SANGUE POR SANGUE

SINOPSE: Para o Terceiro Reich, a Segunda Guerra Mundial pode ter acabado, mas para a resistência a luta está apenas começando. Yael é sobrevivente de um campo de extermínio e tem uma habilidade especial é uma metamorfa, capaz de mudar a aparência física e assumir a forma de qualquer pessoa. Ela também é uma garota em fuga o mundo acabou de vê-la atirar e matar Adolf Hitler. Yael é a inimiga número 1 da Germânia e de seus aliados, e vai precisar se infiltrar no território inimigo mais uma vez se não quiser pagar com o seu próprio sangue. Em meio a segredos sombrios acompanhados por verdades obscuras, apenas uma pergunta paira na mente de todos do grupo de Yael o quão longe você iria por aqueles que você ama.- Ryan GRAUDIN - Editora SEGUINTE - 2017 - 440 Páginas.

SANGUE POR SANGUE é a continuação do livro LOBO POR LOBO. Para quem ainda não leu a resenha do primeiro livro, confira AQUI!. Por se tratar de uma continuação, esta resenha PODE CONTER PEQUENOS SPOILERS do primeiro livro. Esteja ciente disso.

O livro começa com breves lembranças das vidas dos personagens principais, Yael, Luka, Felix e Adele. Isso introduziu muito bem a história, mesmo não começando onde o anterior termina, não deixa o leitor confuso e, sim, com um sentimento de nostalgia e com mais curiosidade sobre o que acontecerá com os personagens ao longo do livro.
“A falsa Adele continuava olhando pela janela com o rosto pálido. Luka preferia que ela estivesse gritando. Conseguiria enfrentar palavras de fúria e acusações. Mas silêncio... Ele nunca se dera bem com o silêncio.” 
O livro é narrado em terceira pessoa entre esses flashs do passado e cenas no presente, contando o pós-corrida e o suposto assassinato de Adolf Hitler. Vale ressaltar que neste livro há muito mais ação do que no anterior.

Diferente de LOBO POR LOBO, a autora se aprofundou no romance de Yael e Luka, porém não foi o foco da trama, o que é muito bom para quem não gosta de romance demais nas distopias. O que me faz gostar tanto de Ryan Graudin, é que ela sabe escrever vários cenários e personagens diferentes sem sair de um mesmo contexto.
 “- Eu tinha medo. [...] Ainda tenho.
 - Medo não é desculpa – Yael disse a ele. – O medo é humano.”
As cenas são muito gostosas de serem lidas. A autora foi feliz em sua narrativa, embora eu tenha desvendado os mistérios da história com muita antecedência. Para quem não curte o contexto histórico e todo o cenário de guerra, talvez se perca ao fazer a leitura desses livros. Eu, particularmente, amo como a autora soube encaixar a triste realidade com uma ficção bastante realista.
“- Não importa quantas drogas o dr. Geyer injetou em nossas veias. Ele não nos criou. Fomos nos que nos criamos. Monstros abrem o corpo de crianças e chamam isso de progresso. Monstros matam grupos de pessoas sem pestanejar, mas ficam irritados quando tem que limpar as cinzas humanas de seus jardins. Monstros vêem as pessoas cometerem isso tudo e não fazem nada para impedir. Nós não somos monstros. Somos milagres.”
A autora se demora bastante no conflito todo da queda do Terceiro Reich. O final foi um pouco cansativo. Acho que isso se deve, por parte, pelo fato de ser um final um pouco triste.

Esteticamente, o livro me agrada. A editora criou uma capa bacana e que combina com a anterior. Em questão de edição, não deixa a desejar.

LOBO POR LOBO é um dos meus livros favoritos da vida e SANGUE POR SANGUE foi uma boa continuação, não deixa nada em aberto, digno de quatro estrelas.

Compartilhe este post:

Brena Carvalho

Sou cearense, amo música, livros, filmes, café, bebês, gatos, viagens (…) adoro escrever. Sonho cursar psicologia, viajar o mundo, enfim, ser feliz! (não necessariamente nessa ordem).

17 COMENTÁRIOS

  1. Lobo por Lobo conheci no Skoob.
    Sangue por Sangue não conhecia.
    Até que gosto de distopias mas já tenho 3 encaminhadas e não quero começar mais uma.
    De qualquer forma adorei a resenha

    ResponderExcluir
  2. Oi, Brena.

    Acompanhar um livro em que se passa no cenário da Segunda Guerra Mundial, é pra mim, no mínimo, curioso.

    A busca desenfreada pelo verdadeiro Hitler e por seu sangue, a capacidade da Yael em se transformar em quem quiser, é uma mistura de realidade e fantasia fantástica. Juntamente com o romance envolvido...

    ResponderExcluir
  3. Quando li a resenha do primeiro livro, confesso que já fiquei bem intrigada. Amo histórias assim, que trazem essa fixação por Hitler e seus seguidores. Aliás, parece que quanto mais livros deste assunto são lançados,mais ainda tem o que ser escrito, falado e dito.
    Distopias não são muito minha praia, mas esta já está na lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. ja tinha visto essa capa em algum lugar, mas n estou lembrada de saber do que a história se tratava, confesso pra ti que não gosto muito desses assuntos de guerra principalmente por serem muito tristes,mas esse me interessou bastante, gostei muito que a autora consegue escrever vários cenários como os personagens sem sair do contexto do livro. Gostei bastante dos quotes que você escolheu, espero ter oportunidades de conhecer a obra mais a fundo.

    ResponderExcluir
  5. Oi Brena!
    Cada vez mais fico curiosa pra ler os livros, pelas resenhas que acompanho o enredo é bem bacana, estou com bastante expectativa neles e espero não me decepcionar qdo conseguir ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi Brena!
    Não conhecia a duologia, mas os seus elogios me animaram a ler.. Por se passa na segunda guerra mundial, o enredo é bem original, os livros que li da mesma época sempre tem o mesmo toque e esse parece diferente. Um ponto positivo é que o autor parece ter finalizado a história com êxito e sem continuações desnecessárias, achei isso ótimo, e como ele abordou o romance entre os personagens Yael e Luka sem perder as características da história!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Achei bem interessante a proposta desses livros e tem bastante coisa pra explorar aí. Gosto o gênero e já dá pra imaginar muita coisa só de ver um pouco pra onde o enredo tá indo, o que os personagens fazem e tal, Acho que iria gostar. O que mais me chamou atenção quando vi foi essa ligação com segunda guerra. Sou viciada no assunto e ver como foi feito aí deve ser bem interessante. Legal que não teve muito foco em romance também. Nesse tipo de livro não gosto muito quando focam em romance quando poderiam falar de outras coisas.
    Parece bom e fácil de ler. Fiquei interessada.

    ResponderExcluir
  8. Eu sou apaixonada por distopias,já swvo ter comentado isso antes rsrs

    Já tinha ouvido falar sobre o primeiro volume Lobo Por Lobo que tinha despertado minha curiosidade tanto pelo gênero quando pelo enredo. Espero poder ler esse livro em breve também.

    ResponderExcluir
  9. Gente do céu não sabia que o livro se tratava sobre pessoas com fixação em Hitler eu achava que seria uma ficção aleatória mas foi através dessa sinopse que eu vi que era realmente muito mais do que eu esperava e com certeza preciso ler esse livro

    ResponderExcluir
  10. Olá td bem?

    Amei a sinopse e a resenha. Nunca li livros que são narrados em guerra, alem disso este livro parece ser cheio de aventuras e historia. A capa do livro é bem bonita e logo chama a atenção do leitor.
    Fiquei curiosa para saber mais sobre o primeiro livro.

    https://garotaeraumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Adoro livros envolvendo a História. Acabei de ler o post com o primeiro livro porque fiquei muito curiosa e realmente me ganhou. Apesar de toda a história se passar em momentos conflitantes, a resenha passou um ar de ser leve e uma leitura gostosa. Pretendo ler! Obrigada pela resenha <3

    ResponderExcluir
  12. Olá Brena, tudo bem?
    Ainda não conheço a série, mas troquei o primeiro livro pelo skoob e pretendo ler em breve. Vou me arriscar a encontrar alguns spoilers!
    Eu gosto bastante de distopias e de histórias passadas durante a última grande guerra, então acho que vou me deliciar com esta trilogia!
    Apesar de trazer um final um pouco cansativo, este segundo livro parece mostrar várias coisas interessantes. Uma delas é ele trazer uma narrativa que continua imediatamente onde termina o primeiro livro. Outra é saber dosar o romance (confesso que estou entre este grupo que não vê com muito bons olhos quando uma distopia descamba para este lado!)
    Com certeza pretendo iniciar a leitura do primeiro livro loguinho loguinho!

    ResponderExcluir
  13. Quero muito ler essa duologia, acho muito intessante a mistura do Terceiro Reich com metamorfos. Prefiro distopias que são focadas mais nos problemas que no romance. Pretendo ler esse ano!!
    Obrigada pela dica :D

    ResponderExcluir
  14. Olá! Ainda não conhecia essa série, mas adorei sua premissa, gosto muito de distopias, e essa envolvendo Hitler parece ser muito interessante, gostei que o livro tenha muita ação e um pouco de romance, fiquei curiosa em relação a esse final triste hein...

    ResponderExcluir
  15. Brena!
    Interessante ver que a autora cria um mundo pós segunda guerra e com ascensão dos nazistas, já me atraiu por aí…
    Não li ainda o anterior, mas já gostei de saber que todo enredo termina sem nenhu furo e com tudo muito bem explicado.
    Já anotei aqui para fazer a leitura da duologia.
    Desejo uma ótima semana!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia essa sèrie, mas confesso que meu coração acelerou ao ler que a personagem tinha matado Hitler. Sonho!! Curti muito esse livro, entra para a lista dos desejados. Espero conseguir ler esse livro até o final do ano.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Brena!!
    Ainda não li nenhum dos livros mas adoro uma distopia e fiquei bem curiosa para fazer essa leitura pois quero saber como seria um mundo se Hitler tivesse saído vencedor.
    Bjos

    ResponderExcluir