CHRONUS

SINOPSE: Tempo, ladrão ávido de momentos, que nos torna obsoletos e nos embala até ao derradeiro sono numa contagem decrescente onde só a ele cabe a palavra final, condenando-nos ao esquecimento do que passou e à sofreguidão do que estará para vir. Em “Chronus” trata-se o tempo por tu e, a cada virar de página, encontramos histórias de solidão, paixão, saudades, verdades e catarses, numa simbiose perfeita onde não se pretende fazer uma rutura com o tempo mas antes imortalizá-lo através da poesia, erguendo memórias e redescobrindo eternidades, convidando o leitor à reflexão e a uma viagem ao passado para encontrar uma promessa de futuro numa cumplicidade que só o que nos une permite - Joana Santos SILVA - Editora CHIADO - 2017 - 119 páginas.

Da mesma forma que seu livro anterior, ONÍRIA (resenha, AQUI), CHRONUS possui poemas líricos e narrativos, sempre com a data de quando foram escritos no fim. Mas, desta vez, todos eles representam o que autora viveu e sentiu durante sua vida até o momento, ou seja, eles acabam sendo mais pessoais e emocionantes.

Através deles, embora sua compreensão possa ser diferente de pessoa para pessoa, e também diferente do que a autora desejou passar, conseguimos criar uma visão de quem é Joana Santos Silva, ou pelo menos, de quem ela é quando está escrevendo.

Poemas possuem essa capacidade, a de demonstrar como o poeta pensa e se sente em diferentes períodos da vida. Por isso, alguns versos e estrofes carregam uma alegria contagiante, bem como uma tristeza comovente, ou perplexidade diante de um evento, ou estranheza por um fato acontecido, ou exaltação por algo de belo, e assim por diante. Mas, no caso de CHRONUS, sempre ligado diretamente à autora, de forma bastante intimista.

Apesar de cada poema ter a o ano em que foi criado, eles não estão organizados de forma cronológica, e isso até é interessante, uma vez que demonstra as mudanças de humor da autora e de amadurecimento na escrita em diferentes períodos da vida.

CHRONUS é um livro pequeno, tanto em número de páginas, quanto em tamanho físico, por isso é lido rapidamente. Mas como todo o livro de poemas, indico que você leia pausadamente, naqueles momentos que sente necessidade de sentir algo diferente, quando está suscetível a receber as emoções que a autora deseja transmitir.

Você pode comprar o livro no site da editora ou diretamente com a autora (AQUI) ;)

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

13 COMENTÁRIOS

  1. Ahhhh!como eu amo poemas! Especialmente os mais intimistas e pessoais
    Com certeza vou procurar esse livro.
    É necessário ter lido Oníria para ler Chronus ou são leituras independentes?

    ResponderExcluir
  2. Sou fascinada por poesia e poemas. Aliás, tudo que envolva sentimentos, me atrai bastante!
    Já tinha dado uma olhada no primeiro livro,mas não consegui comprar ele na época :/
    E admito que não sabia da existência deste segundo volume.
    Livros assim não podem nunca ser lidos de uma vez, são pequenos "golinhos" de vida e sentir.
    Adorei a dica e vou por na listinha de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carl.

    Acho que a obra da autora além de estar carregada de sentimentos, ela desperta no leitor até mesmo sentimentos vividos e momentos vividos pelo mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Hey Carl!
    Adorei conhecer o livro, eu apenas conhecia por nome, e se tratando de poemas eu me interesso ainda mais, seria uma oportunidade e tanto...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Não consigo ler muita coisa do tipo, mas sempre me dá vontade. E é mesmo verdade que cada poema carrega um pouco do poeta e fica interessante ver as mudanças de humor, a mudança de pensamento com o tempo e essas coisas. Achei isso legal. E sempre tem algo que a gente vai se identificar, então acaba chamando minha atenção. Leria.

    ResponderExcluir
  6. Carl!
    Sou bem fã de poemas e ver que a autora impingiu de certa forma sua trajetória de vida, tornando as poesias mais emocionantes e carregadas de sentimentos, é fabuloso.
    E como todos nós que passamos por diversas fases na vida, mudamos nossos objetivos, pensamentos e sentimentos, a autora também, então creio que é um livro onde poderemos nos encontrar...
    “Os lírios não bastam. As leis não nascem das flores. Meu nome é luta, e escreve-se na história.” (Luciana Maria Tico-tico)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  7. Oi Carl.
    Não tenho o costume de ler poemas, mas gostaria de ter a sensibilidade e a habilidade de transmitir os sentimentos de uma forma tão delicada e poética no papel. Sempre tem aqueles poemas com que nos identificamos.
    Achei a capa desse livro tão linda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, a autora consegue passar ao leitor a essência dos sentimentos que a inspirou a compor os contos, que exigem uma reflexão para um maior entendimento. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Gosto muito desse tipo de leitura, principalmente depois de ler um livro mais pesado. É aquele tipo de livro ideal para se ter na bolsa e recorrer para matar o tempo da melhor maneira possível.

    ResponderExcluir
  10. Que interessante ela fazer poesias com Chronus. Legal porque amor, amizade e outras emoções estão direta ou indiretamente ligados ao tempo mesmo. Poesia para mim é livro de cabeceira, para ser degustado e nada mais gratificante do que se imergir nas palavras do autor. Eu não tive ainda o prazer de ler Oníria

    ResponderExcluir
  11. Amo poemas e acredite quando digo que a coisa mais difícil e quase impossível e entendê-los por mais detalhados que parecem escondem mistérios e sentimentos que só quem escreveu sabe,acho que dai vem toda beleza...

    ResponderExcluir
  12. Não sou muito fã de poemas, porém esse livro parece ser muito amorzinhoo!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Carl!!
    Não gosto muito de ler livros de poemas, mas sempre é um bom uma indicação como esse livro!!
    Bjos

    ResponderExcluir