DESEJAR

SINOPSE: A história de Liv e Dean continua no segundo volume da série Espiral do desejo. Depois de quase verem seu casamento destruído por mentiras e desilusões, Dean e Olivia retomam sua jornada mais unidos e apaixonados do que nunca. O professor de história medieval e sua amada esposa estão determinados a consertar os erros do passado e sabem que, para isso, terão que unir forças para derrubar barreiras erguidas ao longo de anos. Uma inesperada crise envolvendo os pais de Dean acaba, contudo, dragando-o de volta à espiral de culpa, ressentimento e amargura que marcou sua juventude. Tudo o que ele mais quer é proteger Olivia, mas, dessa vez, ela se recusará a cumprir o papel de esposa frágil e delicada. Ao lado de seu grande amor, Olivia enfrentará os mais terríveis fantasmas da família West — até mesmo os segredos escondidos a sete chaves.
AUTORA: Nina LANE
EDITORA: Paralela
PUBLICAÇÃO: 2018
PÁGINAS: 280
TRADUÇÃO: Alexandre BOIDE

ATENÇÃO: Esta resenha contem spoilers do primeiro livro.

Com uma gravidez inesperada, o segundo volume da trilogia Espiral do Desejo, continuação de DESPERTAR (resenha AQUI), traz mais segredos a serem revelados sobre Liv e Dean. O livro é dividido em três partes, com capítulos alternados entre os protagonistas, assim como o primeiro livro. 

Neste, eu só consegui pensar: “Minha Liv tá mostrando o poder dela, obrigado DEUS!". Porque, diferentemente do primeiro livro, onde ela se mostrava dependente demais do Dean, como se ele fosse o mundo dela (não tem problema você amar alguém incondicionalmente, mas você não deve fazer ou deixar de fazer algo por causa dessa pessoa), agora a Liv mostrou ao Dean que o relacionamento não estava saudável do modo como ele agia, protegendo-a de tudo o tempo todo, como se ela fosse uma boneca de porcelana, totalmente frágil. 

Um fato interessante sobre o livro é que você vê uma atitude egoísta do Dean no passado, onde ele culpa os pais por isso, mas ele também tem uma parcela de culpa, e escondem isso no relacionamento dos dois, como se ele fosse santo. Confesso que acho o Dean violento e controlador. Não, ele nunca bateu na Liv durante a história (não de forma intencional), mas a forma que ele age durante as brigas, que sempre terminam da mesma forma: ele ou ela saindo de casa e sexo. Sempre tem aquilo de “depois conversamos” e acabam não conversando. Esse assunto é tocado no livro, e eu achei interessante demais, porque a autora colocou de forma bem explicita que o relacionamento dos dois estava dessa maneira “desleixada”. 

Outra coisa também que me irritou bastante nesse homem, foi o fato dele esconder as coisas da Liv, ainda que para não a preocupar por causa da gravidez. Homens têm que entender que esconder as coisa s´complica mais, e mesmo assim, a Liv perdoa tudo novamente. Mesmo fazendo esse tanto de reclamações acima, eu senti que este livro é muito melhor do que o primeiro, porque isso é colocado em dúvida. Mostra que não é só o leitor que está achando o relacionamento deles baseado em sexo, que a autora está levando o liro para a frente, para solucionar esse problema. 

Claro, também temos novos personagens: Archer, Joanna, Paige e Helen. Conhecemos mais sobre a família do Dean (senti falta disso no primeiro livro), e o motivo dos ataques de pânico da Liv, vemos certos personagens que estão para quebrar tudo, e outros que você quer sentir raiva mas não consegue e acaba sentindo pena. 

Eu realmente queria ter a autoconfiança da Liv durante boa parte do livro, porque gente, a mulher tem que confiar na tacada para ter que passar as situações que ela passa e com muita calma. No primeiro livro, você vê um casal tentando se encaixar, porém sem as peças necessárias para isso, o que levou a uma busca dentro deles mesmos, o que eles tinham que fazer para conseguirem voltar. 

Neste segundo livro, você consegue ver que os personagens têm as peças necessárias e estão ávidos para se encaixarem, mas não é tão fácil quanto pensavam que seria. Com um final um pouco clichê e realmente triste, o livro conseguiu dar uma nova direção para o casal. O terceiro livro da trilogia está com o lançamento para setembro, e estou ansiosa para saber como terminará a história desses dois.


Compartilhe este post:

Amanda Mesquita

Moro em Guarulhos, São Paulo, sou do signo de trouxas, amo comer coxinha, torta de bis com morango, açaí e cachorro-quente de 50 metros de comprimento, sentada em uma mesa, ao lado da minha melhor amiga, no meio da bienal.

16 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Amanda.

    O enredo, mais uma vez proposto, é significativo para que os leitores possam acompanhar as novas dificuldades (que surgiram) do casal.

    E, é relevante ver a evolução e mudanças de atitudes da personagem!

    Quero muitíssimo ler essa série! 😍

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Eu ainda não conhecia a séria, achei interessante e gostei da sinopse. Quero conhecer mais sobre a história de Liv e Dean!

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a série, mas parece ser uma ótima trama sobre esse casal.
    Porém como você disse que é bem clichê e triste o final, sinto que vai ser um livro que eu vou sentir vontade de chorar o tempo todo haha
    Fiquei mais interessada pela Liv do que pelo Dean.
    Adorei a dica.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  4. Amanda!
    Não li o primeiro livro, mas fico feliz em ver que esse continua o outro e ainda traz novos personagens que apenas acrescentam todo enredo bem elaborado.
    Fiquei ansiosa para ler.
    “Palavras gentis não custam muito, e ainda assim conquistam muito. (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Tenho visto muitos comentários sobre Despertar. A maioria muito positivos. Mas particularmente o enredo de Despertar e Desejar não me atirem muito.
    Mas é bom saber que a autora conseguiu manter o padrão da história

    ResponderExcluir
  6. Mesmo não tendo lido o primeiro livro, ando acompanhando esta série há um tempinho. Com um enredo bem semelhante ao primeiro livro, mesmo tendo o amadurecimento em certa parte de Liv, a gente percebe que é nítida a comparação com a realidade.
    Quantos e quantos casais não vivem os mesmos dramas do casal. Não falo só da gravidez não,mas das omissões, do nunca sentarem e conversarem.
    Espero ter a oportunidade de conferir já os dois livros!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Li a resenha do primeiro livro em um outro blog e adorei ler a sua do segundo livro e ambas as resenhas se encaixaram.
    No meio da sua fiquei um pouco receosa de ler o primeiro livro (que eu tinha adorado), mas quando você citou do final triste desse segundo volume fiquei bem curiosa novamente kkkk
    Acho que vou esperar a trilogia ser lançada por completo para dar início à leitura.
    Bjs ;*

    ResponderExcluir
  8. Não animei tanto assim com o primeiro, não sei se iria gostar tanto desse também. Mas é legal ver que a personagem cresce de certa forma, a força dela e as coisas que tem que passar aí como casal. Não parece nada fácil e acompanhar isso pode ser interessante. O personagem masculino tem umas coisas que já me dão nos nervos só de ver falando. Teria que ter uma baita paciência pra ver onde isso vai dar, ele me deixou bem pé atrás.
    Parece uma história cheia de altos e baixos viu, com coisas legais e outras que nem tanto mas com um ar real que torna a trama bem interessante.

    ResponderExcluir
  9. Olá Amanda!
    Mais um livro que entrou para os meus desejados, o enredo me chamou atenção e por trazer emoção ao leitor tbm é o que mais me faz ter vontade de conhecer, vai acabar cmg esse livro rsrs.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Olá! Confesso que quando vi o primeiro livro, fiquei com certa dúvida em relação à leitura, mas agora nesse segundo livro, tenho a certeza que quero conhecer mais sobre a história desse casal e quais são os segredos que esse homem esconde Brasil (risos). Bacana saber que houve um amadurecimento por parte da Liv, mas fiquei com medinho desse final triste e clichê.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Amanda
    Ainda não li essa série mas acompanho por resenhas.
    Gostei de saber que nesse segundo livro Liv é mais segura, independente. Aparece a família do Dean.
    Confesso que o primeiro livro não me agradou já segundo fiquei bastante curiosa para ler. Espero que o terceiro livro seja tão bom quanto esse.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, Amanda
    Gostei da resenha, o assunto do livro chama muita atenção.
    Acho que de agora em diante teremos personagens femininas mais fortes e decididas, o que deixa os livros espetaculares, por que não estamos familiarizados, até então a mulher era sempre a coadjuvante, considerada 'frágil'.
    Não tive a oportunidade de lê-los ainda, mas quem sabe um dia...
    Abraços...

    ResponderExcluir
  13. Não acompanho a série. Mas desejar parece que é um livro o qual os personagens mudam suas atitudes e há muitas descobertas sobre seu passado de acordo com o que ocorre com o Dean. A relação dele com a Liv parece ser um pouco quanto conturbada, nessa de não conversarem depois de uma discussão e depois a situação não fica resolvida. A premissa parece muito boa, vou procurar o livro anterior.

    ResponderExcluir
  14. Olá Amanda,
    Tinha achado o primeiro livro bom, mas esse realmente é melhor por mostrar essa evolução no relacionamento deles, e mesmo com os erros os dois conseguem se entender. Liv tinha mesmo que se destacar, depois do tanto que sofreu no primeiro livro, nada melhor do que se tornar uma mulher forte!
    Amei essa capa e quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Amanda, menina eu li o primeiro livro mas mana o que eu mais senti em decorrer do primeiro livro foi RANÇO, Jesus pra mim todo aquele relacionamento estava indo por água abaixo ela tinha sérios problemas e ele não ajudava nada mentindo pra ela, sem falar daquela "amiga" horrível. Eu não sei sinceramente se quero ler esse livro porque eu já to sentindo raiva vindo e nem toquei no segundo livro. Sem falar que a editora está com a informação errada, é uma série composta por cinco livros com mais um extra da "amiga" do casal que aparece no primeiro livro. Mesmo assim adorei a sua resenha.

    ResponderExcluir