JESUS O HOMEM MAIS AMADO DA HISTÓRIA

SINOPSE: Escrito pelo autor laico brasileiro que mais vende livros de temática religiosa no país, Jesus – O homem mais amado da História é a obra mais atual sobre a vida daquele que ensinou a humanidade a amar e dividiu a História em antes e depois. O escritor e jornalista Rodrigo Alvarez recorreu às fontes bibliográficas mais recentes, investigou as mais antigas (entre elas diversos manuscritos originais) e viajou pelos mesmos lugares percorridos por Jesus em seu tempo - Rodrigo ALVAREZ - Editora LEYA - 2018 - 368 páginas.

Logo na primeira página de JESUS O HOMEM MAIS AMADO DA HISTÓRIA, encontramos a introdução abaixo:
“Dedico este livro aos judeus, aos católicos, aos evangélicos – cristãos de todas as cores e também aos espíritas, aos muçulmanos, aos budistas, aos seguidores de outras religiões, ou de nenhuma; a todos aquele que, como Jesus, entendem que o amor ao próximo é a parte mais bonita de nossa existência – e que toda existência humana, por si só, sempre foi e será sagrada.”
Da mesma forma que fiz na resenha de ÁGAPE, do Padre Marcelo (pode ler, AQUI), este texto não é exclusivamente para quem é religioso, mas, sim, para qualquer pessoa que acredite que é o amor, o respeito, a compaixão, aquilo que o ser humano tem de mais precioso, embora não use sempre no dia-a-dia.

Independentemente de você acreditar ou não que Jesus é real, que Ele realmente existiu e que Ele realmente é quem dizia ser, o que importa é você acreditar na Sua mensagem, naquilo que Ele pregava, nos ensinamentos do Novo Testamento. É basicamente isso que Rodrigo Alvarez faz em seu livro: ele não doutrina, ele não quer converter ninguém, ele apenas reproduz, em prosa, todos os passos que os Evangelhos do Novo Testamento relatam sobre Jesus.

Em diversos momentos de Sua vida, Jesus se encontrou com pessoas que não eram religiosas, ou que acreditam em outro deus, mas Ele nunca se importou com isso, desde que a pessoa fosse boa de coração, amasse ao próximo e respeitasse a vida. Ele dizia que a essência de uma pessoa não reside em seu interior, mas naquilo que ele prega no exterior. São nossos atos que definem quem nós somos de verdade, e não aquilo que dizemos que somos.

O título da obra de Alvarez diz muito sobre Jesus; você pode não acreditar Nele, mas não conheço ninguém que consiga contestar as coisas que Ele pregava. Isso, porque Sua mensagem era, e é, de puro amor. Quem pode contradizer mensagens que pregam exclusivamente a paz, o respeito, a união das pessoas em torno de um sentimento que não tem maldade?

Ao ler JESUS O HOMEM MAIS AMADO DA HISTÓRIA, você vai conhecer todos os atos de Cristo, testemunhados pelos apóstolos, através de uma linguagem atual e de fácil receptividade. Além de conhecer, através de diversas fotografias espalhadas pelos capítulos do livro, os locais onde Ele viveu e morreu. Lerá questionamentos e terá uma nova visão sobre quem o rodeava, de uma forma que não está presa ao formato fixo da Bíblia. Alvarez descreve os relacionamento de Jesus com o seus; com quem o precedeu, como João Batista; e as presenças femininas, como Maria e Madalena. Ele consegue dissipar uma nuvem que impedia muitas pessoas de compreenderem, na totalidade, o que os Evangelhos passam. 

E o fato de ser narrado em prosa, torna tudo mais apaixonante. Quem já leu a Bíblia, sabe que não é um trabalho fácil, muito por causa da linguagem usada. Alvarez utiliza uma linguagem comum a qualquer livro, com explicações pontuais, mas sem desviar a atenção do que está sendo contado, para não quebrar o ritmo de imersão do leitor. A sensação que fica, é de você estar lendo um livro comum, como um romance, por exemplo. Isso aproxima o leitor, uma vez que ele não precisa passar várias vezes pelo mesmo trecho para conseguir compreender o que leu.

Caso você não seja religioso, ou seja de uma religião diferente da Católica, não torça o nariz para JESUS O HOMEM MAIS AMADO DA HISTÓRIA. Ao ler o livro, você não estará se tornando católico, estará apenas conhecendo a vida e as obras de um homem formidável, único. Estará aprendendo como ser uma pessoa melhor. Estará abrindo os olhos para enxergar o que existe de melhor nas pessoas. Estará se tornando alguém mais amado. Mas que também pode amar mais.

Ao fim do livro, aplique o que aprendeu. O mundo já está tão cheio de violência, de intolerância, de inveja, de corrupção, de atos que envergonham o ser humano. Não se preocupe com a religião; com se Jesus é filho de Deus; se preocupe em ser alguém de quem poderá se orgulhar. Não imite os atos de quem não presta; imite os atos de quem provou que o homem pode ser bom, apesar de, na maioria das vezes, o homem não querer.


Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

13 COMENTÁRIOS

  1. Concordo plenamente com sua afirmação de que esse livro é para qualquer pessoa que siga ou pretende seguir os preceitos de Jesus Cristo de amora Deus, ao próximo, caridade e respeito. Independente se segue ou não uma religião.
    O autor, do qual sou fã, esteve na minha cidade para sessão de autógrafos e fio e foi um belo e emocionante momento.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carl.

    Não tenho religião (no entanto, acredito na existência de Jesus), mas achei bonita a mensagem que o autor passou, com o intuito de abranger somente a mensagem do amor, indo além dos princípios.

    Acho que é disso que o mundo precisa, amar mais, assim como Jesus amou, independente de qualquer coisa.

    ResponderExcluir
  3. Como católica praticante que sou, sei o quanto este autor/homem faz em tentar levar não somente Jesus, mas o amor a todos nós!
    Quando o mundo começar a entender que chega de violência, preconceito, maldades e que só devemos pregar o amor, o respeito e a humanidade, o mundo vai melhorar com certeza.Aliás, o mundo não precisa melhorar, nós que precisamos!
    Super recomendado,não somente o livro,mas o amor!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Esse livro carrega um mensagem tão linda, é ainda mais lindo que tenha sido feito sob medida para o ser humano independente da religião que veste. Ele é tão necessário. Talvez assim as pessoas não necessariamente mudassem, mas melhorassem.

    ResponderExcluir
  5. Interessante esse livro e adorei essa parte do começo, que já fala que é um livro para todos porque religioso ou não a mensagem é forte e importante do mesmo jeito. Gostei dessa ideia de mostrar as coisas que ele pregava, mostrar os lugares que viveu e passou por essas fotos...fica uma coisa legal de se ler e sai um pouco daquele formato mais formal da Bíblia e tal. Bem interessante. Se a gente seguisse mais esses conselhos de amor ao próximo o que seria esse nosso mundo não é mesmo? Quem dera...

    ResponderExcluir
  6. Olá, essa obra chama bastante atenção pelo fato de ser, como já mencionado, puro amor. O embate entre religiões infelizmente é uma realidade, e acredito que a obra pode mudar as pessoas e direcioná-las para o entendimento de que cada religião é um caminho que leva ao amor ao próximo. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carl!!
    Adorei a indicação, e acho importante todos conhecerem um pouco da vida de Jesus Cristo e para isso não importa se tem uma religião ou não.
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá! É sempre muito bom ter a oportunidade de conhecer mais, e de maneira mais fácil a história de Jesus, principalmente sabendo que independente de qualquer crença o livro pode e deve ser lido por todos.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Faz algum tempo que li resenha sobre o livro, gostei mto, tenho mto interesse em conhecer.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Oii,
    Eu ja amei a existencia desse livro só lendo o trecho que você colocou da dedicatoria do autor para todas as pessoas sem distinção de religião, até por que mesmo um ateu que negue os "milagres" feitos por Jesus, não pode negar sua existencia, e as coisas tão belas que ele pregava, que infelizmente são muito distorcidas na nossa sociedade. O que define esse sentimento pra mim, foi quando você disse "este texto não é exclusivamente para quem é religioso, mas, sim, para qualquer pessoa que acredite que é o amor, o respeito, a compaixão, aquilo que o ser humano tem de mais precioso, embora não use sempre no dia-a-dia." Acho lindo que livros assim estejam surgindo, que estejam quebrando aquele padrão de igreja doutrinadora, de religião doutrinadora, oprimindo as pessoas, quando na verdade estas deveriam ser aquelas que acolhem, ensinam a amar, respeitar, e tudo que você ja mencionou antes kkk. Por, fim, como você, eu também acho muito importante que todo tipo de pessoa leia ou conheça esse tipo de obra nos tempos de hoje tão perigosos em todos os sentidos como você falou. Amor devia ser uma religião.
    Bjs, Ana C.

    ResponderExcluir
  11. Talvez um livro que mude certas atitudes e pensamentos igual ao assistir os filmes que tratam sobre a vida e ensinamentos de Jesus. Desse ser uma leitura bastante prazerosa tanto para aprender quanto para meditar.

    ResponderExcluir
  12. CArl!
    Gosto de acopanhar as entrevistas do jornalistas e o que achei mais legal é que ele viajou por vários lugares para poder compor o enredo do livro e trazer os ensinamentos Dele.
    Quero muito ter a oportunidade de ler.
    Bom feriado!
    “O meu objetivo é colocar no papel aquilo que vejo e aquilo que sinto da mais simples e melhor maneira.. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Adorei a resenha, não sou muito de ler ou assistir filmes religiosos, mas criei um interesse para ler este livro, eu ainda não o conhecia. Gosto de saber a forma que outras pessoas pensam a respeito de determinados assuntos!!

    ResponderExcluir