FRONTIER

SINOPSE: Na América do Norte do século XVIII, caçadores impiedosos e empresários brigam pelo controle local do comércio de pele.
TEMPORADAS: 2
EPISÓDIOS: 12
GÊNERO: Aventura
DURAÇÃO: 46/50 minutos
ANO DE LANÇAMENTO: 2016 - 2017
CANAL: Netflix

FRONTIER é aquela série que chama a atenção logo de cara, com um trailer cheio de promessas e um rosto conhecido, mas que fica só nisso mesmo.

Declan Harp (Jason Momoa), mudado após uma tragédia, busca vingança ao homem por trás da Companhia da Baía de Hudson - Lorde Benton.

Disputas de poder quase sempre rendem boas histórias. Aliadas a vingança e cenários bonitos, são um prato cheio para muitos. Mas, infelizmente, não há um vilão de pulso para enfrentar o protagonista.

Lorde Benton (Alun Armstrong) comanda a Companhia e, por mais que seja o alvo da vingança, decepciona como antagonista, fala demais e é difícil entender como ele ainda já não caiu por si só. Outro personagem é o Capitão Chesterfield - consegue ser tão forçado quanto Benton - que não impõe muito respeito.

O envolvimento amoroso/amigável de Declan, Grace Emberly (Zoe Boyle) é fraquissímo, porém a sua relação com o jovem Michael Smyth (Landon Liboiron) e a nativa Sokanon (Jessica Matten) é uma coisas que se salva.

A violência está sempre presente. Enquanto uns fazem monólogos e ameaçam a todos, outros, por uma coisinha de nada, já começam a quebrar tudo. De início, isso faz até sentido - e há quem goste -, mas toda essa selvageria não deixa muito espaço pra conhecer os personagens.

Certas atitudes, que poderiam e deveriam ser tomadas, demoram, a história se arrasta e possui inúmeros furos. No final da primeira temporada, quando a coisa parece começar a esquentar, levamos um banho de água fria e temos um desfecho bem decepcionante.

A segunda temporada retoma imediatamente à primeira. E salvo o núcleo de Montreal, formado por Elizabeth Carruthers (por Katie McGrath), Samuel Grant (Shawn Doyle) e aliados, e sua própria disputa de poder - essa sim vale a pena -, não há nada de novo.

Enfim, a série tem mais do mesmo, só que em cenas diferentes. Jason Momoa, com toda a atenção em si, inúmeras cenas violentas, atitudes irritantes e sem noção de alguns personagens. O que fica dessa série - que incrivelmente foi renovada para a terceira temporada - é que um grande potencial foi desperdiçado.


Compartilhe este post:

Maria Luiza

Paraibana, apaixonada por séries de super-heróis (sempre disposta a discutir teorias), livros, química, poesia, músicas antigas, coisas verdes e palavras difíceis.

7 COMENTÁRIOS

  1. Realmente parece mais do mesmo.
    Apesar do elenco com alguns atores favoritos não me despertou o interesse.

    ResponderExcluir
  2. Oii Maria!

    Eu comecei á ver a série e acabei abandonando, não pq não curti, foi por falta de tempo msm, mas agora que estou com mais tempinho livre vou retomar...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, sou doida pra ver essa série mas se for desse jeito já tomei um balde de água fria sem nem ver :S
    Ainda queria assistir alguma hora. Mas que pena que tem tanto mais do mesmo, furos e que falta aquela coisa pra ser uma série boa mesmo. Vishi...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Maria!
    Eu não conhecia essa série e acho que não daria uma chance pois não gosto muito de séries assim. E pelo que vi você falando no post não vale a pena mesmo. Mas quem sabe um dia eu assista, até porque vai do gosto de cada um gostar ou não né. Boa quinta feira para você. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Então...lá vem a rainha das séries atrasadas ;/
    Comecei a ver esta série tem uns dias, mas acabei deixando ela de lado, sei lá, o enredo não me prendeu e mesmo achando o Jason lindo de viver, parecia que ele não deveria estar ali. Tudo meio forçado.
    Talvez um dia, eu dê uma nova chance e tente a ver novamente.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Uma coisa que poderia ser incrível, mas que ficou legalzinha. - Rezumindo.
    Infelizmente isso acontece. Fiquei toda com vontade de assistir, mas agora nem sei...

    Garota, Era uma vez
    http://garotaeraumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Luiza!
    Não conhecia a série mas é bem do jeito que gosto e já anotei aqui para procurar na Netflix.
    Obrigaa pela indicação.
    “A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir