O PIOR E O MELHOR MOMENTO DE SUA VIDA


Quando passamos por algum problema, seja ele qual for, alguns dos pensamentos mais recorrentes, são os de estarmos sozinhos, de nunca conseguirmos resolver o problema, de não termos força para suportar, de termos a pior vida de todas. Bem, isso não é verdade. A vida é composta por fases, algumas ruins, algumas boas. A quantidade de cada uma é diferente para cada pessoa. Mas o que é sempre igual, é que uma fase é uma fase, e ela, sendo má ou boa, eventualmente irá terminar. Precisamos ter força para conseguir vencer e para saber aproveitar cada um desses momentos. Essa é a sabedoria da vida. E como exemplo de que você não está sozinho, reuni alguns depoimentos que me mandaram semana passada pelo Instagram. Use esses exemplos com sabedoria!

Nos depoimentos abaixo, você deverá reparar que algumas pessoas possuem uma vida com menos problemas que as outras. Mas repare, também, que essa simplicidade pode ser vista como falta de horizontes, com falta de expectativa, com falta de oportunidades de ir além. Entretanto, outras conseguiram vencer desafios que poderiam ser considerados impossíveis! Independentemente da grandeza de cada coisa má ou boa, leve em consideração que para cada uma dessas pessoas, aquilo que elas viveram ou estão vivendo, é difícil ou muito bom. E o que você viveu ou está vivendo, não pode ser comparado. 



A PIOR: Foi ter meu email raqueado. Perdi histórias autorais lindas que eu não tinha cópias.
A MELHOR: Foi ter criado meu Instagram. Através dele, eu fiz maravilhosas amizades. 



A PIOR: Foi cair na escola.
A MELHOR: Foi receber o livro de Serafina e a capa preta.



A PIOR: Nossa, tantas coisas ruins aconteceram comigo. Mas a pior, foi quando minha regra veio na escola e eu não estava preparada. Daí, todos na minha sala viram e, quando eu estava saíndo da escola, piorou e muito! Graças a Deus, uma amiga viu e me alertou, entao decidi colocar a bolsa atrás para tampar. 
A MELHOR: Bem, também são tantas, mas acho que foi quando tive meu pet, Fifi.



A PIOR: Foi quase perder a vida em um acidente de moto.
A MELHOR: Foi, depois de sete anos de cirurgias e tratamento, cinquenta parafusos, oito placas e duas próteses no rosto, ter superado o acidente.



A PIOR: Foi a existência de uma monitora do colégio persegue à minha irmã e a mim.
A MELHOR: Ainda não aconteceu.



A PIOR: Foi ter uma irmã.
A MELHOR: Foi ter um irmão.



A PIOR: Foi descobrir que mentiram sobre meu pai a vida toda.
A MELHOR: Foi ter entrado para a faculdade. Sério, abriu muito a minha mente.



A PIOR: Foi a epoca que passei por depressao. Tive muitos problemas, cheguei muito perto de tentar me matar. Mas, aos poucos, superei. 
A MELHOR: Foi ter conhecido meu namorado, que me apoia, me ama, é carinhoso, engraçado, o amor da minha vida. E, ao mesmo tempo, eu tenho que reconhecer que se eu não tivesse passado pela pior das fases, não teria conhecido ele, porque tudo o que aconteceu enquanto eu estava com depressão, levou-me a voltar para a cidade onde nasci e encontrar ele.



A PIOR: Foi ver pessoas que eu gostava muito irem por caminhos errados.
A MELHOR: Foi ter transformado meu Instagram pessoal em literário.



A PIOR: Vivo até hoje. Desde criança, eu vejo a relação ruim dos meus pais, e com o passar dos anos, ela acabou se tornando minha. Meu pai sempre foi um homem ignorante e violento, que nunca aceita opinião de ninguém e sempre está certo. Nunca fui para o médico para ser diagnosticada com depressão, já que não tinha ninguém próximo para me ajudar, mas lembro perfeitamente que, com uns 14 ou 15 anos, emagreci muito, ia de casa para escola e ficava deitada chorando o resto do dia. Não posso dizer que era depressão, mas foram dias muito ruins na minha vida. Tenho planos de sair para viver minha vida, mas ainda não tenho como, pois quando for a hora, quero poder tirar minha mãe de toda essa situação que ela vem passando por anos. Vocês devem estar se perguntando: por que não sai antes, ou porque ela não saiu, mas eu tenho uma boa resposta, que é exatamente o que eu sinto: medo!
A MELHOR: No meio de toda essa bagunça que é minha vida familiar, quando mudei para a escola pública, descobri o mundo dos livros, e que descoberta maravilhosa! Quando criança, ganhava da minha tia aquelas revistas do Sesinho e Turma da Mônica, e quando vi todos aqueles livros, continuei a ler avidamente. Os livros são parte da minha vida há muitos anos e com eles consigo esquecer um pouco de tudo isso que acontece aqui na vida real e entrar em um mundo novo, onde encontro diferentes situações, momentos e personagens que deixam marcas felizes no meu coração e na minha imaginação. Agora, com 20 anos de idade, descobri os livros de fantasia algum tempo atrás e posso dizer que, esse sim, é o meu mundo favorito para se estar por um bom tempo.



A PIOR: Foi quando descobri, quatro anos atrás, que tinha câncer e os médicos disseram que eu tinha 40% de chances de não viver mais do que cinco anos.
A MELHOR: Foi conhecer minha namorada, que está ao meu lado, mesmo sabendo que podemos não ter um futuro longo, que me apoia e que me mantém de pé, sem desistir.



O que é bom para uma pessoa, pode parecer insuficiente para outra. Mas o que importa, é o que cada pessoa sente, e não o julgamento da outra. Como disse no início deste post, não pense que o que esta enfrentando não vai terminar. Vai. Muitas vezes, depende de você, depende de seu amadurecimento, de sua coragem, de encontrar amigos ou familiares que possam ajudar, de encontrar um amor, de ser curado fisicamente, de ganhar um bichinho de estimação, de ganhar um livro. Você precisa encontrar a âncora que não vai deixar você ser arrastado, de encontrar uma boia que não deixe você se afogar. O momento de calmaria sempre chega. Você tem que ser forte para aguentar até ele chegar. Não esmoreça, não desista, não pense bobagens, lute para ser forte, para conquistar aquilo que deseja, para deixar para trás traumas que bloqueiam sua felicidade.

Não importa mais o que aconteceu de ruim, importa apenas aquilo que você é e será. Você só pode mudar quem é e quem será, não quem foi. Acredite em você, acredite que poderá encontrar a solução para os problemas e criar coisas boas, receber coisas boas, ter uma vida melhor.

Existe uma saída de qualquer lugar, encontre a sua. A única coisa que não tem saída, é a morte. E como está no último depoimento, não desista mesmo assim, aproveite cada dia, aproveite a dádiva de ter saúde e ter uma vida plena pela frente. Não menospreze o dom que é poder ter um amanhã. Faça tudo que tenha vontade, lute para realizar seus sonhos, abrace quem você tem vontade de abraçar, diga que ama quem você tem vontade de dizer que ama, não deixe para amanhã, não disperdice um segundo sequer de sua vida. Aproveite! Viva plenamente!

Ah, e existia um pequeno prêmio de participação, CEM MARCADORES! As ganhadoras, foram:

JUKE.BOOKS
ANA.CECCHETTO
KASHOGUI

Parabéns!

Compartilhe este post:

Carl

Tenho várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamento o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco ;>) -, e não saber desenhar O.O

9 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Carl.

    Nunca li e vi tanta verdade em um único post. Eu definitivamente estava precisando ler tudo isso. Me deu uma sacudida, sabe?

    Embora, às vezes, seja difícil acreditar que tudo é questão de tempo para mudar. Mas, eu acredito em tudo o que foi dito, pois sei que é a mais pura verdade.

    ResponderExcluir
  2. Carl!
    Temos a tendência de supervalorizar os momentos ruins e muitas vezes deixamos passar boas coisas que acontecem nesse meio tempo.
    Como falou, nossas vidas são feitas de fases e como tal, elas são passageiras.
    Gostei da compilação dos depoimentos, mostrou o quanto cada um vê a vida de forma diferente.
    Boa semana!
    “.Aquilo que eu não sei é a minha melhor parte! “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Pequenos momentos de cada um! E com certeza, daria um belo livro não só com partes ruins, mas também com a parte das superações e aprendizados.
    Sei lá, levo comigo que tudo que vivemos nesta estrada, por pior ou menor que seja, sirva para nos levar adiante. É preciso ter fases ruins, para que fases ótimas aconteçam! A vida ficaria sem graça sem um pouquinho de emoção.
    Só fiquei intrigada com a moça que citou ter uma irmã como a pior coisa!rs
    Vai entender!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Nossa qtas verdades nos depoimentos, as vezes a gte acha que só a gte que passa por esses momentos...Depoimentos lindos!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Rapaz, mas que post bonito. Lindas palavras as que disse. E ver os depoimentos da galera foi bem legal. Ri de alguns, mais por absurdo do que por ser de rir. Mas é estranho pensar que algo que afeta outro é um motivo muito simples pra você achar que isso é ruim. A gente vê que muito do que é pior pro próximo não seria pra você e meio que entende que cada um sente de uma forma diferente e como esse sentimento é louco e complexo, não é fácil de entender na pele. Alguns piores são horríveis mesmo e só desejo força pra que superem. Alguns melhores me fizeram sorrir e ter um sentimento bom de alegria e esperança por eles. Lindo, muito bonita essa iniciativa =)

    ResponderExcluir
  6. Ana Cecchetto27 junho, 2018

    sempre bom ler historias que nos fazem pensar em como somos fortes quando precisamos, amei ter recebido os marcadores mas acima disso amei ter dividido um pouco da minha vida aqui..

    ResponderExcluir
  7. Coisas ruins sempre acontecem e coisas boas também a nossa resiliência é que é importante Nessas questões

    ResponderExcluir
  8. Olá! Caramba que bacana vê esses depoimentos e saber que contribuir (mesmo que um pouquinho) com a matéria, quando respondi essas perguntas, estava passando por um momento bem complicado e foi uma válvula de escape colocar um pouco da minha aflição para fora, extravasar sentimentos que tento não ter, e agora vendo outros depoimentos percebo que por mais que achemos que estamos passando pelo pior, há situações que podem ser, ainda, piores do que a que estamos vivendo... como dizem por aí: “Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”. Adorei ter ganhado os marcadores, obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post e pena que não fiquei sabendo para participar também. Todos nós enfrentamos problemas e aos olhos de quem vê pode parecer pequeno, mas só quem sente sabe o qual grande é. O mesmo acontece quando você falar de uma coisa boa que já aconteceu.

    ResponderExcluir