TODAS AS GAROTAS DESAPARECIDAS

SINOPSE: Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas. Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece. Agora Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás. - Megan MIRANDA - Editora VERUS - 2017 - 294 páginas.

Nicolette volta para sua cidade natal após uma ligação de seu irmão e uma carta misteriosa de seu pai, com a intenção de vender a casa onde vivera até seus 18, além de tentar compreender o que levou seu pai a escrever aquelas palavras em uma folha de papel. 

Dez anos depois de sua melhor amiga, Corinne, desaparecer, outra garota tem o mesmo destino que ela. A história gira em torno do desaparecimento dessa nova garota e o quanto esse caso pode estar relacionado ao que aconteceu com Corinne anos atrás.

Narrado em cronologia reversa, o livro requer uma atenção extra, principalmente ao final de cada capítulo, e esse é um dos pontos positivos que eu encontrei, uma vez que, desta forma, tudo se mistura e demora um pouco mais para que cada peça se encaixe. Além disso, temos em vários momentos, os pensamentos e lembranças de Nic, o que nos faz entrar ainda mais na leitura.

Ainda sobre a ordem cronológica do livro, preciso dizer que isso me deixou confusa em diversos momentos, pois as revelações não seguem a ordem normal dos acontecimentos. A cada nova descoberta, você tenta encaixar ao que já foi lido e, às vezes, as coisas não fazem muito sentido. Na verdade, as coisas vão somente se encaixar no final. E quando isso aconteceu, tive que admitir que a ideia dessa narração foi muito boa.

Durante a leitura, vemos Nic, por duas semanas, tentando descobrir o que aconteceu com a garota. E conforme a história avança, descobrimos um pouco mais sobre Corinne e seu misterioso desaparecimento. Além de Nic, outros personagens importantes aparecem nas histórias de ambas as garotas. Daniel, irmão de Nicolette, e Tyler, seu ex-namorado, são peças chave na trama. Conforme a história avança, vemos como cada um dos personagens está envolvido em uma teia de mentiras, e como elas são cruciais para resolver ambos os casos.

Ao longo da leitura não consegui sentir empatia por Corinne e tive dificuldade em me identificar com Nic. Mesmo que toda a trama seja narrada do seu ponto de vista, omite sentimentos. Apesar disso, a história me agradou, principalmente pela forma que foi escrita. No entanto, não há tanto suspense quanto o que eu esperava, a narrativa é um pouco lenta, mas não me desagradou, e o desfecho, apesar de não chocar, também não é esperado.

Compartilhe este post:

17 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Natália. O fato do livro ser narrado de trás pra frente (é diferente), pode confundir o leitor, mas acho que pode ser um ponto chave para que faça uma junção da história e se encaixe, e o mistério dos desaparecimentos seja esclarecedor. É um verdadeiro quebra-cabeça, que precisa de seu encaixe para descobrir qual a relação entre os dois desaparecimentos, e quais os motivos... Já tenho uma vaga ideia do que pode ser!

    ResponderExcluir
  2. Vi esse livro no instagram da editora e logo me interessei apesar de ser nova no mundo dos Thriller policial.
    Não sabia que a ordem cronológica foi construída assim. Confesso que já li outros livros assim e senti certa dificuldade em ligar os fatos.
    De qualquer o livro continua na Wishlist.

    ResponderExcluir
  3. Sou apaixonada pelo gênero policial e desde que este livro foi lançado, namoro ele. Acho que esse lance da narrativa colocou o livro num patamar melhor que os demais. Chega do mais do mesmo né?rs
    O ruim é quando a gente não sente empatia por algum personagem. Só de ler o nome dele, acaba meio irritando.
    Mas pretendo ler o livro em breve!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Só pela premissa confesso que não vi tanto assim de chamativo. Gosto de coisas do tipo, mas fiquei na berlinda com ele. Vendo falar da narrativa e esse jeito diferente já animei mais. Deve ser bom pela curiosidade que isso dá e como torna a história algo mais interessante. Ver tudo fazendo sentido só no final. Achei legal isso.
    Pode se rum tanto confuso no começo, mas acho que vale a pela. Aí deu vontade de ler.

    ResponderExcluir
  5. Oi Natália
    O livro tem uma sinopse bem interessante, mas eu esperava algo diferente, talvez um investigação com bastante suspense, e saber que a leitura não flui tão bem desanima um pouco. Não gosto mto de narração em cronologia reversa, sou meio perdida sabe? Provavelmente teria que ler mais uma vez para entender. Fora alguns pontinhos negativos, o enredo desperta uma certa curiosidade em descobrir mais sobre o desaparecimento de Corinne, e esse envolvimento todo dos personagens, pretendo ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Sou apaixonada por esse gênero. Esse livro já me chanou a atenção logo de cara pela capa (spu do tipo que julga livro pela capa kkk) mas ao ler a sinopse minha curiosidsde só aumentou. Ansiosa pra ler.

    ResponderExcluir
  7. eu adoro um suspense apesar de n ser um dos generos que mais leio, é uma pena que não tenha tanto como você esperou, mas a trama toda do livro parece ser interessante. Eu espero sentir pelo menos um pouco de empatia por Corinne, não sou acostumada a ler livros com narração em cronologia reversa então acho que ficaria um pouco perdida, mas quero muito saber se esse novo desaparecimento tem alguma coisa a ver c o desaparecimento de corinne e se tem, o que os liga

    ResponderExcluir
  8. Oi Nátalia!!
    Fiquei bem animada agora pra ler a obra, acompanho resenhas dle e me pareceu ser bacana,, o enredo me rendeu desde qu conheci, espero ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oi Natália...
    Apesar de ter gostado da sua resenha, "Todas as garotas desaparecidas" não é um livro que fiquei com vontade de ler... Um desenrolar lento, sem muito suspense e com um final previsível... Não é uma leitura que farei no momento...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  10. O gênero policial desperta um grande interesse em mim, mesmo sendo nova nesse tipo de história! O fato como a história é narrada a tornou mais interessante ainda e eu não vejo a hora de ler! Ótima resenha, beijos

    ResponderExcluir
  11. Achei bem diferente este livro ser narrado em cronologia reversa, sem dúvidas o leitor tem que estar mais atento na história e isto também acaba podendo deixar o leitor confuso, mas realmente esta ideia de narração foi muito boa, fiquei curiosa para ler este livro, adicionei Todas as As Garotas Desaparecidas em minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  12. Natália!
    Gosto do desafio de poder encontrar uma inovação na leitura e com certeza o livro ser escrito de traz para frente, é bem diferente.
    Uma pena que apesar da curiosidade em tentar desvendar os mistérios das mortes e saber quem é o assassino, as personagens não prendeream vocês como deveria...
    Ainda assim como boa curiosa, gostaria de ler.
    Desejo Um domingo fabuloso e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Chega de velhas desculpas e velhas atitudes! Que o ano novo traga vida nova, como o rio que sai lavando e levando tudo por onde passa.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  13. De todas as resenhas já lidas, a sua foi a mais completa! Tenho curiosidade por esse livro, principalmente pelo gênero. Depois que li Agatha Christie e Harlan Coben fiquei viciada nesse gênero de suspense, drama e o quebra cabeça da história toda. Parabéns pela resenha <3

    ResponderExcluir
  14. Olá Natália, tudo bem?
    Este é um livro que já estava de olho há algum tempo, pois é do meu gênero favorito. Uma grande pena saber que ele não tem tanto suspense assim!
    Acredito que um dos principais motivos para gostarmos de uma leitura é a empatia que criamos com os personagens, fato que não aconteceu durante sua leitura. Outra pena é saber que não conseguimos perceber as emoções da personagem.
    Apesar de o livro não seguir a ordem cronológica, achei isto um ponto interessante para o suspense, assim vamos tentando desvendar os mistérios pouco a pouco. Mas deve ser mesmo um tanto confuso para acompanhar.
    A estória em si parece ser boa, com o presente e o passado se misturando, mas o quebra cabeça é prejudicado pela lentidão da leitura e pelo desfecho que não é tão diferente.

    ResponderExcluir
  15. Pelo visto clichê esse livro não é, o que é bom. O gênero policial é um dos meus preferidos, mas esse não chamou minha atenção, pelo menos por enquanto esse livro está fora da minha lista de possíveis leituras.

    ResponderExcluir
  16. Só de ler a sinopse eu me interessei pelo livro. Parece muito intrigante e cheio de mistérios e revelações. Uma coisa que me deixou curiosa foi sobre a historia se completar no final e entender tudo que passa no livro. Espero ler este livro um dia...

    https://garotaeraumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Achei muito interessante a cronologia desse livro acho que não li nada parecido. Adoro um mistério, pena que a protagonista não despertou empatia, gosto de torcer pela personagem e me preocupar com ela, sem isso perde um pouco a graça.

    ResponderExcluir