos meus objetivos.

34 COMENTÁRIOS

  1. Tenho visto muito sobre esse livro nas redes sociais da editora.
    Muito bom o fato do encontro entre os personagens ser tratado de forma natural.
    Gosto muito quando os livros retratam a cidade em que são narrados de forma que o leitor se sinta lá também.
    Aguardo a crítica do filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O retrato do norte da Itália presente no livro é maravilhoso, morrendo de vontade de visitar esse país tão rico em belezas e histórias. Logo logo terá texto sobre o filme :)

      Excluir
  2. Oi, Rafael.

    Eu diria que a história é um pouca rara, justamente (como você disse) por não focar no questionamento da vida sexual do personagem, e nem na aceitação familiar...

    Mas, sim, no despertar/interesse e até mesmo descobertas e exploração do Elio pelo mesmo sexo.

    Por ter como pano de fundo o desenvolvimento desse breve relacionamento e os breves momentos vividos pelos dois.

    O emoção, se descobrir, acolhimento da família/relação consigo mesmo e com o Oliver, ou seja, no desenvolvimento do relacionamento dos dois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é um texto raro entre os livros mais populares, a sexualidade apenas como um fato da vida e não o personagem principal do livro. Só esse fato já enriquece bastante a leitura!

      Excluir
  3. Talvez já tenha passado da hora de aparecerem livros assim, que deixem a temática sexual de lado e foquem mais no amor, no sentimento e descobertas.
    Ainda mais se tratando de duas pessoas com uma diferença de idade acentuada. A maturidade e a infantilidade. O se aceitar e querer aceitação.
    Tenho namorado o filme e não vejo a hora de poder ver. E quem sabe, ler também!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já passou da hora mesmo, é apenas amor e precisa ser retratado como algo totalmente normal, o que há de errado no amor né?

      Excluir
  4. Oi Rafael!!
    Estou curiosa pra ler esse livro pelo tema que me chamou bastante atenção, não tenho mto costume de ler o gênero mas esse livro aí eu qro ler e ver o filme tbm!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não tenho costume de ler livros desse tema e acabou que foi uma surpresa pra mim. O texto foge de vários clichês e sempre tenta criar coisas novas, vale muito a pena!

      Excluir
  5. Eu tô doida pra ver esse filme e maluca pra ler o livro porque vi muita coisa legal dele e adoro esse tema. Amei que não foque na coisa de ser gay, que mostre o sentimento de amor surgindo e não rotulem isso. Isso é bonito, é legal ver uma história que mostre o amor de toda forma que ele pode surgir.
    E gostei também por falar da Itália desse jeito. Deve dar uma sensação boa, uma coisa fácil de imaginar e que a gente se perde ali querendo conhecer o lugar e tal.
    Tem muita coisa que gostei nessa história e quero ver se consigo ler logo ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São muitos elementos interessantes mesmo, facilmente é possível mergulhar nesse mundo e admirar de perto o nascimento desse amor e ainda passear pelo norte belíssimo da Itália!

      Excluir
  6. Olá! Eu li esse livro há algum tempo, e achei legal que ele aborda o romance, sem apelar somente para o aspecto sexual, para mim, é um livro sobe conexão, sobre a descoberta de uma conexão com outra pessoa, uma conexão tão forte que é quase violenta, uma conexão que faz uma bagunça com as emoções dos personagens, e eles não conseguem encontrar as palavras para descrevê-la: Amor? Desejo? Obsessão? Vício? Espero assistir ao filme em breve, e me emocionar novamente com essa linda história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato é um livro sobre conexão, sobre intimidade no último estágio, aquele amor que não tem vergonha e nem dúvida, ainda mais falando sobre dois homens, vale muito a pena.

      Excluir
  7. Nunca me interessei pelo livro e achava que o filme ainda ia lançar kkkk mas sua resenha me fez mudar de ideia na mesma hora que li. Parece ser tão leve e incrível! Mesmo com deixas, aparenta ser um bom livro com uma boa história. Gostei muito da resenha e já me apaixonei pelo livro de antemão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme estreou aqui no Brasil no dia 18 de janeiro, ainda está em cartaz em muitos lugares. Conferir o filme e depois o livro é uma experiência muito boa também, a adaptação está quase perfeita!

      Excluir
  8. Olá Rafael, tudo bem?
    Esta é a primeira resenha que leio sobre este livro, e já me senti na Itália. Muito interessante os fatos serem narrados através das lembranças do personagem. Também ouvi falar sobre o filme, e vi algumas críticas muito boas.
    Apesar do final ser um tanto "enrolativo", a narrativa parece ser leve; e o mais importante, a mensagem do carpe diem, que devemos aproveitar tudo que a vida nos traz. Com certeza irá para a minha lista de desejados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme está sendo muito aclamado mesmo e na semana passada conseguiu quatro indicações ao Oscar, incluindo melhor filme, com certeza já vale uma conferida!

      Excluir
  9. Eu estou querendo muito ver esse filme porque me chamou a atenção o enredo, mas sempre prefiro ler o livro antes então Me Chame Pelo Meu Nome está num top 10 do momento pra mim rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ler o livro antes é sempre bom, mas nesse caso não prejudica em nada a leitura. A adaptação está praticamente idêntica!

      Excluir
  10. Estou louca pra assistir esse filme! Se eu gostar vou ler o livro, normalmente eu leio primeiro mas o hype tá muito grande. Amo tudo relacionado à Itália e o enredo me conquistou na primeira vez que li a sinopse. Já baixei meu torrent. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme ta lindo demais mesmo, impossível não querer ler o livro depois de conferir o filme. Prepare-se para se apaixonar!

      Excluir
  11. O livro parece ser bom e gosto bastante da forma como o autor abordou o assunto da homossexualidade, pois isso ajuda muito na luta contra a homofobia, e fiquei sabendo esses dias que vai virar filme, mas é um livro que não me despertou a vontade de ler, não sei por que, apenas não senti vontade apesar de parecer ser uma leitura bem leve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme estreou no Brasil no dia 18 de janeiro, quem sabe depois de ver o filme você não se interesse mais pela leitura né, tudo é possível!

      Excluir
  12. Rafael!
    Parece um livro sensível, cheio de descobertas e sem rótulos e o melhor, tem apoio familiar que para mim é tudo.
    Deu para notar por sua empolgação que tocou fundo em você, e não há nada melhor que isso para apreciarmos a beleza, seja ela de que forma for, em filmes, livros, na vida...
    Parabéns pela análise!
    Desejo uma ótima semana!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De certa forma a leitura me tocou profundamente e tenho certeza que tocará muitos outros, não precisa ser igual aos personagens, suas incertezas e seus dramas são muito fácies de se identificar. Uma leitura que inspira e enriquece o espírito!

      Excluir
  13. Sou contra o romance entre seres do mesmo sexo, mas gosto de algumas ideias citadas na resenha, mostra o país, e tira um pouco o foco do romance e conta sobre a vida, pelo que entendi. Parece ser bem legal tirando a parte do romance.

    http://garotaeraumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tirando o romance sobra umas três páginas então, mas obrigado pelo comentário.

      Excluir
  14. Eu adoro livros com pegadas de lgbts e Tô muito ansiosa em ler esse envia até que rolou um adaptação para o cinema que foi inclusive indicado ao Oscar de melhor filme e isso fez com que minha curiosidade em relação ao livro aumentassem ainda mais e gosto do fato do livro ser mais voltado para a evolução sentimental do protagonista e não dá sexual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza o filme mereceu muito as indicações ao Oscar que recebeu. Palmas para o livro por retratar o ser humano como uma maquia primeiramente de sentimentos e não uma maquina sexual!

      Excluir
  15. Oi Rafael!
    Por conta da adaptação cinematográfica o filme vem sendo bastante comentado, só não sabia que também havia o livro (não prestei atenção a esse detalhe, rs). A história parece muito bonita, cheia de descobertas, e como você disse, um romance, apenas isso... Eu só achei um pouco arrastado, não estou acostumada com poucos diálogos, e talvez isso me incomode um pouco durante a leitura, fora esse ponto, seria a experiência muito boa, diferente dos livros que ando lendo.
    Vou assistir ao filme para ter uma ideia melhor.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato a leitura é um pouco diferente, foge muito dos livros atuais. É muita reflexão e muita descrição, os diálogos são poucos, mas na medida certa!

      Excluir
  16. Puxa, não conhecia o livro e nem o filme. Como o livro ainda esta em lançamento, vou procurar para assisti. Achei a resenha legal, mas prefiro ver o filme primeiro, e talvez leia o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme vai deixar você com ainda mais vontade de conferir o livro, tenho certeza!

      Excluir
  17. Oi, Rafael!
    Fiquei primeiro sabendo do filme para depois saber que era uma adaptação de um livro com o mesmo nome. Gostei da indicação e fiquei bem curiosa para fazer a leitura desse livro.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A leitura se destaca bastante do estilo de romance que faz sucesso hoje em dia, com certeza merece reconhecimento, tenho certeza que irá gostar da leitura!

      Excluir