HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX

SINOPSE: Há uma porta ao final do silencioso corredor. E ela anda assombrando os sonhos de Harry Potter. Que outro motivo ele teria para acordar no meio da noite, gritando de pavor? Como se não bastasse ter de lidar com os exames dos Níveis Ordinários de Magia que se aproximam; a nova professora que mais parece uma Megera, o elfo domestico que só sabe reclamar; e a crescente ameaça d’Aquele-Que-Não-Pode-Ser-Nomeado. Agora Harry Potter se vê refém dos próprios lideres do mundo bruxo, nos quais ele não pode confiar, e da fragilidade das autoridades de Hogwarts. Apesar de tudo isso (ou talvez por causa disso), ele encontra ajuda e força em seus amigos, muito além do que ele poderia imaginar. Uma lealdade sem limites e a coragem para o que for preciso; até mesmo o mais brutal dos sacrifícios - J.K ROWLING – Editora ROCCO – 2003 - 703 páginas

HARRY POTTER E A ORDEM DE FÊNIX foi o livro divisor de águas. Harry já não é mais criança nesse livro, mas, mesmo assim, ele age como uma durante boa parte da história. O seu comportamento muda durante um período (o que dá vontade de tacar o livro na parede), mas, em dado momento, ele finalmente entende que não é assim que se deve comportar, e desce do seu salto.

Deixo minha opinião clara: não gostei do livro! Para mim, Amanda, foi péssimo, mas não porque foi mal escrito, pois a J.K. continua com o caminho para dar um final propício, mas aturar um adolescente de 15 anos mimado, eu não tenho paciência. Deixando claro que minha opinião não diz que o livro é ruim, só que eu não gostei.

Apesar dos pesares, os integrantes da ordem foram maravilhosos, novos personagens bem construídos, antigos aliados voltando de um passado que Harry nem imaginava. Fiquei super animada com a personagem Tonks, ela me conquistou no momento em que apareceu com seu cabelo colorido. Também adorei a participação de Sirius, que salvou o livro na parte mimada do Harry. Mas a personagem mais infeliz desse livro foi a nova professora de defesa contra as artes das trevas, Umbrigde. Durante a leitura da série toda, ela foi a pior personagem um dia já escrita (comparação a Pansy Parkinson, aluna da Sonserina que anda com o Malfoy).

Umbrigde se torna uma pedra no sapato de todos os alunos (menos os da Sonserina), por não permitir reuniões de clubes, castigar a todos por coisas pequenas, inspecionar professores e, até mesmo, tirar o quadribol dos alunos. Mas o pior dos fatos foi, claro, usar tortura e Veritaserum contra os mesmos. Para quem não está por dentro do nosso mundo de magia, Veritaserum é uma poção da verdade, ela não tem cheiro, nem cor, e pode ser misturada a outro líquido.

Este livro também traz os testes N.O.Ms, o que faz os alunos ficarem malucos com tanto estudo. N.O.M é abreviação de Níveis Ordinários de Magia, onde os alunos fazem os testes e, no ano seguinte, é decidido o que eles poderão cursar de acordo com as notas.

O Ministério da Magia querendo comandar Hogwarts é outro fato pego nesse livro. A corrupção do Ministério é muito presente, e o pior é que o Ministro da Magia dá a Umbrigde direito de fazer o que quiser na escola.

Uma das coisas que salvou o livro foi a A.D., ou Armada de Dumbledore, que foi a forma que Harry achou para ensinar os alunos a realmente estudarem defesa contra as artes das trevas, e mesmo com a intenção sendo só essa, Harry acaba se aproximando mais de Cho Chang. Por mais que possa parecer estar tudo bem durante o dia, à noite, os pesadelos de Harry são realísticos, como se fossem visões, e as mesmas sempre terminam no mesmo corredor dentro do ministério da magia, às vezes vazio, e às vezes não. E Harry sabe que tem que entender o que tem nesse corredor, o que acaba afetando muita coisa na vida de todos com quem Harry se envolve.

A ORDEM DE FÊNIX  é o quinto livro da série e o maior entre todos, traz muitos detalhes, mas também se torna um pouco cansativo em determinados momentos. E pra descobrir o que tem atrás da porta, bom, só lendo para saber!

Compartilhe este post:

Amanda Mesquita

Moro em Guarulhos, São Paulo, sou do signo de trouxas, amo comer coxinha, torta de bis com morango, açaí e cachorro-quente de 50 metros de comprimento, sentada em uma mesa, ao lado da minha melhor amiga, no meio da bienal.

16 COMENTÁRIOS

  1. Concordo que A Ordem da Fênix não é o melhor livro da Rowling mas para quem acompanha Harry desde o começo foi bom ver essa dualidade de comportamento ou até mesmo imaturidade em como agir diante dos desafios.
    Também me incomodou o tamanho do livro, confesso que deu sono em algumas partes.

    ResponderExcluir
  2. Essa resenha vou ter que concordar em tudo que você escreveu!
    É sem sombra de dúvidas, o livro mais cansativo, não o pior ou algo perto de ruim, só cansativo demais.
    A estória continua agradando,mas não de uma forma tão positiva.
    Harry se torna extremamente chato, arrastado...mas daí eu pergunto: Não seriam todos os adolescentes assim?rs Talvez tenha sido este um dos motivos da autora.
    Mas para concluir a saga é preciso ler ele, então..rs não tem outro jeito!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Amanda.

    Essa nova fase e mudança para a adolescência, é realmente muito chato.

    E a chegada da nossa professora, acredito eu que, que só fez com que a vida dele se tornasse um caos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda!
    Sou mto fã de Harry Potter, infelizmente não consegui ler nenhum dos livros ainda, mas só vi os filmes e espero mto conseguir ler um dia, pois eu amo td q envolve a saga.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Vishi, mas eu ri disso que falou do personagem agir de uma forma infantil quando não é mais. Às vezes umas coisas assim são pra lá de irritantes mesmo e não dá pra aturar. Mas fora isso no geral a trama tem tanto pra apresentar, tantos detalhes e aquele ritmo da história que é bem bom pra dar curiosidade. Pode ter umas partes cansativas, mas acho que a vontade de saber onde vai dar motiva a ler né. É uma história interessante e bem escrita pelo que vejo falando. Mas não imune a umas irritações pelo visto xD

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda.
    Ainda não li Harry Potter, mas pretendo ler um dia.
    Essa transição da infância para a adolescência é algo bem chato. Mas, acho que é necessário mostrar algumas cenas de mimimi para depois o leitor perceber o crescimento dos personagens.
    Eu adoro essa nova edição de capa dura!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Amanda!
    Em uma série tão longa quanto a do
    Harry, certeza que alguns livros são melhores que outros, mas é bem como falou, não que o livro seja ruim, só não é tão bom quanto os outros.
    Ainda mais com essa transição do Harry na adolescência.
    Essa capa está um estouro.
    “Não acredite em tudo que ouvires! Há mentiras que sempre serão ditas, e verdades que jamais serão pronunciadas...” (Eliane Azevedo)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  8. Oi Amanda!
    Gostei bastante do seu ponto de vista, mas discordo totalmente. Gostei muito de livro, um dos melhores da saga na minha opinião. Não gostei muito do final, mas só isso.
    beijos.

    ResponderExcluir
  9. tenho o box com a versão antiga e confesso que achei mas bonita que essa,ainda não li,comprei para meu filho e ele devorou os livros rapidinho e disse que esse foi um dos que ele mais gostou...

    ResponderExcluir
  10. Olá, concordo que o Harry age como um escroto na maior parte desse livro, mas convenhamos, com tudo o que estava acontecendo em sua vida é difícil manter uma postura neutra. Desse modo, J.K. Rowling moldou a personalidade do protagonista de modo a deixar o leitor consciente da tensão que se segue nos próximos volumes, e de que a batalha final contra as forças das trevas se aproxima. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oxe o melhor livro de longe, o tanto de questionamento e debates que as atitudes do harry abre é surreal. Umbrigde é uma personagem incrível, quebra completamente a harmonia de hp. Já li esse duas vezes e o amor só aumenta, um dos melhores em duvidas, mas opinião é opinião.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Sou fascinada pelo mundo do HP. E apesar do Harry ter umas atitudes infantis, que são super justificáveis, o livro mostra outro lado do bruxinho que eu amei. Além disso, é como se a história fosse tomando ainda mais forma. Umbrigde é uma personagem bem FDP, só pela misericórdia aquela mulher é insuportável. Confesso que rolaram algumas lágrimas durante a leitura.

    ResponderExcluir
  13. Não sou a maior fã de HP, os livros nunca li, os filmes já vi alguns fora de ordem. Mas tenho vontade em ler os livros, com certeza irei gostar.

    ResponderExcluir
  14. Eu não sou tão fã de Harry Potter assim mas eu gosto bastante da saga e essa edição é simplesmente linda a minha é a de capa branca mas eu quero trocar ela por esta e esse é o meu livro favorito da saga

    ResponderExcluir
  15. AMO HP, sou completamente apaixonada pelos personagens, pela ambientação, pela história...é um verdadeiro vício maravilhoso na minha vida. <3
    Apesar de ser o maior da série, foi um dos que li mais rápido. É um livro com uma atmosfera mais sombria, com muito mistério e tristeza. Em um determinado momento tive que fechá-lo porque fiquei revoltada com o que a autora fez. Hahahahaha

    ResponderExcluir
  16. Oi, Amanda!!
    Estou no momento lendo esse livro, estou bem no começo e sei que não vai ser uma leitura fácil mais sem dúvida vale a pena ler esse série.
    Bjos

    ResponderExcluir