CHATMAN E A EPIDEMIA DA PRAGA MALDITA

SINOPSE: “Após” súbita transformação, Rodney Chaynne assume a identidade do ás do riso, deparando-se com criminosos de alta periculosidade que tencionam disseminar um novo surto de humor negro em Chatland. O novo herói contra-ataca esbanjando piadas, gracinhas e zombarias, achincalhando seus adversários de forma polida e eficaz, demonstrando todo seu senso de humor e nobreza de espírito - Rodrigo Aguiar de PAIVA - Editora CHIADO - 2018 - 218 páginas.

Segundo o autor, o livro conta a estória de Rodney Chaynne, um rapaz que ganha a notoriedade por sua maneira especial de ser e que passa a ser perseguido por ambos motivos. Acuado, assume parte da personalidade de seu ídolo, mesclando, conjuntamente, suas principais características e transformando-se num novo super-herói, Chatman, ou seja o Papagaio das Cavernas.

Devido a um feito heróico, praticado na pessoa do super-herói, o próprio recebe licença para encher o saco em solenidade especial na ONU. Angariando, como auxiliares, o terrível Asa de Urubu, Alf seu mordomo, Blue Eyes, um gárgula do barulho, e os Pet Waltons (bichos de pelúcia com quem conversam imaginariamente de quando em quando), contando ainda com a ajuda do Comissário Gordo, um destemido chefe de polícia, e de Boris, um Chupacabras dado como morto que só se manifesta extraordinariamente.

Afim de evitar uma epidemia de humor negro, munido de rara astúcia, o novo herói emprega de forma implacável seus poderes de chatice, sarcasmo e inconveniência, lançando o leitor numa inesquecível batalha entre o bem e o mal.

Parece bem comédia, não é? O que acham?

Para comprar o livro, basta ir na página da editora, AQUI!

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

6 COMENTÁRIOS

  1. Parece ser uma leitura muito leve e descontraída! Uma boa opção para curar uma ressaca literária

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carl.

    Com certeza não é o tipo de herói que estamos acostumados a ver!

    ResponderExcluir
  3. Se fosse um herói moldado na chatice, eu me identificaria na hora!rs(chata assumida)
    Mas acredito que enredos leves e descontraídos assim valham muito a pena, ainda mais quando a gente vivido dias tensos e duros.
    Vou guardar a dica!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Uma versão divertida do Batman rsrs

    ResponderExcluir
  5. Oi Carl!
    Adorei conhecer o livro, bem diferente e parece divertir o leitor.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Interessante o jeito chato da história xD
    Só imagino as trapalhadas desse personagem e como interage com os outros. Pode ser bem divertido.

    ResponderExcluir