A CIDADE DAS MÁSCARAS

SINOPSE: Irene está trabalhando como espiã em uma Londres Vitoriana, coletando importantes livros de ficção para a misteriosa Biblioteca, quando Kai é sequestrado. A origem enigmática de seu assistente significa que ele tem aliados e inimigos igualmente poderosos, e seu sequestro só pode significar uma coisa: guerra entre as forças da ordem e do caos, capaz de destruir mundos inteiros. Para manter a humanidade longe do fogo cruzado – e salvar Kai de uma morte certa –, Irene terá que fazer aliados duvidosos e viajar até as profundezas de uma Veneza repleta de magia negra e estranhas coincidências, onde é sempre Carnaval. Lá, ela precisará lutar, mentir e chantagear seres poderosos. Ou enfrentar consequências fatais - Genevieve COGMAN - Editora MORRO BRANCO - 2017 - 400 páginas.

No primeiro livro da série A BIBLIOTECA INVISÍVEL (resenha, AQUI), o ponto mais obscuro da trama era o passado de Kai, o jovem aprendiz que fez par com Irene, a personagem principal. Esse passado, como conta a sinopse, vem atrás do garoto, e agora o leitor tem a chance de descobrir um pouco mais de sua história.

Há uma evolução notável na escrita da autora. Tudo está mais ágil, mais urgente. Como é comum em continuações, não é mais preciso gastar páginas estabelecendo os personagens. Então, agora, a narrativa parte logo para a ação. Isso ajuda a explicar a maior desenvoltura da forma como a história é contada. E também ajuda na evolução da descrição das espécies, seus poderes e como funciona essa guerra entre a Ordem e o Caos.

Outro ponto que me agradou, é que Irene está ainda mais decidida e independente do que no primeiro livro. Ela praticamente carrega toda a aventura nas costas. Outro acerto da autora. Ela é o melhor da série, e aqui não é gasto tempo com personagens secundários que pouco importam para a trama. Eu não senti falta de nenhum, e dos que apareceram, eles cumpriram seu objetivo sem ficar com excessos.

E embora possua toda essa ação, existe um cuidado maior na descrição dos ambientes e da cidade, que neste segundo livro é Veneza. Os locais, os habitantes, o carnaval que nunca termina, a magia, enfim, praticamente tudo está mais bem apresentado ao leitor.

Curioso que, em algumas partes, dada a forma como Irene consegue resolver as situações, me lembrou um pouco as aventuras de 007, com reviravoltas e com escapadas quase impossíveis, mas empolgantes.

Na verdade, acho que é esse adjetivo que define melhor este segundo volume: empolgante. O leitor é jogado de um lado para o outro, junto com Irene, em locais que mesclam, como diz na sinopse, elementos familiares de Dr. Who, Harry Potter e outras obras de fantasia conhecidas. Mas não pense que é uma cópia: a autora sabe criar um mundo só seu. Afinal, até Dr. Who e Harry Potter se basearam em outras obras, certo?

Se você ainda não conhece a série, não fique com receio de ficar perdido no meio de personagens e mundos estranhos. Neste segundo volume, por exemplo, existem apêndices com informações que auxiliam o leitor a se situar, bem como algumas curiosidades divertidas.

A CIDADE DAS MÁSCARAS é uma continuação melhor, mais abrangente, mais dinâmica e mais emocionante do que o primeiro volume. Caso você tenha lido A BIBLIOTECA INVISÍVEL e não tenha sido conquistado, com este, você será, com certeza!


Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

11 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Carl.

    É louvável quando o autor consegue se superar, quando obtem o domínio da escrita e aproveita os elementos em mãos.

    E esse, parece ser um livro bem formulado, com uma personagem que agrada por ter evolução e personalidade.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carl. Ainda não conhecia a biblioteca invisível, mas achei legal do segundo volume ser bem mais fluido, tenho mais historias e deixar o leitor mais ligado na empolgação. Fiquei curiosa sobre Irene e suas lutas. Achei legal também se basear em outras historias.

    ResponderExcluir
  3. Amei a foto, a capa, a resenha e a sinopse! Não conhecia esses livros e me interessei bastante, fui ler a sinopse do primeiro livro e me interessei por igual. Com certeza ambos os livros entraram pra minha pequena gigante lista. Estou muito curiosa sobre o que Irene terá de fazer para salvar Kai.

    ResponderExcluir
  4. Sempre tenho certo receio com continuações justamente pelo fato de muitas vezes não serem bem conduzidas, mas vejo que este não é o caso, ahaha. Sua resenha conseguiu me empolgar. A autora parece ter criado uma continuação quase perfeita, gosto de livros que nos prendem assim, que cumprem com maestria tudo que inicialmente criaram sem deixar furos.

    ResponderExcluir
  5. Uauuuuuuu! Que interessante!
    Como sigo a Morro Branco no instagram já tinha visto tanto Biblioteca quanto Cidade mas nunca tinha lido uma sinopse tão interessante ou instigante!
    Amei o fato da personagem Irene ser bem emponderada e girl power.

    ResponderExcluir
  6. Fui buscar a resenha do primeiro livro, já que vou confessar que não sabia nem do que se tratava. E fica bem nítida a diferença entre um enredo e outro. Parecem ser dois tipos de livros, com duas histórias bem opostas.
    Irene parece que conseguiu seu lugar e com isso, arcou com todo o peso do enredo nas costas,mas isso não foi ruim, afinal deixou a leitura mais ágil e com aquele tempero.rs
    Como amo fantasia e romance e neste livro parece haver de tudo um pouco, vão para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Gostei da ideia daquele primeiro e que bom que a continuação pega uma graça e tanto na hora de ler. Mais ação, menos enrolação explicando personagem....achei legal isso. O ritmo de leitura deve ser bem fácil e se tiver essas coisas meio impossíveis, escapadas cheias de adrenalina que parecem até coisa de filme deve dar um ritmo ainda mais interessante na hora de ler. Se for empolgante mesmo isso é ótimo.

    ResponderExcluir
  8. Carl!
    Não conheço mesmo a série, mas bem queria, porque achei uma super aventura e ver que alguns personagens amadureceram de um exemplar para o outro, atrai mais.
    Tantos bons personagens misturados é ainda mais atrativo.
    “Sou uma só. (...) Sou um ser. E deixo que você seja. Isso lhe assusta? Creio que sim. Mas vale a pena. Mesmo que doa. Dói só no começo.” (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JUNHO - 5 GANHADORES
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carl!!
    Ainda não li nenhum dos livros da Série Biblioteca invisível, mas dar para ver que uma história cheia de aventuras e reviravoltas!! Gostei bastante de saber que nesse segundo livro os personagem amadurecem e ficam mais decididos e independentes.
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Oii Carl!
    Ainda não li Biblioteca Invisível, esto torcendo pra que surja uma oportunidade em breve pra ler, eu gostei mto de conhecer este livro tbm, amei essa capa, o que me chamou mta atenção tbm, o enredo parece ser bom, tô curiosa pra conhecer a história. e a personagem.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Olá! Já me interessei pela série desde o primeiro livro, adoro esse tipo de leitura e fiquei empolgada em saber que a autora conseguiu manter o nível e até mesmo superar sua escrita e nos presenteia com mais uma grande história.

    ResponderExcluir