JOGADOR NÚMERO UM

SINOPSE: Num futuro distópico, em 2044, Wade Watts, como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico para conquistar sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts terá de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir.
DIREÇÃO: Steven SPIELBERG
DISTRIBUIÇÃO: Warner Bros.
DURAÇÃO: 2H20
ELENCO: Tye SHERIDAN, Ben MENDELSOHN, Mark RYLANCE, Simon PEGG, Olivia COOKE, lena WAITHE e T. J. MILLER

O aclamado diretor Steven Spielberg nunca cansa de nos surpreender. Um dos maiores mestres do entretenimento já encantou a todos com os clássicos JURASSIC PARK, E.T. O EXTRATERRESTRE e INDIANA JONES. Também demostra domínio completo sobre produções mais sérias que marcaram toda uma geração, como: O RESGATE DO SOLDADO RYAN e A LISTA DE SCHINDLER. Desta vez, ele está de volta para os filmes povão e o resultado disso é muita perfeição e diversão.

A Terra em 2044 é um lugar sujo, desorganizado e caótico. O jovem Wade Watts vive em uma favela nos Estados Unidos, um lugar sem oportunidades e ordem. O grande refúgio se chama Oasis, um jogo em realidade virtual onde você cria um avatar e explora um universo quase infinito em possibilidades e oportunidades. É como viver dentro da Internet, lá você pode se divertir sendo você mesmo, pode ser outra pessoa, pode conseguir dinheiro, pode evoluir, pode fazer tudo o que quiser. 

Seu criador é uma celebridade mundial e, antes de falecer, lança um desafio para todos os usuários do jogo. Quem conseguir achar primeiro o Ovo de Ouro, ganha, na hora, meio trilhão de dólares, e ainda o controle total da empresa que gerencia o Oasis. Todo o mundo está no Oasis, logo tal desafio se torna o ápice central do jogo e não demora até que grandes empresas rivais tentem, de todas as maneiras, conseguir o controle do jogo, já que ele é o grande centro financeiro e cultural do planeta. Unindo-se com um grupo de amigos, o jovem Wade dispara na frente do placar, já que ele é o primeiro a conseguir uma importante pista, e isso o transforma automaticamente numa celebridade e num alvo a ser eliminado.

O filme é uma adaptação do livro do mesmo título e que foi roteirizado pelo próprio autor (resenha, AQUI). O centro da história são as referências à cultura pop e, principalmente, aos anos 80. São milhares de homenagens a obras, como: KING KONG, GODZILLA, O GIGANTE DE FERRO, O ILUMINADO, CURTINDO A VIDA ADOIDADO, DE VOLTA PARA O FUTURO, dentre muitas outras. E engana-se quem acha que o filme se escora em coisas famosas para ser relevante. Todas as referências são muito bem inseridas na trama e fazem o total sentido. Se eu estou em um jogo onde eu posso personalizar o que quiser, óbvio que vou colocar coisas que eu gosto de filmes, livros e games. E não se preocupe se deixar alguma passar, não é necessário ter conhecimento prévio para entender o filme. A mais importante, talvez seja a envolvendo o filme O ILUMINADO, uma incrível homenagem e recriação de ambiente, para quem já conhece o filme, essa sequencia terá um peso e emoção especial.

A trama central é bem simples, nossos protagonistas precisam ganhar o desafio antes de uma empresa mercenária, que tem o objetivo de controlar o Oasis e o encher da coisa mais irritante que existe no mundo: propagandas apelativas. E tal empresa usa todos os métodos legais e ilegais para conseguir isso. As motivações dos jovens protagonistas são muito claras e coerentes, eles entram no Oasis querendo se distrair do caótico mundo real, querem ter tudo que não podem ter aqui. Lá existem oportunidades e qualquer um pode chegar ao topo. Não existe favoritismo, e se você for esperto, pode ser o número um. E o filme caminha pelos três desafios, levando o espectador numa busca por pistas dentro da vida do criador e da cultura pop mundial, com muito humor e agilidade. Espere referências de tudo, só faltou alguma relacionada ao Brasil, já pensou? Um avatar montado num Loiro José gigante?

E se você conhece o trabalho de Steven Spielberg, sabe que seu sobrenome é perfeição técnica. Aqui temos uma surra de beleza e estilo. As sequencias de ação, são para ninguém botar defeito, em especial uma corrida de carros que, nas telonas, se transforma em algo surreal. A fotografia, e a trilha sonora cheia de músicas clássicas, só enriquecem ainda mais a trama. Mais da metade do filme se passa dentro do Oasis e é quase como se fosse um filme de animação ultra realista. É tudo tão legal e tão convidativo, que é impossível não querer entrar nesse mundo.

O protagonista Tye Sheridan, de X-MEN APOCALIPSE, se sai muito bem no drama e na incerteza. Ele não precisa nem falar muito para transmitir suas dúvidas e desejos. Mark Rylance vive o criador do Oasis, aparece pouco, mas injeta toda a importância necessária para a trama em poucos minutos. Grande ator premiadíssimo com um Oscar de ator coadjuvante. Na pele do vilão, Ben Mendelsohn é irritante e bem malvado, é caricato, mas combina muito bem com o ar descontraído da produção. 

É diversão para qualquer um, feita com muita qualidade pelas mãos de um grande mestre do cinema popular. Tem muita ação, comédia na medida certa e um grandioso desfecho, sem dúvidas, um dos filmes originais mais legais dos últimos tempos.

Compartilhe este post:

Rafael Yagami

Cinéfilo compulsivo, amante de livros e musica. A leitura e os filmes sempre me ensinaram a confiar em mim e ter sonhos grandes e é com isso que me armo todos os dias para lutar pelos meus objetivos.

10 COMENTÁRIOS

  1. Respostas
    1. Ta valendo muito a pena, uma experiencia incrível na telona.

      Excluir
  2. Eu acredito que este tem sido o filme da vez. Li recentemente que é o melhor filme de Spielberg até o momento, eu não confio muito nisso não, até pelo fato dele já ter feito tanta coisa boa e para todo tipo de gosto.
    Quando li a resenha do livro, já quis demais poder conferir, pela referência aos melhores anos da vida de qualquer pessoa, anos 80!
    Verei em breve!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil concordar mesmo com essa afirmação sobre ser o melhor, a gente pelo menos pode afirmar com todas as palavras que Jogador Numero 1 é um filme muito bem feito e muito divertido e acredito que isso já vale uma conferida!

      Excluir
  3. Oi Rafael!
    Ainda não li o livro mas tô aqui me segurando pra não ver o filme agora quem sabe eu consigo ler né?
    Mas qro mto assistir, já me flaram que é bom...
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também espero conferir o livro em breve, agora depois do filme a ansiedade só aumenta, deve ser ainda melhor, né

      Excluir
  4. Eu amei esse livro e quando vi que iria virar filme fiquei super animada com as possibilidades. Parece que funcionou e fizeram bem naquela clima que a história passou ao ler. As referências, as motivações dos personagens, o jeito tipo animação realista e como parece que envolve a gente ao ver esses personagens e todas as aventuras que vão passar pra completar os desafios....Trilha sonora só imagino como ficou. É outra coisa que estou ansiosa pra ver. E nossa, ri da ideia de um Loiro José gigante, seria bizarro e muito legal xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou ao contrario de você kk muito ansioso com o livro, se o filme é incrível, eu imagino isso ampliado em 100% no livro. Espero conferir em breve.

      Excluir
  5. Oi Rafael, eu vi o trailer no YouTube eu acho e fiquei impressionada com a produção do filme, assim que sair a estreia vou dar um jeito de ir assistir, adoroooooo filmes desse gênero. Me dá uma adrenalina pura hahahahaha. Bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O trailer ta sensacional também, espero que todos possam conferir o filme ta demais e tenho certeza que você vai gostar!

      Excluir